segunda-feira, 16 de junho de 2008

17º Capítulo O Senhor dos Ventos - 1ª Parte

Bóreas - Deus dos ventos do Norte
Nótus - Deus dos ventos do Sul

Eurus - Deus dos ventos do Leste


Zéfiro - Deus dos Ventos do Oeste






17º Capítulo

O Senhor dos Ventos - 1ª Parte


Seiya e Shiryu continuavam a caminhada e chegaram a um local semelhante aos de Cisne e Andrômeda. Mas as rochas estavam à esquerda e o abismo a direita. Shiryu detém os passos.

Seiya: - Mas o que houve Shiryu?

O cavaleiro divino de ouro de dragão não responde. E sem mover a cabeça, move os olhos para um lado e outro.

Seiya impaciente: - O que esta havendo Shiryu? Você esta me deixando preocupado! Isto é uma brincadeira?
Shiryu fala baixinho com o impaciente Pégasus: - Seiya! Estamos cercados. Escute-me! Nossos inimigos estão aqui! Prepare-se para atacar! Aplique seu golpe na minha direção que aplicarei o meu na sua... Devemos pegá-los de surpresa.
Seiya: - O que? Mas não vejo ninguém Shiryu! Você está com algum problema?
Shiryu: - Seiya não me questione faça! Ou será...

(Uma voz masculina): - ESQUEÇA CAVALEIRO DE DRAGÃO!
(Outra voz masculina): - O PÉGASUS É MUITO BURRO! CREIO QUE OS DEUSES DEVAM ESTAR ENGANADOS COM RELAÇÃO A REPUTAÇÃO DESTE CAVALEIRO! (Dá uma rizada sarcática)

Seiya: - O QUE? MAS QUEM É BURRO AQUI? (Tanto Pégasus como Dragão não vêem ninguém) QUEM ESTÁ AI? APAREÇA!
Shiryu coloca a mão na cabeça: - Ah Seiya você estragou tudo!

Ambos os seres misteriosos sorriem

(O da 2ª fala): - Sim cavaleiro insignificante. É bom mesmo aparecermos para vocês verem quem os mandou para o inferno. (Mais uma risada)

Dois seres com matos brancos aparecem caindo do céu vagarosamente e cercando os cavaleiros de Athena.

Seiya: - Então são vocês! Nós cavaleiros de Athena mostraremos em batalha que não somos insignificantes, nós...
(O ser a da 1ª fala que se encontrava na direção de onde os cavaleiros vieram) – Sabemos que vocês já venceram diversos deuses... Inclusive aqui no Olimpo. Porém este sucesso de vocês termina aqui!

Ambos retiram seus mantos. São jovens cavaleiros. O que estava no caminho vindo pelos cavaleiros. Era loiro, com uma armadura em que o azul escuro predominava e alguns detalhes em ouro. Existe também um manto branco sobre a armadura e asas de anjo. Possui também olhos verdes.

http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/208/124443630

Do outro lado um cavaleiro com uma estatura um pouco alta. Com cabelos azuis claros e uma armadura que possuíam muitas cores. Um tecido dourado dava uma espécie de glamour a sua vestimenta. Seus olhos eram castanhos bem claros.

http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/208/124443802

Uma grande batalha será travada no Olimpo! Pois do outro lado Shun e Hyoga estavam diante de seus inimigos também.
Da direção que eles vieram esta um cavaleiro loiro em que a cor predominante em sua armadura era o rosa e alguns detalhes em dourado. Também possuía um tecido branco sobre a vestimenta de combate. Seus olhos são amarelados e estava com os braços cruzados.

http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/209/124467373

Já o outro guerreiro tinha a aparência que demonstrava ser o mais forte dos quatro. Sua armadura possuía como cores predominantes o dourado e azul escuro. Em seu ombro a cabeça de uma ave. Seus cabelos eram avermelhados e tinha uma costeleta.

http://www.flogao.com.br/os3juizes/foto/209/124467472

Neste momento Ikki de Fênix chegava ao final do caminho que atravessara. Diante de um belo TEMPLO* onde as nuvens estavam à frente o escondendo. Na parte superior deste TEMPLO* haviam desenhos de asas e ao centro letras gregas.

