sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

12º CAPITULO - AS SEMENTES DA DESTRUIÇÃO




12º CAPITULO
AS SEMENTES DA DESTRUIÇÃO




OLIMPO – TEMPLO DE DEMÉTER
http://www.flogao.com.br/alexzanardisg/foto/229/122522417

Os cavaleiros e mais Hércules estão diante do templo. Na parte superior estava escrito: Δημήτηρ.

Hyoga: - Mas vejam! O que esta escrito ali? (Aponta) DEUSA MÃE?
Ikki: - Ou melhor: DEUSA DA DESTRUIÇÃO?
Shun: - Hércules você havia nos dito que ela é deusa da terra cultivada, da colheita e das estações do ano. Mas como estamos vendo aquele nome?
Hércules: - Os escritos gregos às vezes possuem outras definições. Deméter na mitologia romana é conhecida assim como Ikki e Hyoga interpretaram. E lá ela possui o nome de Ceres.
Seiya: - A definição do nome dela não nos interessa. O que importa é atravessarmos este templo e seguirmos em frente. (Se expressa determinado)


Eles começam a caminhar pelo interior do TEMPLO. E assim como era ao redor do mesmo. Existiam vários frutos e verduras no chão. Assim como nas laterais as pequenas piscinas de águas cristalinas. Pois existiam no teto aberturas onde a luz do sol entrava e refletia exatamente na água. Os cavaleiros nada dizem. Apenas seguem atentos até próximo ao trono. Deméter segura firme em seu báculo que mais lembra uma lança e se levanta.
As expressões dos cavaleiros mudam, exceto de Hércules.





Deméter de pé da um sorriso sarcástico: - Então... Vocês que são os cavaleiros de Athena que invadiram o Olimpo? (Ela queima seu cosmo dourado)
Seiya: - Sim! Somos nós e viemos agradecer a recepção que nos deu!
Deméter: - Garoto... (Seus olhos brilham) Não é assim que se fala com uma deusa. (Queima seu cosmo)
Seiya: - Não tenho medo de você!




http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/115/103788755

Seiya queima seu cosmo e a imagem do pégasus surge atrás dele e Deméter não se intimida.
Os frutos que eram muitos. Também se concentravam ao redor da área do trono.

Seiya: - Sou um cavaleiro de Athena e minha missão aqui é trazer à paz a humanidade e para isto. Eu e meus amigos precisamos chegar ao TEMPLO de Zeus! Antes que...
Deméter: - Antes que meu irmão a destrua.
Seiya: - O que? (Espantado) Irmão!
Ikki: - Seiya... Deméter é irmã de Zeus.
Hyoga: - Isto é um absurdo! Então quer dizer que seu cosmo...
Shiryu: - Deverá de ser poderoso como o dele.
Deméter: - Isto mesmo... Até que estão bem informados... Então vamos acabar logo com isto... Pois destruindo vocês acabaram as tolas esperanças de Athena em salvar a humanidade.
Hércules: - Deméter!
Deméter: - O que tem a dizer traidor?
Hércules: - Sabe que Zeus esta cometendo um erro em enfrentar Athena. E...
Deméter: - Cale a boca seu miserável! Você é um humano e mesmo sendo filho de meu irmão. Não passa de um humano e você não tem o direito de questionar a decisão do deus dos deuses. Com relação aos primordiais. Não estou preocupada. Pois minha missão aqui é destruí-los. E eu a cumprirei!
Seiya: - Já que é assim! Nós cavaleiros de Athena não tememos nosso inimigo. (Seu cosmo emana um brilho dourado impressionante) VOU INCENDIAR O MEU COSMO! E LHE MOSTRAREI O NOSSO PODER!




http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/116/109693935


{{{METEORO DE PÉGASUS}}}


Os meteoros vão até a deusa. Mas algo incrível acontece. Quando a técnica de Seiya ia atingi-la eles simplesmente foram extintos.

Seiya se surpreende: - MAS O QUE É ISTO? MEUS... MEUS METEOROS DE REPENTE DESAPARECERAM?

Os demais cavaleiros e Hércules também se expressão da mesma maneira.

Deméter: - Eu lhe avisei!
Seiya: - Eu não desisto nunca!

