sábado, 4 de outubro de 2008

Capítulo 21 - A VINGANÇA DOS DEUSES - 1ª PARTE

cip21 - A VINGANÇA DOS DEUSES - 1ª PARTE





De repente correntes negras surgem vindas do interior do Palácio!

Seiya: - Ah! Mas o que significa isto?

O cavaleiro de Pegasus da um salto para trás esquivando-se!

Elas encravam no chão! São quatro correntes!

Uma risada sarcástica feminina se é ouvida!

Seiya determinado: - Quem está ai? Mostre sua face antes que mande meus meteoros em você!

Uma voz feminina bem sensual: - O que? Você seria capaz de fazer isto comigo.


Surge uma sensual mulher na saída do Palácio de Giudecca.




Ela possuía cabelos longos e negros.

Sua armadura era rocha com pequenos detalhes em ouro.

Segurava um báculo em que mais lembrava uma lança em chama vermelha.

Sua capa era vermelha e bem escura. As correntes negras vinham de trás da mesma!

Ela: - Fez boa viagem?

Seiya de Pégasus...

Seiya: - O que? Como você sabe meu nome? Quem é você?

Ela: - Sou MACÁRIA A DEUSA DA BOA MORTE... FILHA DE HADES!

Seiya: - Não é possível! A filha de Hades!

Macária: - E seja bem vindo ao Palácio da Rainha do Mundo dos Mortos... Minha mãe a senhora Perséfone!
Seiya: - O que? (...) Então ela só pode ser...

Macária: - A esposa de Hades seu maldito!
Seiya aponta: - Por que me trouxe até aqui? O que está querendo comigo?
Macária: - Acabar com você! Meu pai estava para derrotar Athena quando você interferiu! Estou aqui para terminar o que meu pai começou e prometi a minha mãe que levaria sua cabeça a ela!
Seiya: - Isto não será tão fácil assim! Retornarei ao Olimpo e junto com meus amigos venceremos as ambições de vocês deuses!
Macária eleva seu cosmo: - Não diga o impossível! Sua alma permanecerá no mundo dos mortos! Em nome da Senhora Perséfone!

A deusa elevando o cosmo faz com que as correntes vão até Seiya.
Ele se esquiva mais uma vez!
Dando um salto e abrindo as asas!

Seiya: - Este ataque não funcionou a primeira vez! E não funcionará agora!

Os olhos de sua oponente brilham!
As correntes do solo seguem até o cavaleiro em grande velocidade!

Seiya é surpreendido: - Ah! Mas o que?

Elas atingem Seiya em várias partes!
Ele cai no chão!
A deusa dá uma sarcástica risada!

Seiya começa a se levantar: - Não é possível... As correntes me seguiram... (Olha bem para elas) Elas parecem ter vida... Preciso tomar cuidado!

Macária: - O que há cavaleiro? Surpreendeu-se? Prepare-se para morrer no mundo dos mortos!
Seiya responde queimando seu cosmo: - Jamais me darei por vencido! Elevarei o meu cosmo e...
Macária: - CALE A BOCA!

Macária lança sua corrente mais uma vez!
Ela enrosca no pescoço de Seiya!
Apertando forte!

Seiya: - Arg!

A deusa a puxa com bastante força com a mão esquerda!
Seiya vem com tudo!

Macária: - Venha até mim!

Com a mão direita!
Macária aplica um poderoso soco no rosto de Seiya!
O cavaleiro grita de dor!
Muito sangue do cavaleiro de Athena é lançado no solo!
A deusa cruel não se contém!
Lança mais uma vez a corrente!
Atingindo o cavaleiro de Athena no ar!
Enroscando em seu pescoço novamente!
Ela o puxa!
O mesmo chega a sua frente de joelhos e zonzo devido à pancada!
Ela sorri sarcasticamente e o segura pelo pescoço e o pondo de pé!
Iniciando assim uma terrível seqüência de socos em seu abdômen!
Seiya não reage!

Macária: - Sofrerá pelo que fez aos deuses! Seu humano desprezível! Sinta a punição de seus pecados!

Ela aplica um poderoso gancho!
Macária: - Verme humano mostre-me o que foi capaz de fazer ao exército de meu pai!

Mandando o cavaleiro para os ares!
Não satisfeita ela dá um salto deixando seu báculo encravado no chão!
Parando a frente de Seiya ela aplica três socos em seu abdômen!

Macária: - Meu ódio por você está transbordando! Dilacerarei o seu corpo! Seu maldito!

Cada soco emana um brilho cósmico de cor rocha!
E por ultimo. Um soco em seu rosto!
Com isto o cavaleiro de Athena atinge ao chão!
O impacto foi tão forte que o mesmo chega a soterrar-se!
Abrindo sua capa.
A deusa plana até o chão!
Começa a caminhar lentamente até seu oponente.

Macária: - Minha mãe ficará satisfeita quando aparecer diante de seu trono com a cabeça de Seiya.

De repente as rochas começaram mover.

Macária: - O que? Você está vivo?
Seiya retira algumas rochas e está muito ferido: - Não... Não me darei por vencido... Ainda posso lutar!
Macária: - Seu tolo! Você não pode contra mim! (Queima seu cruel cosmo) Eu sou a herdeira do mundo dos mortos! Não desapontarei a alma de meu pai. Cavaleiro de Athena sua morte será aqui!
Seiya levanta-se com bastante dificuldade: - Jamais! Aqui não será o momento de minha morte... Tenho uma missão a cumprir... Não irei desperdiçar a confiança que foi dada a mim e aos meus amigos... POR ATHENA!
Seiya queima seu cosmo: - ELEVE-SE COSMO! MOSTRAREI A VOCÊ O PODER DA JUSTIÇA!
A imagem do PÉGASO surge atrás de Seiya!


*Música para este trecho> http://br.youtube.com/watch?v=xNeKwuAfUTI
Macária não se intimida: - SEU IDIOTA! DETENHA-SE! DE NADA ADIANTARÁ AS SUAS TÉCNICAS! (PEGA SEU BÁCULO)
Seiya: - Não me subestime!

O cavaleiro de Athena aplica!

{{{METEÓRO DE PÉGASO}}}

Macária elevando seu cosmo faz seu báculo brilhar também e a mesma o gira para proteger-se!
Os meteoros atingem seu báculo!

Macária: - NÃO SERÁ CAPAZ DE ME VENCER COM ESTA TÉCNICA LENTA!
Seiya: - Isto é o que você pensa!
Macária: - O que?

O cavaleiro de Athena dá um salto!
E aplica novamente sua técnica!

{{{METEÓRO DE PÉGASO}}}

Macária: - Desista seu tolo!

A deusa tenta mais uma vez defender-se!
Mas é surpreendida!
O ataque do cavaleiro de Athena começa a atingir seu corpo!

Macária sente os meteoros: - Não pode ser! A técnica deste humano está superando a minha defesa!

Várias partes do corpo da deusa são atingidas!
E a mesma cai ao chão!
Seiya está em posição de combate!

Seiya: - Eu luto por Athena! E conseguirei alcançar meu objetivo! Macária você não me prenderá aqui em Giudecca.
Macária levanta-se furiosa: - Não diga o que não é capaz de fazer! Acredita que esta técnica medíocre irá me superar? (Queima seu terrível cosmo) Sua morte será aqui Seiya!
Seiya: - Isto eu não permitirei!

O cavaleiro Atheniense eleva seu cosmo!

Porém a filha de Hades tem em seu semblante a demonstração de tranqüilidade e frieza!
A mesma fecha os olhos e neste momento...

Seiya: - A cada ataque! Os meus meteoros são mais poderosos! Você os sentirá agora como nunca os sentiu antes!

O cavaleiro começa a correr e seu punho direito brilha.

Mas de repente!
Seiya para!

Seiya assustado: - O que houve? (Uma energia cósmica rocha está em volta de seu corpo) Parece que... Parece que não estou sentindo nada... Mas o que significa isto?

Macária com os olhos fechados: - Cavaleiro... Sou a deusa da boa morte... A partir de agora você está iniciando uma caminhada tranqüila até seu descanso eterno no mundo dos mortos.
Seiya: - NÃO! ISTO NÃO!
Macária: - Cavaleiro! Através desta minha técnica você terá uma morte sem sofrimentos...


{{{MERGULHO DA BOA MORTE*}}}
*Técnica onde a vítima vai perdendo todos os sentidos até a morte! Sem sofrimento e dor!


Seiya: - Eu não estou sentindo nada... Será que perdi todos os meus sentidos?
Macária: - Exatamente cavaleiro! E sem os seus sentidos você não passa de um cadáver vivo... Sua morte é eminente!
Seiya em pensamento: - Isto não pode estar acontecendo! Eu elevei meu cosmo contra Macária! Ao atingi-la parecia que eu tinha o controle da luta e agora por quê?
Macária: - Sou uma deusa! E no mundo dos mortos eu e a minha mãe comandamos! Aqui você não tem a menor chance!
Seiya fecha os olhos: - Isto não é verdade! (Seiya se recobra de suas lutas contra os espectros de Hades) Eu aqui junto com meus amigos... Enfrentamos os espectros de Hades, Hadamathys e até mesmo o próprio Hades... Como posso estar sendo vencido?
Macária: - Realmente você foi capaz de cometer tais crimes contra aqueles que serviam com coragem meu pai... O senhor Hades! Agora chegou o momento de pagar!
Seiya permanecendo com os olhos fechados: - Athena... Athena... Perdoe – me! Estou sem meus cinco sentidos... Estou praticamente morto... Perdoe-me!

O rosto de Athena surge diante de Seiya!

Seiya: - A... Athena!
Athena: - Seiya! Saia imediatamente deste estado!
Seiya: - Mas Athena eu...
Athena: - Neste momento seus amigos e os cavaleiros de ouro estão lutando para salvar toda humanidade e você se encontra desta maneira... Esqueceu do que foi capaz de fazer quando esteve em momentos piores Seiya?
Seiya: - ...
Athena: - Perder seus cinco sentidos não é mais problema desde que você e os demais conseguiram atingir e a superar o sétimo sentido... Seiya eleve seu cosmo e atinja o sétimo sentido! Vamos você é capaz de vencer seus adversários como sempre o fez!
Seiya: - Isto mesmo Athena... Você tem razão! Já venci a deuses poderosos e mais poderosos ainda que Macária!

Seiya começa a elevar seu cosmo!

A deusa percebe e sua expressão é de total espanto!

Macária: - O QUE? ISTO NÃO É POSSÍVEL! ESTE HOMEM ESTAVA INDO PARA A MORTE! JAMAIS ALGUÉM RETORNOU DE MINHA TÉCNICA!

O cosmo dourado ao redor de Seiya é surpreendente!
A energia envolve de forma magnífica toda sua armadura!
Ela está banhada por uma cosmo energia incrível!

Macária: - Como isto é possível de acontecer? Este homem perdeu seus sentidos... Como foi capaz de elevar seu cosmo? E este cosmo emanado por este homem... É muito poderoso!
Seiya ainda com os olhos fechados: - Macária! Eu estava cometendo um erro... Ao aceitar a derrota perante a sua técnica... Mas o cosmo bondoso da deusa Athena fez-me lembrar que sou capaz de vencê-la mesmo com a perda de meus cinco sentidos!
Macária: - Como?
Seiya: - VOU ELEVAR O MEU COSMO E ATINGIR AO SÉTIMO SENTIDO!

O cavaleiro de Athena explode seu cosmo de maneira fantástica!
A imagem do Pégaso surge!

Macária: - HUMANO DESPREZÍVEL COMO FOI CAPA DISTO?

Seiya começa a fazer a sua coreografia tradicional na posição das treze estrelas da constelação de PÉGASO.

Macária: - O que significa estes movimentos?
Seiya: - Macária! Receba a força de alguém que da a vida por aquilo que ama e acredita!

{{{METEÓRO DE PÉGASUS}}}

A técnica do cavaleiro de Athena atinge a deusa de forma fulminante!
Sua armadura é dilacerada!
A deusa grita de dor!
Com a armadura completamente destruída.
Macária ajoelha-se!

Macária: - Isto não pode ter acontecido... (Põe a mão direita no rosto) Mãe... Perdoe-me! (Olha para Seiya) Cavaleiro de Athena... Como foi capaz de fazer isto com uma deusa...

A deusa cai morta.
Seiya: - Eu consegui! (Olha para o palácio e em seguida começa a correr na direção do mesmo) Agora só resta derrotar Perséfone e com isto retornar ao Olimpo!



OLIMPO

Shiryu, Hyoga, Shun e Ikki correm pelo interior do templo.