* http://www.carloscoelho.com.br/images/atenas_03.jpg
- Templo do deus dos ventos atualmente!

Ikki olha e lê: - Senhor dos Ventos...

O cavaleiro divino de ouro de fênix entra no templo. Em seu interior o chão, colunas e as paredes são azuis. E refletem a imagem do cavaleiro de tão brilhantes que são como se fossem espelhos.

Ikki em pensamento: - Que lugar belo! Realmente é a morada de um deus! Pena que o ódio e a ganância estão em seus corações.

Continuando a caminhar ele chaga diante de uma imensa porta. Nela existem detalhes em dourado, como: Maçanetas e as laterais.

Ikki em pensamento: - O deus que guarda este templo deve estar ai.

Encostando a mão direita a porta se abre. Olhando bastante sério para o que vê. Ele entra. É um salão imenso no teto uma abertura e ao fundo um enorme quadro com a imagem de um homem com cabelos brancos assoprando uma terrível tempestade no mar e uma embarcação com sua tripulação em apuros.

http://www.novacontigo.com/images/eolo.jpg

Abaixo disto um trono. E nele um homem com cabelos longos e brancos. Aparentando ter mais de 30 anos. Sua armadura lembra uma kamui com asas de anjo. Com detalhes em diamante e ouro. Olha para Ikki sem dizer uma palavra. O cavaleiro Athenense para diante deste trono.

O homem olha para o cavaleiro de uma forma seria e diz: - Você conseguiu descobrir o caminho até meu templo... Você me surpreendeu cavaleiro Fênix.
Ikki: - Acredito que não seja somente assim que eu o surpreenda... Quem é você?
O homem: - Hum! (Se levanta) É determinado! E se expressa com bastante confiança! (Seus olhos brilham) Sou Éolo deus dos ventos! Vamos ver quantas vezes você retornará do inferno!

Faz um movimento rápido com a mão direita e uma poderosa rajada de vento é formada!

Ikki: - O QUE?

O cavaleiro de Athena é pego de surpresa e lançado com os ventos para trás! Mas Ikki abre suas asas dá uma cambalhota e um kick em uma coluna caindo de pé!

Éolo: - Fantástico cavaleiro! Mas isto é uma pequena amostra do castigo que receberá por perturbar a paz em nosso reino. E lutar contra a vontade de nosso senhor dos deuses... Zeus... Para os demais deuses olímpicos estas atitudes dos humanos são inadmissíveis! Por isto serão extintos!
Ikki: - Jamais! Lutarei para não permitir isto! (Queima seu cosmo) Se você é capaz de produzir ventos fortes eu também sou!

A imagem da fênix surge atrás de Ikki.


http://blog.mercadorealmentelibre.com/media/1/20080425-fuego_ave3.JPG

{{{AVÊ FÊNIX}}}


O cavaleiro de Athena provoca uma grande rajada de vento. (Como vimos nos primeiros capítulos do anime) A ataque passa por Éolo que parece nada sentir.

Éolo: - Chama isto de ataque?
Ikki ainda na posição do ataque: - Não terminei ainda!

Com o punho direito ele aplica um raio de fogo e a fênix vai a grande velocidade. E atinge a mão direita do deus.

Ikki se surpreende: - Mas o que é isto? Ele deteve meu ataque com a mão!
Éolo: - Seu idiota! Sua trajetória no Olimpo acaba aqui!

Ergue os braços. Com isto uma imensa ventania vem da abertura do teto e se concentra em suas mãos. Seu cosmo vai aumentando cada vez mais. Ele é muito poderoso. Fazendo até o templo tremer.

Ikki se assusta: - O cosmo dele é terrível! Jamais enfrentei inimigo assim!

Éolo aplica o ataque! Usando sua mão direita.