O cavaleiro de pégasus queima novamante seu cosmo e se prepara para lançar mais um ataque. Mas Hércules percebe algo.

Hércules: - DETENHA-SE SEIYA É UM TRUQUE! DETENHA-SE!


{{{METEORO DE PÉGASUS}}}


Mais uma vez os meteoros desaparecem antes de atingirem a deusa.

Seiya: - Mas como isto esta acontecendo?
Deméter com seu cosmo elevado: - Cavaleiro! Você é extremamente teimoso... (Ergue a mão esquerda) Sinta de sua própria técnica.
Seiya: - O que?:

Da mão esquerda de Deméter surge um feixe de luz azul e de repente um seqüência mortífera de meteoros é aplicada numa fortíssima velocidade sobre Seiya. O cavaleiro não teve nenhuma chance de defesa. Ele grita de dor ao ser atingido.

Seus amigos: - SEIYA!

O cavaleiro de pégasus bate em uma coluna caindo em seguida numa piscina que estava a direita do templo.

Deméter dá uma debochada gargalhada: - É com isto que Athena é protegida? (Continua rindo) Acabar com vocês será muito fácil!

Os cavaleiros ficam em posição de combate.

Seiya coloca a mão direita na borda e surge: - Se... Se não fosse a minha armadura... Cof! Cof! Teria sido morto por minha própria técnica... Como faremos para derrotá-la?
Ikki: - Não será tão fácil assim nos derrotar!
Shiryu: - Hércules e amigos. Ataquemos todos juntos!
Hyoga: - Isto mesmo Shiryu!

Todos elevam seus cosmos.

Seiya: - Preciso ajudá-los!
Deméter: - Como vocês são tolos... Não viram o que aconteceu com o pégasus. Vão incistir no mesmo erro?


{{{AVE FÊNIX}}} http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/114/103673870

{{{CÓLERA DO DRAGÃO}}} http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/111/103357459

{{{PÓ DE DIAMANTE}}}

{{{CORRENTE NEBULOSA}}} http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/127/117301864

{{{PELA FORÇA DOS DEUSES}}}
http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/115/115096846

Antes de Seiya se aproximar seus amigos. Eles aplicam suas técnicas com a esperança de derrotarem Deméter. As cinco técnicas vão até ela e para surpresa de todos antes de chegar à deusa da colheita. Sua técnicas simplesmente desapareceram. Já a corrente interrompeu sua trajetória caindo no chão.
Deméter da mais uma gargalhada confiante de sua supremacia. Já os cavaleiros: Surpresos e desolados.

Shun: - Mas não é possível... Nossos golpes foram vencidos!
Ikki: - Não pode ser!
Hyoga: - Não consigo compreender...
Hércules: - O cosmo de Deméter pode possuir uma camada que a protege.
Shiryu: - Se isto for verdade... É contra esta proteção que precisaremos lutar primeiro.
Deméter: - Agora serão derrotados por seus próprios ataques.

Uma imensa energia é formada diante Deméter. Esta energia vem do chão e esta contido nela o ataque dos cavaleiros.
Os olhos de Hyoga expressão que ele tenha percebido algo.
E Seiya se aproxima do Grupo.

Seiya: - E agora o que faremos?
Shiryu: - Se eu tentar elevar o meu cosmo e centralizá-lo em meu novo escudo do Dragão como fiz contra o ataques de Pã... Acredito que deva funcione.

As correntes douradas de Andrômeda formaram um imenso circulo como uma verdadeira nebulosa.

Shun: - As minhas correntes receberam um novo poder desde que Athena nos banhou com seu bondoso cosmo. E fui capaz de perceber isto na minha luta com Hyoga contra Tifon. Minha correntes emanaram estrelas douradas... Temos novos poderes amigos. Athena nos confiou esta missão.
Hércules: - Isto mesmo Shun! Acredito que tenha com isto recuperado minha técnica mais poderosa.
Deméter concentra uma grande esfera de energia: - O que tanto conversam em voz baixa? Estão tentando imaginar o funeral de vocês?
Shun: - Deméter! Você é conhecida como a deusa da colheita e agricultura. Não percebe o quanto isto é importante para o bem das pessoas... Não temos a necessidade de lutar... Cumpra seu papel como deusa... Os humanos e os animais retiram da terra seu alimento para sobreviverem. Como agora pensa em simplesmente destruir os humanos?
Deméter: - Por isto mesmo... Os humanos não deram valor a bondade dos deuses. Agora! VÃO PARA O MUNDO DOS MORTOS! ONDE MINHA FILHA PERSÉFONE OS AGUARDA PARA OS CASTIGAREM PELA ETERNIDADE!