A construção interna é completamente diferente do externo.
As colunas eram revestidas de bronze.
Eles chegam a um imenso salão e a frente um trono e ao lado do mesmo um homem está de costas.
Sua armadura é de ouro e seu cabelo é azul.
Possui uma estatura mediana e um físico forte.
Os cavaleiros Athenienses para praticamente no meio deste salão.

Shiryu toma a frente: - EI VOCÊ! ONDE ESTÁ O NOSSO AMIGO SEIYA?

Os demais estão ao seu lado!
Hyoga a sua direita!
Shun e Ikki à esquerda.
O homem nada responde!

Shiryu fica impaciente: - VAMOS RESPONDA! ONDE ESTÁ O SEIYA?

O homem começa a dar uma risada sarcástica.
Os cavaleiros elevam seus cosmos!
Ikki: - SEJA LÁ QUEM FOR! NÃO OUSA NOS ENGANAR! OU SENTIRÁ O PODER DOS CAVALEIROS DE ATHENA!

O homem se vira para eles.

O homem fecha os olhos: - Como ousam vocês falarem assim com um deus! Mas como irão morrer mesmo aqui. É bom lhes informar aonde seu amigo que a esta altura já deve estar morto se localiza.
Todos: - (...)
O homem: - Um pouco antes de vocês chegarem aqui... Senti o poderoso cosmo de Macária a filha Hades manifestar-se no Olimpo!
Shun: - O que? A filha de Hades?

O homem: - Sim! E não é somente isto... A esposa de Hades... PERSÉFONE!
Hyoga: - E para onde ela o levou?
O homem: - Para o mundo dos mortos... Ou melhor... GIUDECCA!
Ikki: - Não posso acreditar! Giudecca!
O homem: - Agora que sabem onde o corpo de seu amigo está! AGORA SE PREPAREM PARA DEIXAREM SUAS ALMAS COM HEFESTO! O DEUS DO VULCÃO! (Neste momento a imagem de um vulcão poderoso surge atrás de Hefesto)


Incrível!
Só de Hefesto elevar seu cosmo os cavaleiros são empurrados por um incrível deslocamento de ar!
Os cavaleiros tentam se proteger!

Hyoga: - Ah! Que cosmo terrível!
Shiryu: - Ao mesmo tempo em que sinto este vento... Sinto meu corpo queimar!
Ikki assim como os demais começa a ser arrastado para trás: - Não consigo me mover!
Shun: - Ele é muito poderoso! Precisamos procurar uma solução!
Hefesto com a mão direita lança um poderoso raio de fogo que lembra mais um jato de magma: - Cavaleiros de Athena pagarão pelo que fizeram a Afrodite e aos demais deuses!

O raio os atinge e são lançados para longe!
Os cavaleiros gritam!
O deus do Vulcão permanece com sua mão direita aplicando ainda o ataque!
No meio de todo o fogo!
As correntes de Andrômeda surgem e se enroscaram em duas colunas!
Uma de cada lado!

*Música para este trecho> http://br.youtube.com/watch?v=KohAVRmEETo
A partir de 3:07

Shun: - {{{CORRENTE ANDRÔMEDA}}} Puxe-me!

O cavaleiro divino de Andrômeda vem a toda velocidade!
E surpreende a Hefesto!
Pois Shun acabara de atravessar o fogo!

Hefesto impressionado: - O que?

Shun aplica uma poderosa voadora com a perna direita e acerta o rosto do surpreso Hefesto.
Com o ataque do Cavaleiro de Andrômeda a técnica do deus vulcânico é anulada!
O impacto foi tão forte que ele atinge com violência uma coluna que estava atrás de seu trono.
Shun segura firme suas correntes e eleva bravamente seu cosmo!

Ikki e os demais estão bem!
E percebem a atitude do amigo!
Todos correm até ele!

Ikki: - Brilhante Shun! Meus parabéns!
Shiryu: - Shun!
Hyoga: - Shun!
Shun bastante sério: - Deixem-me com ele... Sigam em frente!
Hefesto levanta-se: - Garoto da corrente! Não porque você acabara de me surpreender que vá dar ordens aqui!
Shun: - Meus amigos irão sim seguir adiante! Não tente impedir!
Hefesto furioso queima seu cosmo: - NÃO ME DESAFIE INSIGNIFICANTE CAVALEIRO!
Shun queima seu cosmo: - Você não me intimida! MEUS AMIGOS PASSARÃO SIM!

Aplica uma técnica com suas correntes!

{{{GRANDE CAPTURA DE ANDRÔMEDA*}}}
*As correntes de Shun capturam o adversário por completo, sem possibilidades de o inimigo conseguir fugir.

Hefesto é mais uma vez surpreendido por Shun!
Tenta chegar para trás!
Porém de nada adiantou!
Rapidamente as correntes o envolveu!

Hefesto: - Ah! Mas o que significa isto!
Os amigos: - “SHUN!”
Shun: - Vamos sigam em frente! Hércules e o Seiya ficaram para trás! Acredito que eles estejam bem! Mas precisamos correr até o templo de Zeus. VAMOS LOGO! NÃO SE PREOCULPEM COMIGO!
Hefesto tentando sair, mas sem sucesso: - Seu moleque atrevido! Como foi capaz de fazer isto com um deus?
Ikki olha bem nos olhos do irmão: - Tome cuidado Shun!
Shun: - Sim meu irmão eu terei!
Hyoga: - Shun! Encontraremos-nos mais adiante!
Shiryu: - Boa sorte Shun!

Eles correm para a saída do templo!

Hefesto: - Seu cavaleiro tolo! Acaba de cometer um erro! Não pode comigo sozinho!
Shun bem sério: - Como que não? Se em dois ataques o surpreendi?
Hefesto: - Isto foi pura sorte! Não vou desperdiçar a chance que me foi dada por meu pai para retornar ao Olimpo! Eu Hefesto destruirei os cavaleiros de Athena... Pelo que fizeram a Afrodite!
Shun: - Afrodite?
Hefesto: - Sim! Na era mitológica ela foi minha esposa! Mas vocês cavaleiros de Athena a derrotaram... E isto! Não admito!

Neste momento Shun fecha os olhos!
E suas correntes libertaram o deus dos vulcões!
Hefesto parece não entender!
Mas como esta diante de seu oponente!
Queima seu cosmo e fica em posição de combate!

Shun: - Não foram meus amigos que a derrotaram... Fui eu!

Hefesto furioso: - O QUE? FOI VOCÊ SEU MALDITO!

O deus com toda a fúria parte para cima do cavaleiro de Andrômeda!
Inicia uma seqüência de socos em seu rosto!
Shun não reage!
Com o punho direito incandescente pelo seu cosmo.
Hefesto aplica um poderoso soco no abdômen de Shun!
Que é arrastado para trás!

Shun levanta a cabeça e diz: - Descontou toda sua raiva por eu ter derrotado Afrodite?
Hefesto: - O que? Está me testando seu moleque?
Shun: - Não gosto de lutar... E pelo que percebo você a amava!
Hefesto: - Não diga bobagens!
Shun: - Então por que me atacou? Você a amou... Isto é bonito! Mesmo sendo um deus você chegou a amar alguém... Isto significa que em você existe sentimento... O amor é o mais belo sentimento que existe! Você possui o sentimento como os humanos!
Hefesto: - NÃO! EU SOU UM DEUS! E UM DEUS QUE MOSTRARÁ HÁ HUMANIDADE... O QUE ELA MERECE POR NÃO RESPEITAR OS DEUSES! A HUMANIDADE SERÁ EXTINTA PARA A ALEGRIA DOS DEUSES!

Ele vem com tudo para cima de Shun mais uma vez!
Aplica um soco que vai à direção do rosto do cavaleiro de Andrômeda!
Shun esquiva-se!

Shun: - Não permitirei que faça tal absurdo!

O cavaleiro de Andrômeda lança suas correntes!
As mesmas enroscam rapidamente no corpo de Hefesto!
Shun dá um salto puxando seu oponente com toda a força!
Em seguida o arremessa ao chão!
O cavaleiro está em pose de combate elevando seu cosmo!

Shun: - Imaginei que você era diferente! Lutarei com você até o fim Hefesto!
Hefesto levanta-se: - Não será capaz de me derrotar! Sou um deus poderoso!
Shun: - Nossa luta apenas começou! Mostrarei o poder de um cavaleiro que lutar pelo que é certo!

Shun parte para o ataque!
Hefesto tenta revidar com um soco!
Mas Shun esquiva-se!
Iniciando uma seqüência de chutes!
De pé e giratórios no rosto do oponente!
Agora ele finaliza com uma seqüência de golpes com a corrente!
Hefesto cai ao chão!
Shun está determinado continua com o ataque!
Hefesto rola evitando o ataque do cavaleiro!
Ajoelhado ele lança com a mão direita um poderoso raio de fogo!
Atingindo Shun que grita!
O cavaleiro é pego de surpresa e o impacto tão poderoso que Shun atinge uma coluna rachando-a!

Hefesto elevando seu cosmo. Sua expressão não é nada amigável: - CAVALEIRO DE ATHENA! SUA JORNADA TERMINA AQUI! ARREPENDER-SE-Á PELO QUE FEZ COMIGO!

Abrindo os braços o magma surge de suas mãos e caem no chão!



A imagem do vulcão surge atrás dele!

Shun assusta-se: - Essa não! O cosmo dele é terrível!
Hefesto: - Minha técnica vai acabar com você!

Agora impõe as mãos como o movimento do GRANDE XIFRE de Aldebaran!


{{{PODEROSO MAGMA DO OLIMPO... EXTINÇÃO*}}}
* PODEROSO MAGMA DO OLIMPO... EXTINÇÃO – Esta técnica consiste em um duplo de jato de magma que surge das mãos de Hefesto! Apenas um ataque é o suficiente para derrotar o inimigo. Que é incinerado por inteiro!
Shun mais impressionado ainda: - O que? Preciso me proteger!
Shun lança rapidamente suas correntes na coluna que ele mesmo havia atingido!
A puxa com toda a força!
A coluna desaba com parte do teto a frente do cavaleiro de Andrômeda protegendo-o!
A técnica de Hefesto atinge a proteção criada!

Hefesto: - Não seja idiota isto não deterá minha técnica!
Shun: - Não quero apenas detê-la! (Dá mais um salto abrindo suas asas) Apenas criei uma maneira de contra-atacá-lo!
Hefesto: - O que?


{{{ONDA RELÂMPAGO*}}}
* Está é uma variação da Corrente Nebulosa. Nesta tanto a corrente triangular quanto a circular miram o adversário e seguem contra ele em zigue-zague , de modo a tornar mais difícil a esquiva. Ao atingi-lo, liberam uma poderosa carga de 10.000 voltz.



Hesfesto anula sua técnica e tenta esquivar-se!
Mas não tem sucesso!
A técnica do cavaleiro de Athena atinge o peitoral de sua armadura!
O deus dos vulcões sente e dá uns passos para trás!
Shun pousa e elevando seu cosmo prepara mais um ataque!

Shun: - Aproveitarei este momento para derrotá-lo!


{{{ARMADILHA DE ANDRÔMEDA*}}}
* As correntes de Shun aprisionam o inimigo e o eletrifica com 10.000 voltz e ao mesmo tempo apertando- o até morrer.
As correntes rapidamente envolvem Hefesto!

Hefesto: - Isto é impossível!
Shun: - Se arrependerá por ter um coração tão cruel a ponto de querer o mal de inocentes!

A corrente agora manifesta uma poderosa descarga elétrica em Hefesto.
O deus grita devido à tamanha dor!

Shun: - DESISTA DE FAZER O QUE PRETENDE CONTRA A HUMANIDADE! COMO FALEI NÃO GOSTO DE LUTAR E MUITO MENOS MACHUCAR ALGUÉM! POR FAVOR, DESISTA!

Hefesto continua a ser castigado pela técnica do cavaleiro de Athena!

Shun em voz baixa: - Não acredito mesmo recebendo esta descarga de energia que chega a 10.000 voltz! Ele ainda resiste!
Hefesto: - ANDRÔMEDA EU SOU UM DEUS E JAMAIS ME RENDEREI A UM VERME COMO VOCÊ!
Shun: - O que?

De repente a técnica de Shun é anulada!

Shun surpreende-se: - O QUE HOUVE? A MEU ATAQUE FOI DETIDO! COMO?


Hefesto eleva seu cosmo!
As correntes de maneira estranha caem!
Hefesto está livre e com os olhos fechados eleva seu cosmo!

Shun está confuso: - Não pode ser! Como isto foi acontecer?
Hefesto: - Além de se a divindade do fogo... Eu também sou a divindade dos metais... Sou conhecido como ferreiro divino!
Shun: - E o que isto quer dizer?

Hefesto abre os olhos vagarosamente!
O brilho de seus olhos é de fogo!

Hefesto: - Cavaleiro de Athena... Como lhe falei... Sua jornada termina aqui!