{{{VENTANIA MORTAL}}}



Ikki é atingido pela poderosa ventania, sendo lançado cruelmente contra uma parede. O impacto é tão forte que seu corpo chega a penetrar na estrutura.

Ikki com uma expressão de extrema dor e em pensamento diz: - Não posso acreditar... Que... Que imenso poder... Se não fosse esta armadura estaria morto...

Perdendo a consciência. O cavaleiro cai de uma altura significativa e bate forte no chão.

Éolo senta-se em seu trono e diz: - Espero que a esta altura os demais deuses tenham destruído os outros cavaleiros de Athena.


Próximo ao abismo a direita


Seiya e Shiryu estão cercados pelos deuses.

Seiya: - Quem são vocês?
O de armadura azul: - Sou Bóreas - Deus dos ventos do NORTE!
O outro: - Eu sou Nótus deus dos ventos do SUL!
Falam juntos: - SOMOS SEGUIDORES DO SENHOR DOS VENTOS ÉOLO!
Shiryu: - Senhor dos Ventos?
Bóreas: - O cavaleiro Fênix se achou esperto ao descobrir o caminho escondido nas nuvens para lá. Hum! E foi direto para o morte.
Nótus (Em tom sarcástico): - E nosso senhor é muito poderoso. Já deve ter enviado o Fênix para o inferno!
Seiya: - VOCÊ É QUEM PENSA! O IKKI NÃO SE DÁ POR VENCIDO FACILMENTE! ELE É UM GRANDE CAVALEIRO!
Bóreas: - Vocês humanos são muito esperançosos... Mesmo diante da derrota.

O deus dos ventos do norte queima seu cosmo. E o mesmo acontece com o outro.

Seiya: - Nós cavaleiros de Athena estamos aqui para atravessar todo o Olimpo e impedir Zeus que destrua a humanidade!
Nótus: - Jamais vocês impedirão que isto ocorra... É o destino da miserável humanidade!
Seiya: - Já basta! Vocês sentiram na pele o cosmo de um cavaleiro de Athena.

Seiya queima seu cosmo. A imagem do pegasus surge! O deus dos ventos do norte, Bóreas parte para o ataque abrindo as asas e se aproximando rápido.

O cavaleiro de pegasus aplica sua técnica

http://wishbone2.iespana.es/meteorosovas/seiya032.jpg

{{{METEORO DE PÉGASUS}}}



Bóreas dá uma risada e desvia dos meteoros de Seiya.

Bóreas: - Que ataque mais ridículo! Posso ver estes feixes de luz lentamente passando por mim! Receba um ataque de verdade!

Aplica um poderoso soco no abdome de Seiya. E em seguida encosta sua mão nas costas do cavaleiro de Athena. Uma forte ventania surge lançando Seiya que grita contra as rochas. Com a colisão ele perde a consciência.

Shiryu: - SEIYA! (Olha para Bóreas) Hora seu maldito se arrependerá pelo que fez ao meu amigo!

O furioso cavaleiro queima seu cosmo. O Dragão surge!

Nótus: - Que bela manifestação de poder! Mas não o suficiente para mim!
Shiryu se vira para trás e anula seu ataque contra Bóreas: - O que?
Nótus concentra energia no punho direito: - Cavaleiro de Dragão. Não quero fazê-lo sofrer... O mandarei para o inferno... AGORA!

Do punho direito de Nótus sai uma poderosa rajada de vento. Mas Shiryu coloca seu escudo do dragão na frente. Incrível! Shiryu elevando seu cosmo. Fez com que seu escudo brilhasse e consegue deter o ataque inimigo.

Nótus: - Não posso acreditar ele esta detendo meu ataque! Eu sou um deus não posso ser contrariado por um verme como você!
Shiryu: - Como esta armadura foi banhada pelo cosmo de Athena. Ela tem novas características inclusive meu escudo tem uma defesa mais poderosa. Com isto vou contra-atacar!

Shiryu incendeia seu cosmo ainda mais.