Um imenso raio sai da mão esquerda de Deméter e Shun rápidamente concentra seu cosmo na corrente. Uma energia dourada é emanada da corrente e ela rápidamente fica agitada criando uma forma de ondas magnéticas douradas.


{{{DEFESA CELESTIAL*}}}


*DEFESA CELESTIAL – É a mais nova técnica de Shun. Após ter recebido o bondoso e poderoso cosmo de Athena. Suas correntes desenvolveram um forte poder de ataque assim como defesa. As energias das correntes formam um poderoso escudo capaz de segurar os ataques dos deuses. Com isto protegendo Shun e quem estiver próximo a ele.

O ataque de Deméter colide com a defesa celestial criada pelo cavaleiro de Andrômeda. Mas algo impressionannte acontece.

Shun: - O QUE? MAS ISTO É IMPOSSÍVEL!

O ataque de Deméter começa a atravessar a proteção das correntes.

Seiya: - NÃO ESTA ADIANTANDO SHUN! O QUE FAREMOS?
Shun: - Tem uma explicação. Ela nos atacou com as técnicas de vocês. Assim como minha defesa é poderosa por ter recebido o cosmo de Athena. O ataque de vocês também é mais poderoso devido ao cosmo de nossa deusa.
Shiryu: - É como a história da lança mais poderosa e o escudo mais poderoso!
Hyoga: - Foi à técnica que o Seiya utilizou para destruir o ataque e defesa de Shiryu na GUERRA GALÁCTICA.
Hércules: - Shun! Será difícil para você mas terá de anular a defesa.
Ikki: - O que? Assim nos matará!
Hércules: - Ikki! Teremos de correr o risco de confiarmos em nossas armaduras, pois se houver uma grande explosão de nossos próprios cosmos. Nós poderemos ser desintegrados.
Hyoga: - Hércules tem razão. É um risco que deveremos correr.
Deméter com sua mão erquerda devolvendo as técnicas dos cavaleiros: - Essa vitória é minha! Os cosmos deles mesmos estão se colidindo. Morreram em segundos. E poderei ir pessoalmente arrancar a cabeça de Athena.
Seiya: - Shun acredite. Você pode baixar a guarda. Nós não morreremos aqui. Temos uma missão.
Shun: - Mas...
Ikki: - Shun! (Movimenta a cabeça concordando)

O mesmo com os demais.

Shun: - Amigos! (Expressa um tímido sorriso)

DE REPENTE UMA IMENSA EXPLOSÃO COSMICA A FRENTE DE DEMÉTER.
Ela chega a colocar sua mão esquerda a frente de seu rosto para se proteger do clarão.

Deméter: - Esta acabado... Venci os cavaleiros de Athena e mais o traidor do Hércules. (Fecha os olhos) Zeus ficará satisfeito.

A poeira começa a se dispersar e aos poucos vemos os cavaleiros. Todas deitados. Seiya já começa a mexer sua mão direita. Shiryu já estava com os olhos abertos, o mesmo com Shun, Hércules e Ikki. Já Hyoga esta completamente desacordado.

Shiryu: - Sobrevivi! Realmente minha armadura salvou minha vida!
Hércules: - Deméter é poderosa... Mas assim como Shun despertou novas técnicas. Posso também buscar desenvolver as minhas e melhorar meus ataques...
Ikki: - A luta continua... Mas como faremos para derrotá-la?