A ARMADURA DIVINA DE ANDRÔMEDA COMEÇA A BRILHAR!

Shun: - Mas o que está acontecendo com minha armadura? Por que ela está brilhando!

Além de brilhar um som estranho vem da armadura!
Agora começa a tremer!
A armadura abandona o corpo de Shun!

Shun: - NÃO! NÃO PODE SER! A ARMADURA DEIXOU O MEU CORPO!

As partes caem no chão!
O cavaleiro agora está trajando sua roupa tradicional: Calça branca com suspensório e camisa verde!

Shun desesperado: - COMO ISTO FOI ACONTECER? ATHENA REVESTIU ESTA ARMADURA COM SEU COSMO! (Agacha e mexe em sua armadura) Como lutarei contra ele sem a minha armadura!
Hefesto: - Cavaleiro sua armadura não é nada perante mim... Assim como você!

Shun está em difícil situação!


TEMPLO DE ATHENA
A deusa Athena está diante da invasora de seu templo.

Athena: - Responda! Quem é você que tem a coragem de invadir o meu Templo!


A invasora: - Athena! Não se atreva a falar assim comigo!
Athena: - O que?
A invasora: - Está surpresa? Sou Éter à deusa primordial que personidifica a LUZ CELESTIAL! E vim destruir aquela que protege os vermes humanos!

Athena não se intimida: - Os humanos têm sim seu valor! Eu os respeito e os protegerei sempre! Esta é a minha dádiva!

A deusa primordial queima seu cosmo!
Atrás dela surge a imagem de um seu lindo!

Éter: - Athena! Sentira agora o meu poder!

Athena segura firme seu báculo e responde queimando também o seu cosmo!

Athena: - Éter! Você se arrependerá de ter entrado aqui!


Éter: - Isto é o que veremos!

A deusa primordial parte para cima de Athena!
A deusa da justiça arma seu báculo!
Éter o segura!
Uma grande descarga de energia é produzida por ambas!
Que conflito de poderes!
Athena se um lado segurando seu báculo na posição horizontal.
Éter do outro!
Ambas expressam fúria!
Athena aplica um golpe surpresa!
Dando um puxão para trás e empurrando a deusa primordial com seus pés em seu abdômen!
Lançando-a!
Mas Éter é esperta e no ar da uma cambalhota e cai de pé!

Éter: - Bancando a esperta Athena? (Suas mãos começam a brilhar. Elas as fecham e as leva a altura de seu peito) Deusa dos ridículos humanos! (Fecha os olhos) Você é forte... MAS NÃO MAIS QUE EU!


{{{PUNHOS CELESTIAIS*}}}
*Punhos Celestiais – Consiste em socos que lembram os meteoros de pégasus! Porém mais poderosos e devastadores. Já que são 1.000.000.000 de socos por segundos!Na mitologia Éter utilizou esta técnica para destruir civilizações!

Athena: - Que técnica poderosa! Preciso proteger-me!

Athena com seu báculo na mão esquerda!
Eleva seu cosmo e com a mão direita cria uma barreira cósmica!
O ataque de Éter atinge a defesa de Athena!
O choque é incrível!

Éter da uma risada sarcástica: - Athena!Não seja tola! Mesmo elevando seu cosmo não será capaz de suportar a minha técnica!
Athena expressão de aplicar muita força em sua defesa pensa: - Que técnica terrível! Não sei se suportarei! Mas não posso ter este pensamento! Meus cavaleiros jamais desistiram mesmo enfrentando inimigos muito mais fortes que eles! Sim! Eles acreditaram e é isto que farei!

Incrível!
O cosmo de Athena começa a aumentar e com isto a poderosa técnica de Éter começa a ser empurrada!

Éter surpreende-se: - O que? Mas não posso acreditar! Athena!

Athena explode seu cosmo e desintegra o ataque de Éter!
Com a explosão a deusa é mandada para trás!
A mesma grita!
E se choca contra a parede do templo!

Éter ajoelhada: - Isto é impressionante! O cosmo de Athena é muito poderoso!
Athena elevando seu cosmo: - Deusa primordial! Você que está aqui representando Caos! Por que ele pretende destruir a humanidade?
Éter levanta-se e insistente queima seu cosmo: - Athena! Através dele que tudo surgiu! E através dele que tudo se extinguirá! Mas ele a teme! Você e seus cavaleiros triunfaram diante de vários que tinham em mente aquilo que o senhor Caos deseja. Castigar os humanos que por gerações fizeram o errado, não adoraram nós os deuses como merecíamos!
Athena: - Isto não é motivo! Os humanos são mais do que apenas adorarem aos deuses os quais possuem o ódio e a maldade! Éter! Você que pesonodifica algo lindo que é a luz celestial, o qual muitos humanos o almejam como algo lindo! Enquanto mal existir! Eu lutarei junto dos humanos para que a paz e o amor triunfem por gerações! E quando a paz retornar ai sim! Eu descansarei!
Éter: - ATHENA! SUAS PALAVRAS ME FAZEM ARDER EM ÓDIO!

Abrindo suas asas!
Éter da um salto e parte para o ataque!
Do ar ela aplica um raio branco!
Athena tenta defender-se com seu báculo!
Mas o raio atinge justamente sua mão!
Athena sente e seu báculo cai no chão!

Éter: - AGORA!


{{{PUNHOS CELESTIAIS}}}


A deusa da justiça é cruelmente atingida!


Athena bate forte no chão e o impacto da técnica foi tão forte que ela é arrastada por uma boa distancia.
Danificando o chão!

Éter da uma gargalhada: - Deusa dos humanos! Como se sente?
Athena ajoelhada e está ferida e sentindo: - Ela conseguiu me atingir! Tenho de fazer algo, pois Éter é poderosa!
Éter vem caminhando para junto de Athena: - A deusa que defende a humanidade está ajoelhada aos meus pés! Hum! Hum! Hum! (Para diante dela) Athena... Chame-me de sua senhora por clemência de sua patética existência.
Athena em voz baixa: - Jamais isto acontecerá!
Éter: - O QUE?
Athena: - Jamais isto acontecerá!
Éter arma um soco com seu punho direito brilhando: - Sua desgraçada! Vá para o inferno!

Athena segura seu punho com a mão direita!

Éter: - Mas o que?
Athena eleva seu cosmo: - Quem terá de pedir clemência aqui será você!

Athena aplica agora uma rasteira com a perna direita!
Derrubando a deusa primordial!
Athena fica de pé!
Éter se recupera e paz o mesmo!

Éter: - Athena! Vou destruí-la e levarei seu corpo ao Caos!
Athena: - Mesmo que seu cosmo seja poderoso. O meu está contido de toda a justiça! Eu a vencerei!
Éter: - Athena você se esqueceu de uma coisa.
Athena: - O que?
Éter queimando seu cosmo ergue suas mãos: - O cosmo primordial é superior ao cosmo de um deus olímpico e existe um abismo entre nós... E agora sua existência Athena termina agora!
Athena: - Mas que cosmo terrível é este que sinto vindo de Éter?

Uma corrente de ar é formada através de Éter.
O cabelo de ambas move-se!

Éter: - Depois desta minha técnica a humanidade e o Olimpo estavam à mercê de nós deuses primordiais pois chegou a sua hora! Adeus Athena!
Athena: - Jamais você destruirá aquilo que existe para fazer a justiça!

As mãos de Éter brilham e a luz vai se propagando!
É uma luz muito forte!
Ela é tão forte que Athena protege seus olhos e com isto baixa sua guarda!

Éter: - FUNCIONOU! AGORA!


{{{LUZ DA EXTINÇÃO*}}}
*Técnica utilizada para extinguir tudo ao redor de Éter. Uma técnica indefensável para os mortais!
ATHENA É ATINGIDA!
MUITO SANGUE SURGE NO AR!
O CLARÃO É MUITO FORTE E NÃO VEMOS NADA!
Mas aos poucos vemos a triste imagem de Athena caindo!
Bate forte no chão!
Sua armadura está muito danificada!


SANTUÁRIO CASA DE CAPRICÓRNIO
Shura: - Invasores hostis! Receberão a técnica do CAVALEIRO DE OURO DE CAPRICÓRNIO!


{{{ESCALIBUR}}}


Os deuses esquivam-se!

Shura: - Não posso acreditar!

Os deuses param e seus mantos sofrem cortes.
Suas armaduras e aparecias são reveladas.
A esquerda de Shura uma deusa com uma armadura dourada com detalhes em diamante, possuía asas e seus cabelos eram longos e negros. Ao centro mais uma deusa com armadura azulada assim como suas asas e com muitos detalhes em ouro nos ombros, peitoral e cintura. Seus cabelos eram azuis também! E a direita de um deus com cabelos loiros com asas douradas e detalhes em verde esmeralda como sua armadura!

Shura: - Quem são vocês!
Os deuses falam ao mesmo tempo: - SOMOS AQUELES QUE ACABARÃO COM VOCÊ!

Eles queimam seus cosmos e impõem suas mãos e uma esfera de energia é formada!

Shura: - Eles me atacarão! Preciso me proteger!
Os deuses: - MORRA CAVALEIRO DE ATHENA!

Eles aplicaram um poderoso raio colorido!
Shura impõe suas mãos para proteger-se!
Atingem o cavaleiro de ouro!
O cavaleiro de Athena se ajoelha, pois a técnica dos três é muito poderosa!

Shura: - Droga! Isto é demais para mim!

Shura não suporta!
É atingido e grita!
Sendo lançado para dentro da Casa de Capricórnio!


Com isto dois vultos passaram por ele!

Shura desperta: - O que? (Levanta-se e está sentado ainda e olha para trás e vê dois dos deuses correndo) Não! Retornem aqui!
Uma deusa que ficou foi aquela com armadura dourada e detalhes em diamante: - Eles foram adiante completar nossas missão e você é meu!
Shura se levanta: - Quem é você?
A deusa: - Sou a deusa da Justiça Divina... Nêmesis! Filha da Deusa Primordial Nix!
Shura em postura de luta: - Ah sim! Aquela que foi derrotada por Aiolos... Então lhe farei um favor! A mandarei para junto de sua mãe!
Nêmesis: - Seu tolo! O Farei engolir tal insulto!

A deusa enfurecida eleva seu cosmo!
Parte para cima do cavaleiro de Capricórnio com uma seqüência de socos!
Shura é rápido e se defende de todas as suas investidas!

Shura: - É isto que sabe fazer uma deusa?
Nêmesis: - Não me subestime!

Nêmesis tenta aplicar um soco!
Porém fica no vazio sendo surpreendida por uma esquiva de Shura.
Ele é rápido e surge atrás da mesma!
O cavaleiro de ouro faz um movimento cortante com a mão direita!
Ao aplicar percebe que a deusa não estava mais ali.

Shura: - Mas como?

A deusa surge a sua esquerda e aplica-lhe com soco no rosto!
Shura cambaleia e com isto ela inicia uma seqüência!

Nêmesis: - Receba isto seu verme! Jamais tolerarei palavras impuras de um humano desprezível como você!

Ela para o ataque e rapidamente! Ela cruza os braços em forma de um “X” a frente do rosto e seu cosmo está elevadíssimo!
Ela abre os braços!


{{{FORÇA DIVINA*}}}
* Esta técnica é constituída da explosão cósmica emanada pelo corpo de Nêmesis. Atingindo o inimigo ele sente a força como se fosse uma monstruosa descarga elétrica. Seu adversário sente dores insuportáveis!

Shura não reage!
É atingido em cheio!
Seu corpo é elevado por uns instantes e recebe todo o castigo da deusa!

Nêmesis: - Sinta agora cavaleiro... Sinta a fúria de uma deusa que o pune por suas sujas atitudes!

O cavaleiro de Athena grita devido o sofrimento recebido!
A deusa faz um movimento com a mão direita e com isto o cavaleiro de Athena é atirado brutalmente contra uma parede!
Shura cai em seguida de bruços!

Nêmesis dá uma diabólica gargalhada confiante de sua vitória: - Acabou cavaleiro de Athena! Desista eu sou muito mais poderosa que você! Não tem como você lutar comigo!

Shura queima seu cosmo e começa a levantar-se: - Não é verdade!
Nêmesis: - O que? Como consegue se expressar mesmo depois de meu ataque?
Shura de pé: - Sou um cavaleiro que assim como os demais cavaleiros de ouro juraram lealdade a deusa Athena... E ser um cavaleiro de ouro é de extrema importância para este Santuário e a humanidade. Mesmo que você seja poderosa eu encontrarei em meu cosmo a maneira de me tornar capaz de derrotá-la! Nêmesis! Sua deusa malvada! A Justiça existe para aqueles que servem ao que é correto e não ao mal!
Nêmesis: - Seu tolo idiota! Como você tem coragem de usar tais palavras contra um ser divino como eu? Vocês humanos realmente não respeitam os deuses!
Shura: - Respeitar? Eu mesmo no passado por ter-me deixado enganar por Saga quando este estava dominado pelo mal. Quase tirei a vida de Athena! Mas o meu amigo Aiolos mesmo sem sua armadura a protegeu e neste momento farei justiça em nome de Athena!