Bóreas: - O que? Mesmo recebendo o ataque de nótus ele tem força para se defender e ainda explode seu poder! Tenho de impedir isto!
Seiya: - Não vai não seu covarde! Nossa luta ainda não acabou!
Bóreas: - O que? Você esta vivo?
Seiya: - Estou vivo o bastante para lhe mostrar minha força.
Shiryu: - Nótus! Receba a fúria de justiça deste cavaleiro.

http://img.photobucket.com/albums/v226/CdZShiryuFW/
Hades/shiryuhd028.jpg


http://dracoshiryu.250free.com/santuario/pagina_shiryu/
originalimages/shiryu_505.jpg



{{{DRAGÃO NASCENTE}}}


Nótus se surpreende com o poder de Shiryu: - AH! MAS O QUE?

O deus dos ventos do sul é atingido e bate contra as rochas.

Bóreas: - NÓTUS! (Olha para o dragão) Seu miserável isto não ficará assim!

O deus dos ventos do norte abre suas asas e começa a levitar. Concentrando todo o seu cosmo. Os ventos começam a ficar mais fortes. Seiya e Shiryu protegem os olhos devido à poeira levantada.

Shiryu: - Isto é terrível esta poeira esta me impedindo de vê-lo!
Seiya: - Esta é uma técnica covarde! Como nos defenderemos?
Bóreas da uma sarcástica risada e vem em grande velocidade: - Este é o castigo dos deuses.

Ele segura pégasus e dragão pelo pescoço e elevando seu cosmo. Uma grande descarga de energia envolve os corpos dos cavaleiros, que berram de dor. Eles são arrastados!


{{{IMPACTO FULMINANTE}}}


São lançados com muita força por Bóreas e atingem as rochas. Com o impacto uma parte desaba sobre eles.

Bóreas da uma diabólica risada: - Os cavaleiros de Athena não são dignos de enfrentar os deuses! Nótus: - Você conseguiu Bóreas. Fantástico!
Bóreas: - Sim! E eles tiveram o privilégio de serem enterrados no Olimpo! (Mais uma risada)



Do outro lado.


Os cavaleiros de Athena Cisne e Andrômeda estavam ao centro e os deuses os cercavam.

O de armadura rosa: - Incrível! Vocês conseguiram sair da situação que se encontravam.
O outro: - Mas isto foi apenas sorte! Aqui será o túmulo de vocês! E exatamente próximo ao templo de nosso senhor Éolo.
Hyoga: - Éolo?
O de armadura rosa: - Sim! Ele é o senhor dos ventos!
Shun: - E quem são vocês?
O de armadura rosa: - E sou o deus dos ventos do Leste... Eurus!
O outro: - E eu sou o deus dos ventos do Oeste... Zéfiro!
Shun: - Então vocês são responsáveis pelos cosmos hostis que meu irmão Ikki sentiu!
Eurus: - O cavaleiro Fênix?
Shun: - Sim! Ele é meu irmão!
Zéfiro: - Hum! (Em tom debochado) Neste momento seu irmão já deve estar morto!
Shun: O QUE? ISTO NÃO É VERDADE!
Eurus: - Nosso senhor Éolo é muito poderoso. Fênix não tem a menor chance! Assim como você não terão! Preparem-se!

Os deuses elevam seus cosmos.

Shun: - Ikki não pode estar morto!
Hyoga: - Shun eles vão nos atacar fique atento!
Eurus: - Para que se preocupar Cisne se não existe chances para um humano diante de um deus.
Hyoga: - O que? Isto é o que pensa!

Cisne eleva seu cosmo e começa a fazer a coreografia da poeira de diamante. Os cristais de gelo começam a surgir.

Eurus: - Que belo efeito cavaleiro de Athena. Mas sinto muito em acabar com este show barato. (Queimando seu cosmo) Cavaleiro Cisne você sentirá agora o poder dos ventos do leste os quais são capazes de trazer consigo um ar quente!

Começa a soprar um vento. E com isto a técnica de Hyoga começa a ser anulada.