Deméter começa a andar mas logo para e fica apreensiva e pensa: - Não sou tola... Não sairei de perto de meu trono precipitadamente... Sinto ainda o cosmo dos cavaleiros de Athena. Mesmo que fracos ainda estão vivos... (Expressa um olhar de surpreendida) Como foram capazes de ainda estarem vivos?
Seiya: - Será que meus amigos... Eles... Eles estão bem? ( Levanta a cabeça e percebe que os demais estão se movendo mesmo que timidamente) Todos eles estão se movendo... Mas o Hyoga esta imóvel! Cisne... Cisne não pode estar acontecendo isto...
Shun: - O Hyoga ele... Ele antes de eu ter baixado as minhas correntes ( Shun se recobra o que não vimos. Antes de o cavaleiro de Andrômeda ter anulado sua técnica o cavaleiro divino de ouro de Cisne se colocou a frente e recebeu em seu corpo toda energia aplicada por Deméter) Ele fez de seu corpo um...
Seiya se levanta e vai até o Hyoga se ajoelha e o segura nos braços: - HYOGA! HYOGA! NÃO NOS DEIXE!

Os demais se levantam e se aproximam! Seiya começa a não suportar suas emoções.

Seiya chorando: - Hyoga por que fez isto?
Hércules: - Ele tentou nos proteger...
Ikki: - Isto... (Com lágrimas) É ruim... Hyoga meu amigo!
Deméter com uma expressão debochada e sorrindo sarcasticamente: - Isto é o começo cavaleiros de Athena. Um de vocês já se foi e para acabar com esse sofrimento de vocês. Mandarei todos de uma vez ao mundo dos mortos!
Seiya se levanta furioso: - ISTO NÃO VAI FICAR ASSIM! A MORTE DE HYOGA NÃO SERÁ EM VÃO! (QUEIMA SEU COSMO) VOCÊ É UMA DEUSA PERVERSA E DIABÓLICA! SERÁ DESTRUÍDA POR ISTO!
Ikki: - Vamos! Não desistiremos... O Hyoga deu sua vida para que este momento estivesse acontecendo. DEMÉTER! JUNTAREI TODO O MEU COSMO AO LIMÍTE MÁXIMO!
Hércules: - Cavaleiros! Teremos de ser cautelosos. Ou poderemos ser mortos como o Hyoga!
Shun: - Hércules tem razão! Como a venceremos? Ela é muito poderosa.
Shiryu: - Deve de haver uma maneira!
Deméter: - Não existe salvação para vocês. Somente a extinção!

Seiya começa a correr e queima seu cosmo de uma maneira incrível. A imagem do pégasus o acompanha: http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/118/112852864 - Deméter vou fazer como fiz uma vez com Radamaths. Concentrei o meu cosmo no meu punho direito e fui capaz de atingí-lo duramente. Mostrando o que um cavaleiro que luta pela justiça é capaz... (O punho direito brilha) ISTO É PELO HYOGA!
Todos: - SEIYA!
Deméter: - Seu tolo agora será aniquilado!

A deusa com seu cosmo elevado fecha os olhos. Derpente os frutos ao chão começam a brilhar. E neste instante diversas partículas são lançadas por eles. São inúmeras indo na direção de Seiya.

Ikki: - CUIDADO SEIYA!

Deméter: {{{SEMENTES DIABÓLICAS}}}


http://img131.imageshack.us/my.php?image=27712348ne7.jpg

Seiya anula a técnica e se surpreende: - O que?
Shun: - SEIYA!
Hércules: - Não pode ser!
Seiya desesperado: - Mas o que é isto?

As sementes começam a atingir o corpo do cavaleiro de pégasus. E logo grudaram e vão cobrindo por completo.

Shiryu: - SEIYA! Mas o que é isto?
Deméter: - Esta é uma técnica capaz de sugar todo a cosmo energia de meu oponente. E em questão de minutos toda sua vida será extinta.
Shiryu se aproxima: - Não podemos permitir que o Seiya também morra!

Os demais também se aproximam. Hércules fica mais atrás.

Ikki: - SEIYA! (Já em estado de pânico, pois o amigo gritava de dor) Nós o ajudaremos!
Deméter: - JAMAIS! Vou destruí-los agora!
Dos frutos no chão que são muito. As sementes diabólicas são expelidas e começam a cobrir o corpo dos cavaleiros. Eles estão numa situação extremamente difícil.