O cavaleiro de Athena parte para o ataque!

Nêmesis: - Não ficarei assistindo! Esta luta é para um ficar de pé e este serei eu!

A deusa arma mais um golpe com seu punho direito que vai brilhando!
Mas Shura dá um salto!
Nêmesis atinge o vazio!
O cavaleiro de Athena surpreende sua adversária parando com as pernas embaixo de seus braços!


{{{SALTO DE PEDRA*}}}
*É um movimento de contra-ataque executado por Shura no momento em que seu adversário ataca. Com as pernas ele agarra o oponente por baixo dos braços e utiliza a própria força de impulso do ataque adversário para atirá-lo longe.

Shura faz um movimento impressionante!
Como se fosse uma catapulta humana e lança Nêmesis para o alto em grande velocidade!
A deusa grita e se choca contra o teto!
Agora ela inicia uma grande queda e atinge o chão!
O cavaleiro de Athena está em postura de combate!

Nêmesis começa a levantar-se: - Isto é inacreditável! Como pude ser atacada por um humano? O que o fez tão poderoso de repente?
Shura: - Nós cavaleiros de Athena temos em nossos corações o desejo infinito de lutar pelo bem de bilhões de pessoas inocentes em todo este mundo. (No momento destas palavras Shura imagina pessoas felizes, crianças correndo e brincando e enfim as maravilhas de uma humanidade em paz) Jamais nós descansaremos enquanto seres como você. (Aponta) Existir!


Nêmesis sorri de forma sarcástica: - Acredita que este seu ataque foi capaz de me desmotivar de lutar? Muito pelo contrário agora mesmo que irei destruí-lo! EU O ODEIO CAVALEIRO DE ATHENA!

Ela repete o movimento cruzando os braços!
Os olhos de Shura brilham!

{{{FORÇA DIVINA}}}

A deusa mais uma vez evoca aquela energia devastadora!
Shura queimando seu cosmo impõe suas mãos!
O ataque de Nêmesis chega até ele!
O cavaleiro de Athena bravamente contém o ataque de sua oponente!

Nêmesis: - O que? Como ele está conseguindo aquilo? CAVALEIRO AUMENTAREI O MEU COSMO!
Shura: - Arg! Eu tenho de agüentar esta técnica! Não posso ser derrubado pela segunda vez!
Nêmesis: - Você não me vencerá! Eu sou uma DEUSA! E VOCÊ HUMANO É UM VERME PERANTE MIM!
Shura: - Por Athena! Não posso ser derrotado! (Ele está sendo pressionado para trás) Estou esbanjando cosmo para defender-me deste ataque, mas está difícil!

Shura não suporta pela segunda vez!
É derrubado!
Nêmesis furiosa parte para cima!
Mas o cavaleiro Atheniense se recobra no ar e cai de pé!

Shura: - É agora! Eu a pegarei de surpresa!

E aplica sua técnica mortal!

{{{ESCALIBUR}}}


O feixe de luz cortante vai à direção de Nêmesis!
A deusa esquiva-se a direita de Shura, porém ainda está a certa distância!

Nêmesis: - Seu idiota! Já vi esta sua técnica antes!
Shura: - É, mas não viu esta!

Shura aplica a Escalibur na horizontal agora!
Nêmesis não esperava por isto!
O feixe de luz na horizontal atravessa o corpo de Nêmesis!
Ela para!
Vemos a deusa de um lado e Shura de outro ainda na posição de ter concluído sua técnica.

Nêmesis com os olhos expressando toda a surpresa: - O que? Isto não pode estar acontecendo! (Cai de joelhos e muito sangue atinge o chão) Mãe... (Lágrimas) Perdoe-me eu falhei! Subestimei como à senhora os cavaleiros de Athena... (Olha com firmeza para Shura) Cavaleiro de Athena! Você me surpreendeu! Mas o Caos chegará e devastará toda a sua raça!

A deusa cai morta!
Shura fica pensativo por uns instantes...
Agora olha para o caminho de saída de sua casa...
Caminha até lá!

Shura no caminho em pensamento: - Combates... Combates... Combates... Quando será que a verdadeira paz chegará a este mundo. (Chega à saída. Olha para a direção da casa de Aquário) Camus... Afrodite... Agora é com vocês!



NA ESCADARIA DO SANTUÁRIO

Os deuses correm rumo à CASA DE AQUÁRIO!

A deusa: - Moro o cosmo de Nêmesis desapareceu!
Moro: - Infelizmente até o presente momento os cavaleiros de Athena vêm superando nós os deuses! Isto é inacreditável! Como eles estão conseguindo nos superar?
A deusa: - Acredito que Athena os esteja ajudando!
Moro: - Sim senti naquele momento em que Nix ficou para lutar com Aiolos um cosmo poderoso vindo de muito longe... Só poderia ser de Athena!

Eles continuam a subir!

SALA DO MESTRE

Daquela névoa surge um homem forte, com uma armadura negra e com detalhes em vermelho. Sua capa também era vermelha e segurava em sua mão direita um báculo. Seu cosmo lembra mais uma névoa sombria!

Créditos: Alessandro Ferreira

Shion: - É um cosmo muito poderoso...
Kanon: - Além de poder está repleto de ódio!
O homem com uma voz soberana: - Cavaleiros de Athena! É o momento do triunfo dos Deuses Primordiais! Eu sou Érebo o deus que personidifica a escuridão... Precisamente eu represento as trevas! Sou irmão de Nix!
Shion: - Sua irmã foi derrotada por um cavaleiro de ouro e você também será vencido por nós!
Kanon levanta-se: - Isto mesmo Shion! Lutaremos com você para libertar a humanidade de todo o mal que tenta atacá-la!

Érebo: - Vocês são patéticos! Posso acabar com você sem ao menos, me mover!
Kanon: - Poupe suas palavras!

O cavaleiro de ouro de Gêmeos queima seu cosmo e parte para o combate!
Ele inicia uma seqüência de socos e chutes, porém sem sucesso!
Uma deixa de Kanon foi o suficiente para ele ser surpreendido com um contra ataque de Érebo.
Algo atingiu seu abdômen e rosto!
Kanon foi laçado contra uma pilastra e em seguida atingiu o chão!
Shion ao ver o amigo daquela maneira!
Parte correndo e com sua mão incandescente de cosmo encosta nas costas do inimigo.
Érebo é rápido e vira-se para Shion!
Mas o cavaleiro de Athena mesmo assim tenta atingi-lo!
Nada acontece!

Érebo: - Fracassou cavaleiro! (O deus segura a cabeça de Shion e o cosmo temeroso o envolve) Receba! O cosmo da escuridão!

O corpo de Shion começa a tremer e seus olhos ficam apenas naquela branco!
Kanon desperta!

Kanon: - SHION!

O cavaleiro de Gêmeos ao ver o amigo naquela situação!
Parte para cima queimando seu cosmo!
Ele aplica uma voadora!
Mas o deus é esperto e anula a técnica contra Shion!
E segura a perna de Kanon e o arremessa contra a parede!
Kanon grita de dor devido o forte impacto!
Os cavaleiros de ouro estão caídos ao chão!

Érebo: - Desistam cavaleiros! Vocês não são páreos para mim!
Shion chacoalha a cabeça e olha para ele: - Jamais desistimos de uma luta! (Levanta-se) Em nome da Deusa Athena e da paz a humanidade! (Queima seu cosmo e faz um movimento de mão) Sinta agora as estrelas atravessando o seu corpo!


{{{REVOLUÇÃO ESTELAR}}}


Uma incrível rajada de estrelas é lançada contra o deus!
Elas vão atingi-lo!
Érebo impõe sua mão direita!
O ataque do Mestre do Santuário é anulado!

Shion: - O QUE?
Kanon: - O ATAQUE DE SHION FOI PARALIZADO A FRENTE DELE!
Érebo: - Sinta seu próprio poder!

Ele faz um movimento com a mão direita!
A técnica de Shion vai contra ele!
O atinge duramente!
Shion é lançado ao chão e seu corpo é arrastado por uma boa distância!

Kanon: - SHION! (Olha para Érebo) Seu deus miserável! Não pouparei meus esforços contra você!
Érebo: - Você não pode contra mim assim como seu amigo!
Kanon: - Agora será diferente!

Kanon parte para o ataque!
Érebo arma um soco poderoso!
Mas Kanon o surpreende se esquivando!
Atingindo-o com um chute poderoso no rosto!
O deus dá um passo para trás!
Kanon aproveita e manda uma seqüência de socos!
Neste momento Shion levanta-se e vê o amigo mudando a situação do combate!
Kanon aproveita esta deixa e prepara sua técnica!

Kanon: - Sinta agora minha poderosa técnica!

{{{EXPLOSÃO GALÁCTICA}}}


Érebo não esperava: - O que?

O deus é atingido pela técnica de Kanon e depois de ser duramente castigado!
Atinge uma coluna e a destrói com a colisão!
Kanon quer continuar atacando!
Mas é surpreendido quando Érebo levanta-se e impõe sua mão direita!
Com isto ele lança um feixe de luz!
Porém é mais uma vez surpreendido!

Kanon desvia do raio e aplica sua técnica a queima roupa!

{{{EXPLOSÃO GALÁCTICA}}}

Desta vez o deus é duramente castigado pela técnica do cavaleiro de Gêmeos!
O deus atinge uma parede!
Shion levanta-se!

Shion: - Que ótimo Kanon conseguiu virar a luta!
Kanon: - Érebo percebeu que nós não somos os vermes que você se refere?
Érebo levanta-se queimando seu terrível cosmo: - É isto que vocês têm a mostrar-me?
Ambos: - MAS COMO É POSSÍVEL?
Érebo dá uma sarcástica risada: - Sou um DEUS PRIMORDIAL e vocês serão destruídos, pois esta é aminha vontade!
Shion: - Nós estamos determinados a darmos nossas vidas em nome da Deusa Athena! (Eleva seu cosmo)
Érebo: - Como vocês são loucos! Mas não estou aqui para perder mais tempo!

Queimando seu cosmo aquela sinistra névoa surge!
E de maneira rápida já cobre boa parte do salão do mestre!

Shion: - É aquela névoa de novo!
Kanon: - Ele está emanando um cosmo terrível!
Érebo com um olhar demoníaco: - Pela energia soberana das trevas primordiais do universo... Que as almas destes cavaleiros de Athena fiquem aprisionadas no manto da escuridão!
Shion: - Não permitirei que nos ataque com sua técnica!

O cavaleiro de ouro de Áries elevando seu cosmo prepara-se para lançar sua técnica!
Abrindo os braços!

{{{MURALHA DE CRISTAL}}}



Érebo envolvido pelo seu negro cosmo: - Truque barato este não adiantará de nada perante meu cosmo!

Ergue os braços e um portal surge à frente de Érebo fazendo uma imensa ventania para dentro do mesmo!
Os cavaleiros de ouro começam a ser puxados!

Kanon: - Arg! Este ventania está nos puxando!
Shion: - Não compreendo de nada a muralha está adiantando!

A pressão é tamanha eles foram lançados contra a MURALHA DE CRISTAL destruindo-a.
Vão à direção na técnica de Érebo!

Shion: - Kanon! Ele não nos vencerá! Prepare-se!

O mestre do Santuário usa sua telesinese e se tele transporta com Kanon para trás de Érebo!

Kanon: - Agora é a minha vez!
Érebo anula a sua técnica e vira-se: - Mas como vocês conseguiram?

Kanon cruza os braços e os abre!

{{{OUTRA DIMENSÃO}}}

Érebo: - O QUE?

O deus primordial é sugado pela técnica de Kanon!

Érebo: - Seus idiotas! Não vai me vencer assim! Vocês virão comigo!

Com a mão direita!

{{{MERGULHO PARA AS TREVAS*}}}
* Técnica utilizada para mandar o oponente ainda com vida a ser prisioneiro eterno pelas trevas!

Kanon e Shion são sugados para dentro da abertura e com isto as duas técnicas foram aplicadas!
Todos gritam e vários feixes de luz passam por eles!
Isto ocorre por um bom tempo!
Até que tudo escurece!
...
...
...
...
Aparecem os cavaleiros Shion e Kanon caídos no chão!
Kanon abre os olhos, assim como o amigo!