Hyoga: - Mas o que é isto? Minha técnica foi detida. Como isto é possível?
Eurus: - Você pode ser capaz de controlar o ar frio. Já eu posso controlar o ar quente Cisne... PREPARE-SE PARA SENTIR A MINHA TÉCNICA!
Shun: - CUIDADO HYOGA!

Eurus prepara o ataque aplicando com o punho direito.


{{{VENTOS DO INFERNO}}}


Uma imensa ventania é formada. Hyoga tenta se proteger colocando os braços a frente do rosto.

Hyoga: - Ah! Que vento quente! Está... Está me queimando!
Eurus: - Isto mesmo! Sofra cavaleiro idiota!

Na vestimenta dos cavaleiros existem partes as quais as armaduras não protegem. São em pequenas partes das pernas, braços e principalmente rosto.

Shun: - HYOGA!
Hyoga: - Arg! Estou sendo queimado vivo! Não vou agüentar! Ah!
Shun: - Não permitirei que continue a fazer isto com ele!

Andrômeda lança sua corrente e a mesma se enrosca no braço direito de Eurus.

Eurus cancela o ataque: - O que? Mas como ousa interferir?

Hyoga se ajoelha e está ferido.

Shun: - Jamais ficaria sem fazer nada enquanto o Cisne sofria. Somos amigos e lutamos juntos pela mesma causa!
Eurus: - E daí! Pois morrerá por ter se interferido em minha luta.

O deus dos ventos do leste faz um movimento brusco com o braço direito e lança Andrômeda contra as rochas. Shun bate forte e cai no chão.

Eurus: - Vou acabar com você!
Zéfiro: - Deixe este o garoto da corrente comigo. Pois o cisne ainda esta vivo!
Shun começa a se levantar: - Nossa! Arg! Ele é muito forte tenho de tentar algo senão eu e Hyoga seremos vencidos.
Zéfiro se aproxima: - Garoto você foi muito ousado ao interferir na luta de Eurus.
Shun: - Isto se chama amizade. Uma coisa que vocês deuses obcecados por fazer o mal não conseguem entender.
Zéfiro: - Sentimento humano! Isto não é mais importante do que a vontade dos deuses!
Shun: - Mas este sentimento humano foi capaz de fazer coisas as quais muitos deuses serem derrotados.
Zéfiro: - Mostre-me o que seu sentimento é capaz de fazer contra mim!
Shun esta transpirando diante da pressão de seu oponente e pensa: - Ele aparenta ser mais forte que Eurus... Sua armadura tem a imagem de uma ave. O que posso usar contra ele? (Olha para Hyoga que ainda permanecia ao longe ajoelhado diante de seu inimigo) O Cisne está ferido e não posso ajudá-lo?

Zéfiro começa a queimar seu cosmo e uma brisa suave ao contrário do poder de Eurus entra neste cenário de luta. Esta brisa faz os cabelos de Shun se moverem lentamente.

Shun: - Mas que brisa suave esta me dando uma sensação de paz! É lindo!
Zéfiro: - Esta gostando deste vento encantador cavaleiro?
Shun: - Sim! É magnífico! Parece que meu corpo esta ficando mais leve.
Eurus olha para trás e diz: - O Cavaleiro de Andrômeda já era!
Hyoga: - O que? (Olha para o amigo) Por que ele disse isto?
Eurus: - Cisne seu amigo entrou numa estrada sem volta. Zéfiro o hipnotizou e o destruirá através de sua técnica.
Hyoga: - Não! Tenho de ajudar o Shun!
Eurus: - Fique onde esta! Senão acabarei com você!
Hyoga: - Então que assim seja!

O cavaleiro de Athena eleva seu cosmo. Novamente os cristais de gelo aparecem.

Eurus: - Seu idiota sua técnica não funcionará contra mim! O ar quente é mais poderoso que o frio.
Hyoga: - É o que veremos. Este ataque é para lhe mostrar o poder de um cavaleiro de Athena.
Eurus percebe que cisne fala de uma forma bem enfática: - O que é este cosmo? O cosmo de Hyoga esta mais forte! Não pode ser!