Hércules: - Deméter você já foi longe demais. Primeiro o Hyoga e agora eles. Não permitirei isto!
Deméter segura firme seu báculo e ameaça arremessá-lo: - Hércules! Vou lançar meu báculo em seu coração. Onde seu sangue traidor será retirado de seu maldito corpo.
Hércules em pensamento: - Se eu conseguir me esquivar de seu báculo posso utilizá-lo contra ela!

Hyoga estava aparentemente morto. Observamos o cavaleiro de cisne neste triste estado. De repente começamos a ver uma imagem e muito embasada de uma colina, com um rico gramado e no céu o efeito da aurora boreal. No topo quase atingindo as nuvens uma mulher era Natássia a mãe de Hyoga.

Hyoga vinha correndo trajando sua tradicional calça preta e sua blusa azul: - Mamãe! Mamãe!
Natássia sua expressão serena e materna: - Hyoga! Meu filho o que faz aqui?
Hyoga ainda correndo e com lágrimas nos olhos: - Mamãe! Perdoe-me... Não posso mais ajudar meus amigos mamãe...
Chega próximo a ela e segura sua mão e continua: - Eu tive de fazer algo para poupá-los daquele ataque... Mas eu não resisti mamãe e... E agora poderei ficar aqui com a senhora.
Natássia: - Não meu filho... Aqui não é seu lugar... Seu lugar é lá com seus amigos lutando pelo bem da humanidade e pela paz. É para isto que vive. (Seus olhos possuem um brilho impressionante)
Hyoga: - Mas...
Natássia: - Desde que estava lhe esperando e seu pai já havia falecido. A deusa Athena (Aparece a Jovem Natássia sentada em uma cadeira, grávida do pequeno Hyoga)

Na lembrança da mãe de Hyoga e para entendermos melhor:

Athena com seus cabelos como a forma grega de arrumá-los. Com uma vestimenta branca e sandálias. Surge de um brilho dourado e soberano emanado: - Natássia eu sou a deusa Athena. Escute-me!
Natássia: - Sim minha deusa. (Mesmo grávida a reverencia)
Athena: - O filho que espera. Será um de meus cavaleiros que lutaram ao meu lado contra as forças do mal que tentarão destruir este mundo eu tanto nós amos... Um dia você terá de tomar uma decisão muito importante. Esta criança assim como meus outros cavaleiros é fundamental para o bem de toda humanidade!
Natássia olha para a deusa: - Meu filho... Por quê?
Athena: - Deus escolheu e ELE me enviará para TERRA para que junto desse grupo de cavaleiros, possamos lutar belo paz e a justiça...

A imagem retorna ao que Hyoga esta vendo.

Hyoga: - Mamãe!
Natássia: - Seus amigos, Athena e a humanidade precisam de você... (Fecha os olhos) Seu mestre Camus sacrificou sua própria vida para mostrá-lo o quando deveria ser forte. http://img267.imageshack.us/my.php?image=verseauco5.jpg
Hyoga: - ...
Natássia começa a desaparecer: - Retorne para lá meu filho! (Hyoga : - MAMÃE! NÃO! NÃO ME DEIXE!) Sabe o que fazer... (Desaparece) Lembre-se das palavras e ensinamentos de seu mestre... Meu filho... Eu te amo...
Hyoga se ajoelha e chora muito: - Eu também mamãe... Eu também...


Olimpo – TEMPLO DE DEMÉTER


Os cavaleiros estão sofrendo e muito. Já a deusa Deméter se prepara para lançar seu báculo em Hércules.
Porém de repente algo inesperado acontece.
Cristais de gelo por toda parte aparecem.
O chão, as paredes, colunas, as piscinas e principalmente os frutos começam a congelar. Deméter percebe e fica impressionada desistindo de atacar Hércules.

Deméter: - O que? Mas... Mas o que esta acontecendo?

Os cavaleiros param de gritar. As sementes começam a cair congeladas e com isto eles acabaram caindo desacordados após tanto sofrerem.
Deméter assustada: - As sementes! O que é este ar congelante?

Sua armadura começa a ficar também congelada.

Deméter mais assustada ainda. Exclama: - MINHA ARMADURA! ELA... ELA ESTA FICANDO CONGELADA! POR QUE? POR QUE?
Hyoga: - DEMÉTER!




http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/111/103358205

Lá estava. Hyoga começa a se levantar emanando um cosmo poderoso e que foi capaz de congelar todos os frutos no chão. Hércules também esta surpreso e ao mesmo tempo expressa um ar de tranqüilidade ao rever o amigo.