Kanon começa a levantar-se: - Você está bem Shion!
Shion: - Sim, mas o que aconteceu! (Olha espantado) Veja! Nós estamos na ARENA DO SANTUÁRIO*!
*Local em que Seiya obteve sua armadura de bronze de Pégasus!
Eles olham de um lado para outro!
Shion: - Onde está Érebo!
Érebo: - Estou aqui!

Estava no setor em que na época Shina e os soldados do Santuário observaram Seiya derrotar Cassios!

Kanon: - Vai ficar ai ou vai lutar?


Érebo: - Fizemos uma longa viagem! Sua técnica colidiu com a minha e nos mandou para cá! Mas isto não importa, pois aqui será o lugar que suas almas abandonarão seus corpos!

De repente a arena é levada para outro lugar instantaneamente!
A escuridão sombria está ao redor da arena!

Shion: - Mas o que é isto?
Érebo: - Meu poder é superior e estamos na entrada para as trevas. Assim suas almas não terão mais o trabalho de vir a escuridão! Pois os trouxe vivos...
Kanon: - Isto é um absurdo!
Érebo: - Absurdo é aquilo ali!

Apontando vemos uma triste imagem!
Em um canto da arena estavam desacordados: Marin, Shina, os cavaleiros de Bronze e os cavaleiros de Aço!
Um cosmo negro os envolvia!

Shion: - Seu covarde o que fez a eles?
Érebo: - Suas almas estão prestes a serem minhas isto é questão de tempo! Pois só me derrotando que vocês os salvarão!
Kanon: - Como foi capaz!
Érebo: - Eu? Eles me atacaram quando cheguei a este santuário! E eu os venci!

Os cavaleiros queimam seus cosmos!
Kanon e Shion estão furiosos!
Seiya percebe algo: - O que? Eu sinto um cosmo ameaçador aqui!



De repente correntes negras surgem vindas do interior do Palácio!



Seiya: - Ah! Mas o que significa isto?



O cavaleiro de Pegasus da um salto para trás esquivando-se!

Elas encravam no chão!

São quatro correntes!



Uma risada sarcástica feminina se é ouvida!



Seiya determinado: - Quem está ai? Mostre sua face antes que mande meus meteoros em você!

Uma voz feminina bem sensual: - O que? Você seria capaz de fazer isto comigo.



Surge uma sensual mulher na saída do Palácio de Giudecca.





Ela possuía cabelos longos e negros.

Sua armadura era rocha com pequenos detalhes em ouro.

Segurava um báculo em que mais lembrava uma lança em chama vermelha.

Sua capa era vermelha e bem escura.

As correntes negras vinham de trás da mesma!



Ela: - Fez boa viagem? Seiya de Pégasus...

Seiya: - O que? Como você sabe meu nome? Quem é você?

Ela: - Sou MACÁRIA A DEUSA DA BOA MORTE... FILHA DE HADES!

Seiya: - Não é possível! A filha de Hades!

Macária: - E seja bem vindo ao Palácio da Rainha do Mundo dos Mortos... Minha mãe a senhora Perséfone!

Seiya: - O que? (...) Então ela só pode ser...



Macária: - A esposa de Hades seu maldito!

Seiya aponta: - Por que me trouxe até aqui? O que está querendo comigo?

Macária: - Acabar com você! Meu pai estava para derrotar Athena quando você interferiu! Estou aqui para terminar o que meu pai começou e prometi a minha mãe que levaria sua cabeça a ela!

Seiya: - Isto não será tão fácil assim! Retornarei ao Olimpo e junto com meus amigos venceremos as ambições de vocês deuses!

Macária eleva seu cosmo: - Não diga o impossível! Sua alma permanecerá no mundo dos mortos! Em nome da Senhora Perséfone!



A deusa elevando o cosmo faz com que as correntes vão até Seiya.

Ele se esquiva mais uma vez!

Dando um salto e abrindo as asas!



Seiya: - Este ataque não funcionou a primeira vez! E não funcionará agora!



Os olhos de sua oponente brilham!

As correntes do solo seguem até o cavaleiro em grande velocidade!



Seiya é surpreendido: - Ah! Mas o que?



Elas atingem Seiya em várias partes!

Ele cai no chão!

A deusa dá uma sarcástica risada!



Seiya começa a se levantar: - Não é possível... As correntes me seguiram... (Olha bem para elas) Elas parecem ter vida... Preciso tomar cuidado!



Macária: - O que há cavaleiro? Surpreendeu-se? Prepare-se para morrer no mundo dos mortos!

Seiya responde queimando seu cosmo: - Jamais me darei por vencido! Elevarei o meu cosmo e...

Macária: - CALE A BOCA!



Macária lança sua corrente mais uma vez!

Ela enrosca no pescoço de Seiya!

Apertando forte!



Seiya: - Arg!



A deusa a puxa com bastante força com a mão esquerda!

Seiya vem com tudo!



Macária: - Venha até mim!



Com a mão direita!

Macária aplica um poderoso soco no rosto de Seiya!

O cavaleiro grita de dor!

Muito sangue do cavaleiro de Athena é lançado no solo!

A deusa cruel não se contém!

Lança mais uma vez a corrente!

Atingindo o cavaleiro de Athena no ar!

Enroscando em seu pescoço novamente!

Ela o puxa!

O mesmo chega a sua frente de joelhos e zonzo devido à pancada!

Ela sorri sarcasticamente e o segura pelo pescoço e o pondo de pé!

Iniciando assim uma terrível seqüência de socos em seu abdômen!

Seiya não reage!



Macária: - Sofrerá pelo que fez aos deuses! Seu humano desprezível! Sinta a punição de seus pecados!



Ela aplica um poderoso gancho!



Macária: - Verme humano mostre-me o que foi capaz de fazer ao exército de meu pai!



Mandando o cavaleiro para os ares!

Não satisfeita ela dá um salto deixando seu báculo encravado no chão!

Parando a frente de Seiya ela aplica três socos em seu abdômen!



Macária: - Meu ódio por você está transbordando! Dilacerarei o seu corpo! Seu maldito!



Cada soco emana um brilho cósmico de cor rocha!

E por ultimo. Um soco em seu rosto!

Com isto o cavaleiro de Athena atinge ao chão!

O impacto foi tão forte que o mesmo chega a soterrar-se!

Abrindo sua capa.

A deusa plana até o chão!

Começa a caminhar lentamente até seu oponente.



Macária: - Minha mãe ficará satisfeita quando aparecer diante de seu trono com a cabeça de Seiya.



De repente as rochas começaram mover.



Macária: - O que? Você está vivo?

Seiya retira algumas rochas e está muito ferido: - Não... Não me darei por vencido... Ainda posso lutar!

Macária: - Seu tolo! Você não pode contra mim! (Queima seu cruel cosmo) Eu sou a herdeira do mundo dos mortos! Não desapontarei a alma de meu pai. Cavaleiro de Athena sua morte será aqui!

Seiya levanta-se com bastante dificuldade: - Jamais! Aqui não será o momento de minha morte... Tenho uma missão a cumprir... Não irei desperdiçar a confiança que foi dada a mim e aos meus amigos... POR ATHENA!

Seiya queima seu cosmo: - ELEVE-SE COSMO! MOSTRAREI A VOCÊ O PODER DA JUSTIÇA!

A imagem do PÉGASO surge atrás de Seiya!



*Música para este trecho> http://br.youtube.com/watch?v=xNeKwuAfUTI

Macária não se intimida: - SEU IDIOTA! DETENHA-SE! DE NADA ADIANTARÁ AS SUAS TÉCNICAS! (PEGA SEU BÁCULO)

Seiya: - Não me subestime!



O cavaleiro de Athena aplica!



{{{METEÓRO DE PÉGASO}}}

Macária elevando seu cosmo faz seu báculo brilhar também e a mesma o gira para proteger-se!

Os meteoros atingem seu báculo!



Macária: - NÃO SERÁ CAPAZ DE ME VENCER COM ESTA TÉCNICA LENTA!

Seiya: - Isto é o que você pensa!

Macária: - O que?



O cavaleiro de Athena dá um salto!

E aplica novamente sua técnica!



{{{METEÓRO DE PÉGASO}}}



Macária: - Desista seu tolo!



A deusa tenta mais uma vez defender-se!

Mas é surpreendida!

O ataque do cavaleiro de Athena começa a atingir seu corpo!



Macária sente os meteoros: - Não pode ser! A técnica deste humano está superando a minha defesa!



Várias partes do corpo da deusa são atingidas!

E a mesma cai ao chão!

Seiya está em posição de combate!



Seiya: - Eu luto por Athena! E conseguirei alcançar meu objetivo! Macária você não me prenderá aqui em Giudecca.

Macária levanta-se furiosa: - Não diga o que não é capaz de fazer! Acredita que esta técnica medíocre irá me superar? (Queima seu terrível cosmo) Sua morte será aqui Seiya!

Seiya: - Isto eu não permitirei!



O cavaleiro Atheniense eleva seu cosmo!



Porém a filha de Hades tem em seu semblante a demonstração de tranqüilidade e frieza!

A mesma fecha os olhos e neste momento...



Seiya: - A cada ataque! Os meus meteoros são mais poderosos! Você os sentirá agora como nunca os sentiu antes!



O cavaleiro começa a correr e seu punho direito brilha.



Mas de repente!

Seiya para!



Seiya assustado: - O que houve? (Uma energia cósmica rocha está em volta de seu corpo) Parece que... Parece que não estou sentindo nada... Mas o que significa isto?



Macária com os olhos fechados: - Cavaleiro... Sou a deusa da boa morte... A partir de agora você está iniciando uma caminhada tranqüila até seu descanso eterno no mundo dos mortos.

Seiya: - NÃO! ISTO NÃO!

Macária: - Cavaleiro! Através desta minha técnica você terá uma morte sem sofrimentos...





{{{MERGULHO DA BOA MORTE*}}}

*Técnica onde a vítima vai perdendo todos os sentidos até a morte! Sem sofrimento e dor!





Seiya: - Eu não estou sentindo nada... Será que perdi todos os meus sentidos?

Macária: - Exatamente cavaleiro! E sem os seus sentidos você não passa de um cadáver vivo... Sua morte é eminente!

Seiya em pensamento: - Isto não pode estar acontecendo! Eu elevei meu cosmo contra Macária! Ao atingi-la parecia que eu tinha o controle da luta e agora por quê?

Macária: - Sou uma deusa! E no mundo dos mortos eu e a minha mãe comandamos! Aqui você não tem a menor chance!

Seiya fecha os olhos: - Isto não é verdade! (Seiya se recobra de suas lutas contra os espectros de Hades) Eu aqui junto com meus amigos... Enfrentamos os espectros de Hades, Hadamathys e até mesmo o próprio Hades... Como posso estar sendo vencido?

Macária: - Realmente você foi capaz de cometer tais crimes contra aqueles que serviam com coragem meu pai... O senhor Hades! Agora chegou o momento de pagar!

Seiya permanecendo com os olhos fechados: - Athena... Athena... Perdoe – me! Estou sem meus cinco sentidos... Estou praticamente morto... Perdoe-me!



O rosto de Athena surge diante de Seiya!



Seiya: - A... Athena!

Athena: - Seiya! Saia imediatamente deste estado!

Seiya: - Mas Athena eu...

Athena: - Neste momento seus amigos e os cavaleiros de ouro estão lutando para salvar toda humanidade e você se encontra desta maneira... Esqueceu do que foi capaz de fazer quando esteve em momentos piores Seiya?

Seiya: - ...

Athena: - Perder seus cinco sentidos não é mais problema desde que você e os demais conseguiram atingir e a superar o sétimo sentido... Seiya eleve seu cosmo e atinja o sétimo sentido! Vamos você é capaz de vencer seus adversários como sempre o fez!

Seiya: - Isto mesmo Athena... Você tem razão! Já venci a deuses poderosos e mais poderosos ainda que Macária!



Seiya começa a elevar seu cosmo!



A deusa percebe e sua expressão é de total espanto!



Macária: - O QUE? ISTO NÃO É POSSÍVEL! ESTE HOMEM ESTAVA INDO PARA A MORTE! JAMAIS ALGUÉM RETORNOU DE MINHA TÉCNICA!



O cosmo dourado ao redor de Seiya é surpreendente!

A energia envolve de forma magnífica toda sua armadura!

Ela está banhada por uma cosmo energia incrível!



Macária: - Como isto é possível de acontecer? Este homem perdeu seus sentidos... Como foi capaz de elevar seu cosmo? E este cosmo emanado por este homem... É muito poderoso!

Seiya ainda com os olhos fechados: - Macária! Eu estava cometendo um erro... Ao aceitar a derrota perante a sua técnica... Mas o cosmo bondoso da deusa Athena fez-me lembrar que sou capaz de vencê-la mesmo com a perda de meus cinco sentidos!

Macária: - Como?