A imagem do cisne surge!

Hyoga começa a lançar gelo no ar. É a coreografia de sua técnica. Junta as mãos.

Eurus: - Receba mais uma vez o castigo. Incinerarei seu corpo idiota!


{{{TROVÃO AURORA... ATAQUE}}}

http://cygnushyoga.250free.com/forum/037.jpg

{{{VENTOS DO INFERNO}}}


As duas técnicas se chocam! É impressionante! Os dois poderes faz com que os cabelos de ambos guerreiros moverem-se!

Eurus: - Hyoga seu tolo! Você esta querendo sobressair-se perante um deus?
Hyoga: - Um deus? Um deus para mim preserva a justiça e a paz! Vocês querem a destruição de inocentes seus covardes! (Seu olhar vai para o amigo) SHUN DESPERTE É UMA ARMADILHA!
Eurus: - Seu imbecil! Seu amigo já era! Morrerá em vão!
Hyoga: - Jamais! Ele já deu sua vida por mim na batalha das doze casas. É hora de retribuir este gesto... SHUN ACORDE!

Lá esta! Shun continua encantado com a técnica hipnótica de Zéfiro.

Zéfiro: - O que? Meu irmão esta tendo problemas com o Cisne... (Expressa um olhar maquiavélico) É hora morrer cavaleiro de Andrômeda... Ele está tão encantado com esta brisa hipnótica que nem sentirá sua derrota. Adeus cavaleiro!

Zéfiro esta com o cosmo bastante elevado e se prepara para atacar o cavaleiro de Athena que não reage a tal ameaça.
O deus dos ventos do oeste com ambas as mãos abertas. Como Aldebaran faz no GRANDE XIFRE!


{{{VENTOS MORTAIS DO OESTE}}}

Um imenso tornado é formado e vai na direção de Shun, que não reage!

Hyoga se desespera:- Essa não! SHUN!
Shun desperta com o grito de Hyoga: - Ah! O que? Mas o que é isto?

O cavaleiro de Athena não teve a menor chance e foi tragado pelo tornado. O grito de Shun é ouvido!

Zéfiro da uma risada: - O cavaleiro de Andrômeda... Este tornado já aniquilou diversas cidades. Destruiu lares e vidas dos humanos miseráveis. (Mais uma risada) E você cavaleiro de Athena é mais um humano a ser aniquilado por mim!

Hyoga: - Não! Seus malditos deuses! (O cosmo de Hyoga aumenta de forma incrível) A justiça vencerá toda maldade!

A força da técnica de Cisne empurra a de Eurus.

Eurus: - O que? O cosmo dele esta aumentando. Arg! Mas... Mas como isto é possível!
Hyoga: - Receba meu ataque!

http://www.nessagirlofsummer.blogger.com.br/hyoga_aquario.jpg


{{{TROVÃO AURORA}}}



Eurus é atingido e grita. Sendo lançado ao chão. Hyoga começa a correr para onde Zéfiro permanece com o tornado.

Hyoga está desesperado: - SHUN! NÃO POSSO ACREDITAR! SHUN!
Eurus se levanta: - PARE! VOCÊ DAQUI NÃO PASSA CISNE!
Hyoga permanece a correr e seu punho brilha com o ar frio: - SAIA DE MEU CAMINHO!


{{{PÓ DE DIAMANTE}}}


Eurus: - Já vi este seu ataque! (Empoe a mão direita) Vou detê-lo! (É atingido) Arg! (Sua mão começa a congelar)

Eurus é surpreendido: - O QUE? ESTE ATAQUE ESTÁ MAIS PODEROSO!

O deus tem o corpo todo congelado. Cisne passa por ele. E continua a correr!

Zéfiro ainda com o cosmo concentrado e o tornado ainda tem Shun contido nele. Mas algo incrível acontece. Do meio do poderoso tornado um brilho dourado começa a ser manifestado. E aos poucos esta luz dourada começa a percorrer toda a extensão do tornado.