Hyoga: - Sua covardia durante a batalha termina aqui!
Deméter: - Como foi capaz de ter este cosmo tão poderoso, depois de ter recebido meu ataque? Todos imaginaram que estivesse morto!
Hyoga: - Deméter antes de você ter disparado seu contra ataque. Percebi que os frutos no chão eram na verdade utilizados para criar uma espécie de barreira para protegê-la e por isto não conseguimos atingi-la.
Deméter: - Você descobriu como aplicava a minha técnica? Isto é um absurdo!
Hyoga: - Este ar congelante que esta sentido é o Zero Absoluto!
Deméter: - ZERO ABSOLUTO?
Hércules: - Hyoga!
Hyoga: - O Zero Absoluto é quando a temperatura é de – 273 ºC. E a esta temperatura nenhuma forma de vida é capaz de suportar e até mesmos os elétrons não anulados. Por isto estas suas sementes diabólicas. Não mais a protegeram. Como também não serão utilizados para atacar os meus amigos.
Deméter: - Como pode ser? Um humano vencer uma técnica de um deus?
Hyoga: - Os humanos quando tem fé naquilo que acreditam, são capazes de muitas coisas. Minha mãe me ensinou isto e fui escolhido assim como meus amigos para defender a humanidade, a paz e a justiça... Agora pagará pelos males que causou.

Hyoga eleva suas mãos na posição de sua técnica mais poderosa. Seu cosmo esta no ponto máximo.
Um imenso jarro surge sobre Hyoga e atrás a constelação de cisne.

Deméter fala de voz baixa: - Sinto neste momento um cosmo muito ameaçador vindo deste cavaleiro. É algo impressionante! Mas não posso me entregar, sou uma deusa e posso utilizar minha técnica sobre este solo. O solo de meu templo. A energia que habita aqui é a meu favor. Não importa o propósito que eu tenha. Mesmo sem a fertilidade dos frutos. Tenho como recurso esta técnica. (Olha seriamente) CAVALEIRO! REALMENTE VOCÊ FOI BRILHANTE MAS NÃO ME VENCERÁ FACILMENTE!
Hércules: - O que?
Hyoga sério: ...
O báculo de Deméter brilha: - Se vai me atacar com seu golpe. Terá de vencer a minha técnica mais poderosa. (Sorri) Você se esqueceu que sou uma deusa e este é meu templo.
Hyoga: - Deméter... Eu vencerei esta batalha! Por Athena, pelos meus amigos, o amor de minha mãe e... Por (Fecha os olhos) toda humanidade.
Deméter: - Vocês humanos são mesmo insistentes.

A deusa aponta seu báculo para o chão e queima seu terrível cosmo. Mesmo com sua armadura congelada. Prepara para aplicar sua técnica.

Deméter: - Cavaleiro de Athena prepare-se para ser lançado ao inferno!
Deméter vai atingir o chão com a lança e...


{{{DEVASTAÇÃO DE TODA TERRA}}}




Ao atingir o chão com isto diversas fendas foram abertas e uma pressão energética impressionante vai devastando tudo ao redor.
Hyoga não se deteve e aplicou.




{{{EXECUÇÃO AURORA}}}




A técnica de HYOGA atravessou o ataque de Deméter. E o impressionante raio congelante a atingiu sem que tivesse tempo de reação. A deusa grita de dor ao ser atingida e é lançada em uma, duas e três colunas onde colide e cai ao chão com sua armadura completamente danificada. Seu báculo dá uma seqüência de giros no ar e finca no chão.



Hyoga: - Conseguimos... Derrotamos Deméter.
Hércules: - Parabéns Cisne?
Os demais cavaleiros começam a despertar. Mas a deusa faz o mesmo.



Hércules preocupado: - Não pode ser... Mas como?



Hyoga sério observa e Deméter fica novamente de pé. Por instantes não diz nada... Sua armadura em estado completamente danificado e sua pele completamente congelada.