Seiya: - VOU ELEVAR O MEU COSMO E ATINGIR AO SÉTIMO SENTIDO!



O cavaleiro de Athena explode seu cosmo de maneira fantástica!

A imagem do Pégaso surge!



Macária: - HUMANO DESPREZÍVEL COMO FOI CAPA DISTO?



Seiya começa a fazer a sua coreografia tradicional na posição das treze estrelas da constelação de PÉGASO.



Macária: - O que significa estes movimentos?

Seiya: - Macária! Receba a força de alguém que da a vida por aquilo que ama e acredita!



{{{METEÓRO DE PÉGASUS}}}



A técnica do cavaleiro de Athena atinge a deusa de forma fulminante!

Sua armadura é dilacerada!

A deusa grita de dor!

Com a armadura completamente destruída.

Macária ajoelha-se!



Macária: - Isto não pode ter acontecido... (Põe a mão direita no rosto) Mãe... Perdoe-me! (Olha para Seiya) Cavaleiro de Athena... Como foi capaz de fazer isto com uma deusa...



A deusa cai morta.



Seiya: - Eu consegui! (Olha para o palácio e em seguida começa a correr na direção do mesmo) Agora só resta derrotar Perséfone e com isto retornar ao Olimpo!







OLIMPO





Shiryu, Hyoga, Shun e Ikki correm pelo interior do templo.



A construção interna é completamente diferente do externo.

As colunas eram revestidas de bronze.

Eles chegam a um imenso salão e a frente um trono e ao lado do mesmo um homem está de costas.

Sua armadura é de ouro e seu cabelo é azul.

Possui uma estatura mediana e um físico forte.

Os cavaleiros Athenienses para praticamente no meio deste salão.



Shiryu toma a frente: - EI VOCÊ! ONDE ESTÁ O NOSSO AMIGO SEIYA?



Os demais estão ao seu lado!

Hyoga a sua direita!

Shun e Ikki à esquerda.

O homem nada responde!



Shiryu fica impaciente: - VAMOS RESPONDA! ONDE ESTÁ O SEIYA?



O homem começa a dar uma risada sarcástica.

Os cavaleiros elevam seus cosmos!



Ikki: - SEJA LÁ QUEM FOR! NÃO OUSA NOS ENGANAR! OU SENTIRÁ O PODER DOS CAVALEIROS DE ATHENA!



O homem se vira para eles.



O homem fecha os olhos: - Como ousam vocês falarem assim com um deus! Mas como irão morrer mesmo aqui. É bom lhes informar aonde seu amigo que a esta altura já deve estar morto se localiza.

Todos: - (...)

O homem: - Um pouco antes de vocês chegarem aqui... Senti o poderoso cosmo de Macária a filha Hades manifestar-se no Olimpo!

Shun: - O que? A filha de Hades?



O homem: - Sim! E não é somente isto... A esposa de Hades... PERSÉFONE!

Hyoga: - E para onde ela o levou?

O homem: - Para o mundo dos mortos... Ou melhor... GIUDECCA!

Ikki: - Não posso acreditar! Giudecca!

O homem: - Agora que sabem onde o corpo de seu amigo está! AGORA SE PREPAREM PARA DEIXAREM SUAS ALMAS COM HEFESTO! O DEUS DO VULCÃO! (Neste momento a imagem de um vulcão poderoso surge atrás de Hefesto)





Incrível!

Só de Hefesto elevar seu cosmo os cavaleiros são empurrados por um incrível deslocamento de ar!

Os cavaleiros tentam se proteger!



Hyoga: - Ah! Que cosmo terrível!

Shiryu: - Ao mesmo tempo em que sinto este vento... Sinto meu corpo queimar!

Ikki assim como os demais começa a ser arrastado para trás: - Não consigo me mover!

Shun: - Ele é muito poderoso! Precisamos procurar uma solução!

Hefesto com a mão direita lança um poderoso raio de fogo que lembra mais um jato de magma: - Cavaleiros de Athena pagarão pelo que fizeram a Afrodite e aos demais deuses!



O raio os atinge e são lançados para longe!

Os cavaleiros gritam!

O deus do Vulcão permanece com sua mão direita aplicando ainda o ataque!

No meio de todo o fogo!

As correntes de Andrômeda surgem e se enroscaram em duas colunas!

Uma de cada lado!



*Música para este trecho> http://br.youtube.com/watch?v=KohAVRmEETo

A partir de 3:07



Shun: - {{{CORRENTE ANDRÔMEDA}}} Puxe-me!



O cavaleiro divino de Andrômeda vem a toda velocidade!

E surpreende a Hefesto!

Pois Shun acabara de atravessar o fogo!



Hefesto impressionado: - O que?



Shun aplica uma poderosa voadora com a perna direita e acerta o rosto do surpreso Hefesto.

Com o ataque do Cavaleiro de Andrômeda a técnica do deus vulcânico é anulada!

O impacto foi tão forte que ele atinge com violência uma coluna que estava atrás de seu trono.

Shun segura firme suas correntes e eleva bravamente seu cosmo!



Ikki e os demais estão bem!

E percebem a atitude do amigo!

Todos correm até ele!



Ikki: - Brilhante Shun! Meus parabéns!

Shiryu: - Shun!

Hyoga: - Shun!

Shun bastante sério: - Deixem-me com ele... Sigam em frente!

Hefesto levanta-se: - Garoto da corrente! Não porque você acabara de me surpreender que vá dar ordens aqui!

Shun: - Meus amigos irão sim seguir adiante! Não tente impedir!

Hefesto furioso queima seu cosmo: - NÃO ME DESAFIE INSIGNIFICANTE CAVALEIRO!

Shun queima seu cosmo: - Você não me intimida! MEUS AMIGOS PASSARÃO SIM!



Aplica uma técnica com suas correntes!



{{{GRANDE CAPTURA DE ANDRÔMEDA*}}}

*As correntes de Shun capturam o adversário por completo, sem possibilidades de o inimigo conseguir fugir.



Hefesto é mais uma vez surpreendido por Shun!

Tenta chegar para trás!

Porém de nada adiantou!

Rapidamente as correntes o envolveu!



Hefesto: - Ah! Mas o que significa isto!

Os amigos: - “SHUN!”

Shun: - Vamos sigam em frente! Hércules e o Seiya ficaram para trás! Acredito que eles estejam bem! Mas precisamos correr até o templo de Zeus. VAMOS LOGO! NÃO SE PREOCULPEM COMIGO!

Hefesto tentando sair, mas sem sucesso: - Seu moleque atrevido! Como foi capaz de fazer isto com um deus?

Ikki olha bem nos olhos do irmão: - Tome cuidado Shun!

Shun: - Sim meu irmão eu terei!

Hyoga: - Shun! Encontraremos-nos mais adiante!

Shiryu: - Boa sorte Shun!



Eles correm para a saída do templo!



Hefesto: - Seu cavaleiro tolo! Acaba de cometer um erro! Não pode comigo sozinho!

Shun bem sério: - Como que não? Se em dois ataques o surpreendi?

Hefesto: - Isto foi pura sorte! Não vou desperdiçar a chance que me foi dada por meu pai para retornar ao Olimpo! Eu Hefesto destruirei os cavaleiros de Athena... Pelo que fizeram a Afrodite!

Shun: - Afrodite?

Hefesto: - Sim! Na era mitológica ela foi minha esposa! Mas vocês cavaleiros de Athena a derrotaram... E isto! Não admito!



Neste momento Shun fecha os olhos!

E suas correntes libertaram o deus dos vulcões!

Hefesto parece não entender!

Mas como esta diante de seu oponente!

Queima seu cosmo e fica em posição de combate!



Shun: - Não foram meus amigos que a derrotaram... Fui eu!

Hefesto furioso: - O QUE? FOI VOCÊ SEU MALDITO!



O deus com toda a fúria parte para cima do cavaleiro de Andrômeda!

Inicia uma seqüência de socos em seu rosto!

Shun não reage!

Com o punho direito incandescente pelo seu cosmo.

Hefesto aplica um poderoso soco no abdômen de Shun!

Que é arrastado para trás!



Shun levanta a cabeça e diz: - Descontou toda sua raiva por eu ter derrotado Afrodite?

Hefesto: - O que? Está me testando seu moleque?

Shun: - Não gosto de lutar... E pelo que percebo você a amava!

Hefesto: - Não diga bobagens!

Shun: - Então por que me atacou? Você a amou... Isto é bonito! Mesmo sendo um deus você chegou a amar alguém... Isto significa que em você existe sentimento... O amor é o mais belo sentimento que existe! Você possui o sentimento como os humanos!

Hefesto: - NÃO! EU SOU UM DEUS! E UM DEUS QUE MOSTRARÁ HÁ HUMANIDADE... O QUE ELA MERECE POR NÃO RESPEITAR OS DEUSES! A HUMANIDADE SERÁ EXTINTA PARA A ALEGRIA DOS DEUSES!



Ele vem com tudo para cima de Shun mais uma vez!

Aplica um soco que vai à direção do rosto do cavaleiro de Andrômeda!

Shun esquiva-se!



Shun: - Não permitirei que faça tal absurdo!



O cavaleiro de Andrômeda lança suas correntes!

As mesmas enroscam rapidamente no corpo de Hefesto!

Shun dá um salto puxando seu oponente com toda a força!

Em seguida o arremessa ao chão!

O cavaleiro está em pose de combate elevando seu cosmo!



Shun: - Imaginei que você era diferente! Lutarei com você até o fim Hefesto!

Hefesto levanta-se: - Não será capaz de me derrotar! Sou um deus poderoso!

Shun: - Nossa luta apenas começou! Mostrarei o poder de um cavaleiro que lutar pelo que é certo!



Shun parte para o ataque!

Hefesto tenta revidar com um soco!

Mas Shun esquiva-se!

Iniciando uma seqüência de chutes!

De pé e giratórios no rosto do oponente!

Agora ele finaliza com uma seqüência de golpes com a corrente!

Hefesto cai ao chão!

Shun está determinado continua com o ataque!

Hefesto rola evitando o ataque do cavaleiro!

Ajoelhado ele lança com a mão direita um poderoso raio de fogo!

Atingindo Shun que grita!

O cavaleiro é pego de surpresa e o impacto tão poderoso que Shun atinge uma coluna rachando-a!



Hefesto elevando seu cosmo. Sua expressão não é nada amigável: - CAVALEIRO DE ATHENA! SUA JORNADA TERMINA AQUI! ARREPENDER-SE-Á PELO QUE FEZ COMIGO!



Abrindo os braços o magma surge de suas mãos e caem no chão!





A imagem do vulcão surge atrás dele!



Shun assusta-se: - Essa não! O cosmo dele é terrível!

Hefesto: - Minha técnica vai acabar com você!



Agora impõe as mãos como o movimento do GRANDE XIFRE de Aldebaran!





{{{PODEROSO MAGMA DO OLIMPO... EXTINÇÃO*}}}

* PODEROSO MAGMA DO OLIMPO... EXTINÇÃO – Esta técnica consiste em um duplo de jato de magma que surge das mãos de Hefesto! Apenas um ataque é o suficiente para derrotar o inimigo. Que é incinerado por inteiro!



Shun mais impressionado ainda: - O que? Preciso me proteger!

Shun lança rapidamente suas correntes na coluna que ele mesmo havia atingido!

A puxa com toda a força!

A coluna desaba com parte do teto a frente do cavaleiro de Andrômeda protegendo-o!

A técnica de Hefesto atinge a proteção criada!



Hefesto: - Não seja idiota isto não deterá minha técnica!

Shun: - Não quero apenas detê-la! (Dá mais um salto abrindo suas asas) Apenas criei uma maneira de contra-atacá-lo!

Hefesto: - O que?





{{{ONDA RELÂMPAGO*}}}

* Está é uma variação da Corrente Nebulosa. Nesta tanto a corrente triangular quanto a circular miram o adversário e seguem contra ele em zigue-zague , de modo a tornar mais difícil a esquiva. Ao atingi-lo, liberam uma poderosa carga de 10.000 voltz.





Hesfesto anula sua técnica e tenta esquivar-se!

Mas não tem sucesso!

A técnica do cavaleiro de Athena atinge o peitoral de sua armadura!

O deus dos vulcões sente e dá uns passos para trás!

Shun pousa e elevando seu cosmo prepara mais um ataque!



Shun: - Aproveitarei este momento para derrotá-lo!





{{{ARMADILHA DE ANDRÔMEDA*}}}

* As correntes de Shun aprisionam o inimigo e o eletrifica com 10.000 voltz e ao mesmo tempo apertando- o até morrer.



As correntes rapidamente envolvem Hefesto!



Hefesto: - Isto é impossível!

Shun: - Se arrependerá por ter um coração tão cruel a ponto de querer o mal de inocentes!