Zéfiro se surpreende também: - Ah! O que está havendo? Mas que é esta energia?
Hyoga: - Incrível este... Este é o cosmo de...

O cosmo dourado extingue aos poucos e com isto se é possível ver Shun realizando a técnica da corrente circular. Seu cosmo está ao máximo contra o deus dos ventos do oeste.

Zéfiro: - O que? Meu ataque foi desintegrado. Como?
Shun com sua armadura incandescente devido seu cosmo dourado: - Eu infelizmente fui envolvido pela sua técnica. Mas o Hyoga me fez despertar. E quando estava no meio do tornado o escutei dizendo seus crimes. Daí lembrei-me porque motivo estou lutando. (Shun para sua técnica) Sou um cavaleiro que luta pela esperança. (Olha para Hyoga) Cisne... Aproxime-se.

Enquanto Hyoga caminha para próximo do cavaleiro de Andrômeda. Eurus sai do gelo.

Eurus: - Arg! Ah! Andrômeda você? Mas...
Zéfiro: - Cavaleiro você pode ter me surpreendido, mas mesmo assim não passa de um humano.
Hyoga se aproxima de Shun: - Shun você esta bem?
Shun: - Sim Hyoga... Obrigado!

Neste momento as correntes começam a se espalharem pelo chão. (Como na luta contra Jabú nos primeiros episódios na GUERRA GALÁCTICA) Com isto vemos a formação da NEBULOSA DE ANDRÔMEDA. Shun continua a elevar seu cosmo.

Zéfiro: - O que você está fazendo?
Eurus: - Isto é... A NEBULOSA DE ANDRÔMEDA!
Shun em tom enfático: - Isto mesmo... E a minha corrente agora... Apósser banhada pelo cosmo poderoso de Athena que confiou a mim e a meus amigos o sucesso desta jornada. Esta mais poderosa em sua defesa e ataque... Então deuses dos ventos... Renunciem ao seu objetivo! Deixem-nos passar!



NO TEMPLO DE ÉOLOS



Ikki começa a se mover e com isto se ajoelha. E olha para o deus sentado em seu trono. Ele percebe.

Éolo: - Humano desprezível ainda esta vivo! (Se levanta) Pelo visto terei de agir com mais rigor contra você.
Ikki: - Éolo você é mais um obstáculo o qual terei de superar. Estou aqui para vencê-lo!
Éolo: - Seu verme idiota! Como tem a coragem de dizer tais tolices? (Abrindo a mão direita na altura do ombro o deus concentra o ar e vai iniciar mais um ataque) Que os ventos levem sua vida daqui! Cavaleiro de Athena.
Ikki em pensamento: - Preciso atacá-lo agora! Tenho de aproveitar alguma brecha!

Impõe a mão direita.


{{{VENTANIA MORTAL}}}


Ikki dá um salto: - Já vi este ataque e não funcionará comigo!
Éolo: - O que?
Ikki impondo seus punhos: - RECEBA A FORÇA DE UM CAVALEIRO QUE LUTA PELO BEM!

http://mardeideias.blig.ig.com.br/imagens/fenix.gif

{{{ASAS DE FÊNIX}}}


Um imenso tornado de fogo é formado e envolve o deus como se estivesse em um túnel em chamas. E o cavaleiro Athenense continua o ataque e agora de seu punho direito sai a fênix que agora atinge em cheio Éolo. Que bate forte naquele imenso painel atrás de seu trono. O impacto é tão forte que o racha em diversas partes e em seguida o deus cai no chão.

Ikki pousa e ofegante diz: - Eu... Eu o venci! Agora seguirei em frente!

O cavaleiro fênix começa a correr. Passa pelo corpo de Éolo, porém neste momento o inesperado acontece! Uma grande explosão cósmica é criada! Ikki é lançado contra uma coluna de sustentação e em seguida atinge o chão. O cavaleiro de Athena esta de bruços. E aos poucos começa a se mover.