Deméter: - Cavaleiro... Como foi capaz de me derrotar? (Sangra pela boca) Arg! Athena e vocês não tem a menor chance contra meu... Arg! Irmão! (Cai morta)
Hyoga em voz baixa: - Isto é o que veremos Deméter...



Hércules vai próximo aos demais cavaleiros que começam a despertar. Se aproxima de Seiya e Shiryu.



Hércules: - Seiya! Shiryu! Tudo bem com vocês? (Olha para os outros pois Ikki e Shun despertavam e estavam sentados e já tentando se levantar) E vocês?
Shun se levanta e vê Hyoga e abre um feliz sorriso: - Não posso acreditar! HYOGA VOCÊ ESTA VIVO?



O cavaleiro de Andrômeda corre até próximo do companheiro de longas batalhas. E deixa cair umas lagrimas.



Ikki também olha e se levantando diz: - Hyoga! Isto é muito bom!
Seiya ainda sentado: - Hyoga... Isto é maravilhoso!
Shiryu: - Então quer dizer que Deméter...
Hércules: - Foi derrotada pelo Hyoga... Ele descobriu uma brecha em sua técnica e a derrotou no momento em que vocês eram torturados pelo ataque de Deméter.



Eles se levantam e todos se emocionam. Desta vez Ikki não conteve a emoção.



Hyoga: - Amigos também estou feliz de estar aqui... Temos muito o que fazer.
Seiya: - Hyoga! Eu imaginei que...
Hyoga: - Seiya... Isto já passou!
Hércules: - Amigos vamos! Temos muito a percorrer.



TEMPLO DE ZEUS



http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/131/120059449



http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/131/120059553




Zeus detém o ataque contra a humanidade e fica pensativo e se senta em seu trono. Olha para todo o TEMPLO sem dizer nada por uns instantes. Encosta seu báculo e junta as mãos.



Zeus: - Deméter... Como eles foram capazes? Quem são esses humanos? (...) Preciso detê-los. (...)
Zeus se levanta novamente: - ATHENA! Por hora pouparei a humanidade que tanto defende... Mas não desisti da sentença.
Athena em seu templo muito cansada e se apoiando em seu Báculo: - Meu pai o que fez tomar esta decisão?
Zeus: - Minha filha... Jamais cederei as suas vontades e nem de seus humanos... Mas por hora estarei me concentrado numa manira instantanea de acabar com tudo isto.
Athena: - (...) Estarei pronta para responder as suas investidas.



Zeus se levanta e se dirige a aquele local mencionado por Hércules em sua batalha contra Apollo. O deus do deuses caminha por um longo corredor. E chega ao local, onde mais parece uma dimensão completamente diferente com diversas nebulosas e raios para todos os lados. Ele inicia a subir um escadaria e chega num ponto central onde duas colunas azuis surgem do chão e no topo de ambas duas esferas douradas. O deus dos deuses fecha seus olhos. E e segura com suas mãos as colunas.



TEMPLO DE DEMÉTER




Os cavaleiros já estão na saída do templo e olham o caminho a percorrer. O frutos já não mais existiam, mas sim flores por todos os lados.



Ikki: - Com a derrota de Deméter tudo de ruim que ela plantou foi extinto. E brotaram essas lindas flores.
Shun: - Toda a maldade morrerá meu irmão e a vida triunfará.
Hércules: - Isto mesmo!
Shiryu: - Estamos a tempos aqui... Neste momento me veio na mente que alem de meu mestre e dos cavaleiros de ouro que estão no Santuário... Como estarão Shunrei e os outros que conhecemos?
Seiya: - É mesmo Shiryu. Minha irmã Seika, também esta lá... A Marin e a Shinna.
Hyoga: - Este não é o momento de nos preocuparmos com isto... Para o bem deles que deveremos lutar. VAMOS!



Começaram a correr até que...



Ikki para e diz: - ESPEREM!
Shun: - O que houve Ikki?
Ikki olha para trás e depois para frente: - Não sinto mais o cosmo ameaçador de Zeus e o protetor de Athena desde que Hyoga derrotou Deméter.
Seiya: - Agora que você falou Ikki que percebi.
Hyoga: - O que terá o corrido?
(...)
Hércules: - Como sabem... Deméter era irmã de meu pai. E com a extinção do cosmo dela. O deus dos deuses sem dúvida sentiu e com isto... (Fecha os olhos)
Shiryu: - Com isto o que Hércules?