A corrente agora manifesta uma poderosa descarga elétrica em Hefesto.

O deus grita devido à tamanha dor!



Shun: - DESISTA DE FAZER O QUE PRETENDE CONTRA A HUMANIDADE! COMO FALEI NÃO GOSTO DE LUTAR E MUITO MENOS MACHUCAR ALGUÉM! POR FAVOR, DESISTA!



Hefesto continua a ser castigado pela técnica do cavaleiro de Athena!



Shun em voz baixa: - Não acredito mesmo recebendo esta descarga de energia que chega a 10.000 voltz! Ele ainda resiste!

Hefesto: - ANDRÔMEDA EU SOU UM DEUS E JAMAIS ME RENDEREI A UM VERME COMO VOCÊ!

Shun: - O que?



De repente a técnica de Shun é anulada!



Shun surpreende-se: - O QUE HOUVE? A MEU ATAQUE FOI DETIDO! COMO?



Hefesto eleva seu cosmo!

As correntes de maneira estranha caem!

Hefesto está livre e com os olhos fechados eleva seu cosmo!



Shun está confuso: - Não pode ser! Como isto foi acontecer?

Hefesto: - Além de se a divindade do fogo... Eu também sou a divindade dos metais... Sou conhecido como ferreiro divino!

Shun: - E o que isto quer dizer?



Hefesto abre os olhos vagarosamente!

O brilho de seus olhos é de fogo!



Hefesto: - Cavaleiro de Athena... Como lhe falei... Sua jornada termina aqui!



A ARMADURA DIVINA DE ANDRÔMEDA COMEÇA A BRILHAR!



Shun: - Mas o que está acontecendo com minha armadura? Por que ela está brilhando!



Além de brilhar um som estranho vem da armadura!

Agora começa a tremer!

A armadura abandona o corpo de Shun!



Shun: - NÃO! NÃO PODE SER! A ARMADURA DEIXOU O MEU CORPO!



As partes caem no chão!

O cavaleiro agora está trajando sua roupa tradicional: Calça branca com suspensório e camisa verde!



Shun desesperado: - COMO ISTO FOI ACONTECER? ATHENA REVESTIU ESTA ARMADURA COM SEU COSMO! (Agacha e mexe em sua armadura) Como lutarei contra ele sem a minha armadura!

Hefesto: - Cavaleiro sua armadura não é nada perante mim... Assim como você!



Shun está em difícil situação!





TEMPLO DE ATHENA



A deusa Athena está diante da invasora de seu templo.



Athena: - Responda! Quem é você que tem a coragem de invadir o meu Templo!



A invasora: - Athena! Não se atreva a falar assim comigo!

Athena: - O que?

A invasora: - Está surpresa? Sou Éter à deusa primordial que personidifica a LUZ CELESTIAL! E vim destruir aquela que protege os vermes humanos!

Athena não se intimida: - Os humanos têm sim seu valor! Eu os respeito e os protegerei sempre! Esta é a minha dádiva!



A deusa primordial queima seu cosmo!

Atrás dela surge a imagem de um seu lindo!



Éter: - Athena! Sentira agora o meu poder!



Athena segura firme seu báculo e responde queimando também o seu cosmo!



Athena: - Éter! Você se arrependerá de ter entrado aqui!



Éter: - Isto é o que veremos!



A deusa primordial parte para cima de Athena!

A deusa da justiça arma seu báculo!

Éter o segura!

Uma grande descarga de energia é produzida por ambas!

Que conflito de poderes!

Athena se um lado segurando seu báculo na posição horizontal.

Éter do outro!

Ambas expressam fúria!

Athena aplica um golpe surpresa!

Dando um puxão para trás e empurrando a deusa primordial com seus pés em seu abdômen!

Lançando-a!

Mas Éter é esperta e no ar da uma cambalhota e cai de pé!



Éter: - Bancando a esperta Athena? (Suas mãos começam a brilhar. Elas as fecham e as leva a altura de seu peito) Deusa dos ridículos humanos! (Fecha os olhos) Você é forte... MAS NÃO MAIS QUE EU!





{{{PUNHOS CELESTIAIS*}}}

*Punhos Celestiais – Consiste em socos que lembram os meteoros de pégasus! Porém mais poderosos e devastadores. Já que são 1.000.000.000 de socos por segundos!Na mitologia Éter utilizou esta técnica para destruir civilizações!





Athena: - Que técnica poderosa! Preciso proteger-me!



Athena com seu báculo na mão esquerda!

Eleva seu cosmo e com a mão direita cria uma barreira cósmica!

O ataque de Éter atinge a defesa de Athena!

O choque é incrível!



Éter da uma risada sarcástica: - Athena!Não seja tola! Mesmo elevando seu cosmo não será capaz de suportar a minha técnica!

Athena expressão de aplicar muita força em sua defesa pensa: - Que técnica terrível! Não sei se suportarei! Mas não posso ter este pensamento! Meus cavaleiros jamais desistiram mesmo enfrentando inimigos muito mais fortes que eles! Sim! Eles acreditaram e é isto que farei!



Incrível!

O cosmo de Athena começa a aumentar e com isto a poderosa técnica de Éter começa a ser empurrada!



Éter surpreende-se: - O que? Mas não posso acreditar! Athena!



Athena explode seu cosmo e desintegra o ataque de Éter!

Com a explosão a deusa é mandada para trás!

A mesma grita!

E se choca contra a parede do templo!



Éter ajoelhada: - Isto é impressionante! O cosmo de Athena é muito poderoso!

Athena elevando seu cosmo: - Deusa primordial! Você que está aqui representando Caos! Por que ele pretende destruir a humanidade?

Éter levanta-se e insistente queima seu cosmo: - Athena! Através dele que tudo surgiu! E através dele que tudo se extinguirá! Mas ele a teme! Você e seus cavaleiros triunfaram diante de vários que tinham em mente aquilo que o senhor Caos deseja. Castigar os humanos que por gerações fizeram o errado, não adoraram nós os deuses como merecíamos!

Athena: - Isto não é motivo! Os humanos são mais do que apenas adorarem aos deuses os quais possuem o ódio e a maldade! Éter! Você que pesonodifica algo lindo que é a luz celestial, o qual muitos humanos o almejam como algo lindo! Enquanto mal existir! Eu lutarei junto dos humanos para que a paz e o amor triunfem por gerações! E quando a paz retornar ai sim! Eu descansarei!

Éter: - ATHENA! SUAS PALAVRAS ME FAZEM ARDER EM ÓDIO!



Abrindo suas asas!

Éter da um salto e parte para o ataque!

Do ar ela aplica um raio branco!

Athena tenta defender-se com seu báculo!

Mas o raio atinge justamente sua mão!

Athena sente e seu báculo cai no chão!



Éter: - AGORA!





{{{PUNHOS CELESTIAIS}}}





A deusa da justiça é cruelmente atingida!



Athena bate forte no chão e o impacto da técnica foi tão forte que ela é arrastada por uma boa distancia.

Danificando o chão!



Éter da uma gargalhada: - Deusa dos humanos! Como se sente?

Athena ajoelhada e está ferida e sentindo: - Ela conseguiu me atingir! Tenho de fazer algo, pois Éter é poderosa!

Éter vem caminhando para junto de Athena: - A deusa que defende a humanidade está ajoelhada aos meus pés! Hum! Hum! Hum! (Para diante dela) Athena... Chame-me de sua senhora por clemência de sua patética existência.

Athena em voz baixa: - Jamais isto acontecerá!

Éter: - O QUE?

Athena: - Jamais isto acontecerá!

Éter arma um soco com seu punho direito brilhando: - Sua desgraçada! Vá para o inferno!



Athena segura seu punho com a mão direita!



Éter: - Mas o que?

Athena eleva seu cosmo: - Quem terá de pedir clemência aqui será você!



Athena aplica agora uma rasteira com a perna direita!

Derrubando a deusa primordial!

Athena fica de pé!

Éter se recupera e paz o mesmo!



Éter: - Athena! Vou destruí-la e levarei seu corpo ao Caos!

Athena: - Mesmo que seu cosmo seja poderoso. O meu está contido de toda a justiça! Eu a vencerei!

Éter: - Athena você se esqueceu de uma coisa.

Athena: - O que?

Éter queimando seu cosmo ergue suas mãos: - O cosmo primordial é superior ao cosmo de um deus olímpico e existe um abismo entre nós... E agora sua existência Athena termina agora!

Athena: - Mas que cosmo terrível é este que sinto vindo de Éter?



Uma corrente de ar é formada através de Éter.

O cabelo de ambas move-se!



Éter: - Depois desta minha técnica a humanidade e o Olimpo estavam à mercê de nós deuses primordiais pois chegou a sua hora! Adeus Athena!

Athena: - Jamais você destruirá aquilo que existe para fazer a justiça!



As mãos de Éter brilham e a luz vai se propagando!

É uma luz muito forte!

Ela é tão forte que Athena protege seus olhos e com isto baixa sua guarda!



Éter: - FUNCIONOU! AGORA!





{{{LUZ DA EXTINÇÃO*}}}

*Técnica utilizada para extinguir tudo ao redor de Éter. Uma técnica indefensável para os mortais!



ATHENA É ATINGIDA!

MUITO SANGUE SURGE NO AR!

O CLARÃO É MUITO FORTE E NÃO VEMOS NADA!

Mas aos poucos vemos a triste imagem de Athena caindo!

Bate forte no chão!

Sua armadura está muito danificada!





SANTUÁRIO CASA DE CAPRICÓRNIO



Shura: - Invasores hostis! Receberão a técnica do CAVALEIRO DE OURO DE CAPRICÓRNIO!





{{{ESCALIBUR}}}



Os deuses esquivam-se!



Shura: - Não posso acreditar!



Os deuses param e seus mantos sofrem cortes.

Suas armaduras e aparecias são reveladas.

A esquerda de Shura uma deusa com uma armadura dourada com detalhes em diamante, possuía asas e seus cabelos eram longos e negros. Ao centro mais uma deusa com armadura azulada, com a proteção peitoral em rocho, seus cabelos são verdes e algumas partes em sua vestimenta há tecidos na parte dos braços. A direita um deus com cabelos longos e negros. Com uma armadura de cor vinho bem escuro, com detalhes em dourado e as partes dos ombros há itens cortantes.



Shura: - Quem são vocês!

Os deuses falam ao mesmo tempo: - SOMOS AQUELES QUE ACABARÃO COM VOCÊ!



Eles queimam seus cosmos e impõem suas mãos e uma esfera de energia é formada!



Shura: - Eles me atacarão! Preciso me proteger!

Os deuses: - MORRA CAVALEIRO DE ATHENA!



Eles aplicaram um poderoso raio colorido!

Shura impõe suas mãos para proteger-se!

Atingem o cavaleiro de ouro!

O cavaleiro de Athena se ajoelha, pois a técnica dos três é muito poderosa!



Shura: - Droga! Isto é demais para mim!



Shura não suporta!

É atingido e grita!

Sendo lançado para dentro da Casa de Capricórnio!



Com isto dois vultos passaram por ele!



Shura desperta: - O que? (Levanta-se e está sentado ainda e olha para trás e vê dois dos deuses correndo) Não! Retornem aqui!

Uma deusa que ficou foi aquela com armadura dourada e detalhes em diamante: - Eles foram adiante completar nossas missão e você é meu!

Shura se levanta: - Quem é você?

A deusa: - Sou a deusa da Justiça Divina... Nêmesis! Filha da Deusa Primordial Nix!

Shura em postura de luta: - Ah sim! Aquela que foi derrotada por Aiolos... Então lhe farei um favor! A mandarei para junto de sua mãe!

Nêmesis: - Seu tolo! O Farei engolir tal insulto!



A deusa enfurecida eleva seu cosmo!

Parte para cima do cavaleiro de Capricórnio com uma seqüência de socos!

Shura é rápido e se defende de todas as suas investidas!



Shura: - É isto que sabe fazer uma deusa?

Nêmesis: - Não me subestime!



Nêmesis tenta aplicar um soco!

Porém fica no vazio sendo surpreendida por uma esquiva de Shura.

Ele é rápido e surge atrás da mesma!

O cavaleiro de ouro faz um movimento cortante com a mão direita!

Ao aplicar percebe que a deusa não estava mais ali.



Shura: - Mas como?



A deusa surge a sua esquerda e aplica-lhe com soco no rosto!

Shura cambaleia e com isto ela inicia uma seqüência!



Nêmesis: - Receba isto seu verme! Jamais tolerarei palavras impuras de um humano desprezível como você!



Ela para o ataque e rapidamente! Ela cruza os braços em forma de um “X” a frente do rosto e seu cosmo está elevadíssimo!

Ela abre os braços!