Ikki: - Arg! Mas... Mas o que fio isto? Foi uma explosão cósmica poderosa. (Fica de joelhos e uma luz é refletida em suas costas e se vira) Não posso acreditar!

Lá esta Éolo queimando seu poderoso cosmo.

Éolo: - Cavaleiro! Você se atreveu a me desafiar. A sua morte é iminente.


PRÓXIMO DO ABISMO A DIREITA.


Os deuses dos ventos do norte e do sul começam a deixar o local. Quando feixes de luz começam a surgir pelas frestas das rochas.

Nótus sente algo e olha: - Mas o que esta havendo?
Bóreas também se vira. Neste momento as imagens do pégasus e do dragão são formadas: - Não pode ser! São os cosmos do pégasus e do dragão. E estão mais poderosos! Posso sentir!

Seiya e Shiryu dão um grito e uma explosão cósmica é feita. Os deuses protegem os olhos e lentamente olham para lá.

Os cavaleiros da esperança estão lá queimando seus cosmos.

Bóreas: - Isto é um absurdo! Como humanos como vocês podem estar de pé? Depois de receberem minha técnica mais poderosa!
Nótus: - Não é a toa que chegaram até aqui. Esta luta esta começando a ficar interessante. (Queima seu cosmo)

O deus dos ventos do sul começa a fazer uma grande tempestade com ventos fortes mais uma vez.

Seiya se protegendo: - Essa não! Mais uma vez esta ventania! Temos de pensar em algo para atravessar isto!
Shiryu: - Realmente Seiya! Arg! Eles estão na vantagem... Pois se cairmos no abismo. Estaremos perdidos!

A ventania esta cada vez mais forte.

Bóreas: - Isto mesmo! Nótus acabe com eles para sempre.
Shiryu em pensamento: - Tenho de encontrar uma solução. Como atravessar esta ventania? Como?

A voz do Mestre Ancião: - Shiryu... Shiryu...

Entramos nas lembranças de Shiryu.

São os CINCO PICOS ANTIGOS DE ROZAN. Shiryu esta com aquela calça roxa e sem camisa. E o mestre ancião esta lá.

Mestre Ancião: - Shiryu tente reverter o fluxo da grande cachoeira!
Shiryu: - O QUE? MAS ISTO É IMPOSSÍVEL MESTRE!
Mestre Ancião: - Shiryu! Preste atenção! Você esta treinando para se tornar um cavaleiro de Athena. Um guerreiro da esperança não pode temer ao impossível e sim ser capaz de realizar um milagre em prou da justiça. Você entendeu Shiryu?
Shiryu: - Sim!

O jovem Shiryu tenta por diversas vezes sem sucesso. Mas ele resolve concentrar-se e aplica uma joelhada. A queda d'agua para por uns instantes, parecendo estar congelada. E derrepente começa a subir e com isto o fluxo da cacheira. Um dragão surge revestido pela água.


Voltando ao templo atual.


Shiryu: - É isto!

Queimando seu cosmo um grande dragão começa a rodear o seu corpo.

Bóreas: - Mas o que é aquilo?
Nótus: - Seu cavaleiro idiota! Você esta perdido!
Seiya: - Shiryu o que você vai fazer?
Shiryu: - Seiya não podemos nos da por vencidos... Há uma esperança!

Queimando seu cosmo Shiryu fica envolvido pela cosmo energia dourada e parte para cima de Nótus!

Nótus: - MAS O QUE É ISTO? ELE ESTA ATRAVESSANDO A TEMPESTADE ISTO É IMPOSSÍVEL!
Bóreas: - NÃO VAI CONSEGUIR NADA SHIRYU! AH!

Bóreas eleva seu cosmo e aplica mais uma ventania com seu punho direito.

Seiya: - O que? O Shiryu esta atravessando a tempestade mas como?

Shiryu parte para cima deles com tudo.

CONTINUA NA 2ª PARTE
Postar um comentário