Hércules se cala.



Seiya impaciente segura o braço de Hércules: - Responda!
Hércules: - Seiya... Solte-me! (Num tom enfático)



Seiya o solta.



Hércules sai caminhando: - Não sei o que responder... Vamos em frente.
Seiya em pensamento: - O que esta acontecendo?



Shun e os demais observamos.



Ikki: - Ele devê ter motivos para tal atitude... VAMOS!



Eles andam e depois começam a correr.



SANTUÁRIO DE ATHENA – RUINAS DA CASA DE VIRGEM



Somente duas colunas estavam de pé e ao redor muita destruição. Esta era a visão de Nix, Hécate e dos cinco seres que na verdade, são deuses que aceitaram as ordens dos deuses primordiais.



Hécate: - Senhora Nix! Seu poder é indiscutivelmente superior a tudo que já tenha presenciado. Tudo foi destruído num único ataque.
Nix: - Hécate guarde suas palavras temos de continuar o caminho. A próxima é a casa de LIBRA. (Ergue sua mão direita) Abrirei um caminho para nós!



Neste momento as pedras e toda a poeira é afastada do caminho dos deuses. Lembrando da abertura do mar vermelho. Eles começam a percorrer. Segue na frente Nix, em seguida os deuses com mantos negros e por último Hécate.
No percurso a herdeira dos Titãs para e olha sériamente para o chão. É o rosário de Shaka. Ela o pega e começa a observá-lo. Neste momento os demais caminham.



Hécate num tom debochado: - Este rosário deveria pertencer aquele maldito cavaleiro de Athena que ousou me desafiar. (O segura firme) Como gostaria de tê-lo enfrentado...



De repente atrás de Hécate. As pedras são lançadas longe e rápidamente um cosmo dourado muito poderoso aparece. E caminhando com toda sua cosmo energia poderosa. Shaka.



Shaka com os olhos fechados: - Já que é assim Hécate. Estou aqui para isto. http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/127/107934672




Hécate se surpreende: - Não posso acreditar! Como sobreviveu ao ataque de Nix?
Shaka: - Nós cavaleiros de ouro não somos facilmente derrotados.



http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/104/99286844



Nix mais distante, sente o cosmo ameaçador do cavaleiro de Virgem. E vira em direção a onde Hécate estava.



Nix também surpresa: - Shaka! Como pode estar vivo?
Shaka: - Nix quando sua técnica começou a penetrar em minha barreira. Rapidamente me tel transportei. Mas seu poder extremamente poderoso fez toda a casa de virgem desabar sobre mim. Mas minha armadura me protegeu.


http://img112.imageshack.us/my.php?image=viergesz9.jpg



Hécate: - Isto é ótimo terei o prazer de mandá-lo ao inferno com meus próprios méritos! (Queima seu negro cosmo) Nix minha senhora. Siga em frente já encontro você.
Nix: - Se é o que quer Hécate... ACABE COM ELE!



Shaka abre os olhos e seu cosmo o envolve poderosamente.



Hécate: - Cavaleiro de Athena. Sofrerá a por ter se levantado contra as decisões dos deuses.
Shaka: - Sou um cavaleiro de Athena e não permitirei que siga adiante... Hécate! Eu Shaka o cavaleiro de ouro. Guardião da casa de virgem não permitirei que continue a existir.



Shaka queima seu cosmo e a imensa imagem de buda aparece. Hécate chega a se intimidar e dá um passo atrás.
Continua.



NO PRÓXIMO CAPÍTULO DE
OS CAVALEIROS DO ZODÍACO: SAGA DO OLIMPO



SAGA ESTA VIVO!
HÉCATE SE SURPREENDE COM O PODER DO CAVALEIRO DE OURO!
UMA BATALHA EMOCIONANTE SERÁ TRAVADA NO SANTUÁRIO.
HÉCATE A HERDEIRA DOS TITÃS. SEU COSMO É MUITO PODEROSO E CRUEL.



NÃO PERCAM!





13º CAPÍTULO.



LUTAR ATÉ O LIMITE





E AI?



VOCÊ SENTIU O COSMO!

Postar um comentário