{{{FORÇA DIVINA*}}}

* Esta técnica é constituída da explosão cósmica emanada pelo corpo de Nêmesis. Atingindo o inimigo ele sente a força como se fosse uma monstruosa descarga elétrica. Seu adversário sente dores insuportáveis!



Shura não reage!

É atingido em cheio!

Seu corpo é elevado por uns instantes e recebe todo o castigo da deusa!



Nêmesis: - Sinta agora cavaleiro... Sinta a fúria de uma deusa que o pune por suas sujas atitudes!



O cavaleiro de Athena grita devido o sofrimento recebido!

A deusa faz um movimento com a mão direita e com isto o cavaleiro de Athena é atirado brutalmente contra uma parede!

Shura cai em seguida de bruços!



Nêmesis dá uma diabólica gargalhada confiante de sua vitória: - Acabou cavaleiro de Athena! Desista eu sou muito mais poderosa que você! Não tem como você lutar comigo!



Shura queima seu cosmo e começa a levantar-se: - Não é verdade!

Nêmesis: - O que? Como consegue se expressar mesmo depois de meu ataque?

Shura de pé: - Sou um cavaleiro que assim como os demais cavaleiros de ouro juraram lealdade a deusa Athena... E ser um cavaleiro de ouro é de extrema importância para este Santuário e a humanidade. Mesmo que você seja poderosa eu encontrarei em meu cosmo a maneira de me tornar capaz de derrotá-la! Nêmesis! Sua deusa malvada! A Justiça existe para aqueles que servem ao que é correto e não ao mal!

Nêmesis: - Seu tolo idiota! Como você tem coragem de usar tais palavras contra um ser divino como eu? Vocês humanos realmente não respeitam os deuses!

Shura: - Respeitar? Eu mesmo no passado por ter-me deixado enganar por Saga quando este estava dominado pelo mal. Quase tirei a vida de Athena! Mas o meu amigo Aiolos mesmo sem sua armadura a protegeu e neste momento farei justiça em nome de Athena!



O cavaleiro de Athena parte para o ataque!



Nêmesis: - Não ficarei assistindo! Esta luta é para um ficar de pé e este serei eu!



A deusa arma mais um golpe com seu punho direito que vai brilhando!

Mas Shura dá um salto!

Nêmesis atinge o vazio!

O cavaleiro de Athena surpreende sua adversária parando com as pernas embaixo de seus braços!





{{{SALTO DE PEDRA*}}}

*É um movimento de contra-ataque executado por Shura no momento em que seu adversário ataca. Com as pernas ele agarra o oponente por baixo dos braços e utiliza a própria força de impulso do ataque adversário para atirá-lo longe.



Shura faz um movimento impressionante!

Como se fosse uma catapulta humana e lança Nêmesis para o alto em grande velocidade!

A deusa grita e se choca contra o teto!

Agora ela inicia uma grande queda e atinge o chão!

O cavaleiro de Athena está em postura de combate!



Nêmesis começa a levantar-se: - Isto é inacreditável! Como pude ser atacada por um humano? O que o fez tão poderoso de repente?

Shura: - Nós cavaleiros de Athena temos em nossos corações o desejo infinito de lutar pelo bem de bilhões de pessoas inocentes em todo este mundo. (No momento destas palavras Shura imagina pessoas felizes, crianças correndo e brincando e enfim as maravilhas de uma humanidade em paz) Jamais nós descansaremos enquanto seres como você. (Aponta) Existir!



Nêmesis sorri de forma sarcástica: - Acredita que este seu ataque foi capaz de me desmotivar de lutar? Muito pelo contrário agora mesmo que irei destruí-lo! EU O ODEIO CAVALEIRO DE ATHENA!



Ela repete o movimento cruzando os braços!

Os olhos de Shura brilham!



{{{FORÇA DIVINA}}}



A deusa mais uma vez evoca aquela energia devastadora!

Shura queimando seu cosmo impõe suas mãos!

O ataque de Nêmesis chega até ele!

O cavaleiro de Athena bravamente contém o ataque de sua oponente!



Nêmesis: - O que? Como ele está conseguindo aquilo? CAVALEIRO AUMENTAREI O MEU COSMO!

Shura: - Arg! Eu tenho de agüentar esta técnica! Não posso ser derrubado pela segunda vez!

Nêmesis: - Você não me vencerá! Eu sou uma DEUSA! E VOCÊ HUMANO É UM VERME PERANTE MIM!

Shura: - Por Athena! Não posso ser derrotado! (Ele está sendo pressionado para trás) Estou esbanjando cosmo para defender-me deste ataque, mas está difícil!



Shura não suporta pela segunda vez!

É derrubado!

Nêmesis furiosa parte para cima!

Mas o cavaleiro Atheniense se recobra no ar e cai de pé!



Shura: - É agora! Eu a pegarei de surpresa!



E aplica sua técnica mortal!



{{{ESCALIBUR}}}



O feixe de luz cortante vai à direção de Nêmesis!

A deusa esquiva-se a direita de Shura, porém ainda está a certa distância!



Nêmesis: - Seu idiota! Já vi esta sua técnica antes!

Shura: - É, mas não viu esta!



Shura aplica a Escalibur na horizontal agora!

Nêmesis não esperava por isto!

O feixe de luz na horizontal atravessa o corpo de Nêmesis!

Ela para!

Vemos a deusa de um lado e Shura de outro ainda na posição de ter concluído sua técnica.



Nêmesis com os olhos expressando toda a surpresa: - O que? Isto não pode estar acontecendo! (Cai de joelhos e muito sangue atinge o chão) Mãe... (Lágrimas) Perdoe-me eu falhei! Subestimei como à senhora os cavaleiros de Athena... (Olha com firmeza para Shura) Cavaleiro de Athena! Você me surpreendeu! Mas o Caos chegará e devastará toda a sua raça!



A deusa cai morta!

Shura fica pensativo por uns instantes...

Agora olha para o caminho de saída de sua casa...

Caminha até lá!



Shura no caminho em pensamento: - Combates... Combates... Combates... Quando será que a verdadeira paz chegará a este mundo. (Chega à saída. Olha para a direção da casa de Aquário) Camus... Afrodite... Agora é com vocês!





NA ESCADARIA DO SANTUÁRIO



Os deuses correm rumo à CASA DE AQUÁRIO!



A deusa: - Moro o cosmo de Nêmesis desapareceu!

Moro: - Infelizmente até o presente momento os cavaleiros de Athena vêm superando nós os deuses! Isto é inacreditável! Como eles estão conseguindo nos superar?

A deusa: - Acredito que Athena os esteja ajudando!

Moro: - Sim senti naquele momento em que Nix ficou para lutar com Aiolos um cosmo poderoso vindo de muito longe... Só poderia ser de Athena!



Eles continuam a subir!



SALA DO MESTRE



Daquela névoa surge um homem forte, com uma armadura negra e com detalhes em vermelho. Sua capa também era vermelha e segurava em sua mão direita um báculo. Seu cosmo lembra mais uma névoa sombria!

Créditos: Alessandro Ferreira



Shion: - É um cosmo muito poderoso...

Kanon: - Além de poder está repleto de ódio!

O homem com uma voz soberana: - Cavaleiros de Athena! É o momento do triunfo dos Deuses Primordiais! Eu sou Érebo o deus que personidifica a escuridão... Precisamente eu represento as trevas! Sou irmão de Nix!

Shion: - Sua irmã foi derrotada por um cavaleiro de ouro e você também será vencido por nós!

Kanon levanta-se: - Isto mesmo Shion! Lutaremos com você para libertar a humanidade de todo o mal que tenta atacá-la!

Érebo: - Vocês são patéticos! Posso acabar com você sem ao menos, me mover!

Kanon: - Poupe suas palavras!



O cavaleiro de ouro de Gêmeos queima seu cosmo e parte para o combate!

Ele inicia uma seqüência de socos e chutes, porém sem sucesso!

Uma deixa de Kanon foi o suficiente para ele ser surpreendido com um contra ataque de Érebo.

Algo atingiu seu abdômen e rosto!

Kanon foi laçado contra uma pilastra e em seguida atingiu o chão!

Shion ao ver o amigo daquela maneira!

Parte correndo e com sua mão incandescente de cosmo encosta nas costas do inimigo.

Érebo é rápido e vira-se para Shion!

Mas o cavaleiro de Athena mesmo assim tenta atingi-lo!

Nada acontece!



Érebo: - Fracassou cavaleiro! (O deus segura a cabeça de Shion e o cosmo temeroso o envolve) Receba! O cosmo da escuridão!



O corpo de Shion começa a tremer e seus olhos ficam apenas naquela branco!

Kanon desperta!



Kanon: - SHION!



O cavaleiro de Gêmeos ao ver o amigo naquela situação!

Parte para cima queimando seu cosmo!

Ele aplica uma voadora!

Mas o deus é esperto e anula a técnica contra Shion!

E segura a perna de Kanon e o arremessa contra a parede!

Kanon grita de dor devido o forte impacto!

Os cavaleiros de ouro estão caídos ao chão!



Érebo: - Desistam cavaleiros! Vocês não são páreos para mim!

Shion chacoalha a cabeça e olha para ele: - Jamais desistimos de uma luta! (Levanta-se) Em nome da Deusa Athena e da paz a humanidade! (Queima seu cosmo e faz um movimento de mão) Sinta agora as estrelas atravessando o seu corpo!



{{{REVOLUÇÃO ESTELAR}}}



Uma incrível rajada de estrelas é lançada contra o deus!

Elas vão atingi-lo!

Érebo impõe sua mão direita!

O ataque do Mestre do Santuário é anulado!



Shion: - O QUE?

Kanon: - O ATAQUE DE SHION FOI PARALIZADO A FRENTE DELE!

Érebo: - Sinta seu próprio poder!



Ele faz um movimento com a mão direita!

A técnica de Shion vai contra ele!

O atinge duramente!

Shion é lançado ao chão e seu corpo é arrastado por uma boa distância!



Kanon: - SHION! (Olha para Érebo) Seu deus miserável! Não pouparei meus esforços contra você!

Érebo: - Você não pode contra mim assim como seu amigo!

Kanon: - Agora será diferente!



Kanon parte para o ataque!

Érebo arma um soco poderoso!

Mas Kanon o surpreende se esquivando!

Atingindo-o com um chute poderoso no rosto!

O deus dá um passo para trás!

Kanon aproveita e manda uma seqüência de socos!

Neste momento Shion levanta-se e vê o amigo mudando a situação do combate!

Kanon aproveita esta deixa e prepara sua técnica!



Kanon: - Sinta agora minha poderosa técnica!



{{{EXPLOSÃO GALÁCTICA}}}



Érebo não esperava: - O que?



O deus é atingido pela técnica de Kanon e depois de ser duramente castigado!

Atinge uma coluna e a destrói com a colisão!

Kanon quer continuar atacando!

Mas é surpreendido quando Érebo levanta-se e impõe sua mão direita!

Com isto ele lança um feixe de luz!

Porém é mais uma vez surpreendido!



Kanon desvia do raio e aplica sua técnica a queima roupa!



{{{EXPLOSÃO GALÁCTICA}}}



Desta vez o deus é duramente castigado pela técnica do cavaleiro de Gêmeos!

O deus atinge uma parede!

Shion levanta-se!



Shion: - Que ótimo Kanon conseguiu virar a luta!

Kanon: - Érebo percebeu que nós não somos os vermes que você se refere?

Érebo levanta-se queimando seu terrível cosmo: - É isto que vocês têm a mostrar-me?

Ambos: - MAS COMO É POSSÍVEL?

Érebo dá uma sarcástica risada: - Sou um DEUS PRIMORDIAL e vocês serão destruídos, pois esta é aminha vontade!

Shion: - Nós estamos determinados a darmos nossas vidas em nome da Deusa Athena! (Eleva seu cosmo)

Érebo: - Como vocês são loucos! Mas não estou aqui para perder mais tempo!



Queimando seu cosmo aquela sinistra névoa surge!

E de maneira rápida já cobre boa parte do salão do mestre!



Shion: - É aquela névoa de novo!

Kanon: - Ele está emanando um cosmo terrível!

Érebo com um olhar demoníaco: - Pela energia soberana das trevas primordiais do universo... Que as almas destes cavaleiros de Athena fiquem aprisionadas no manto da escuridão!

Shion: - Não permitirei que nos ataque com sua técnica!



O cavaleiro de ouro de Áries elevando seu cosmo prepara-se para lançar sua técnica!

Abrindo os braços!



{{{MURALHA DE CRISTAL}}}





Érebo envolvido pelo seu negro cosmo: - Truque barato este não adiantará de nada perante meu cosmo!



Ergue os braços e um portal surge à frente de Érebo fazendo uma imensa ventania para dentro do mesmo!

Os cavaleiros de ouro começam a ser puxados!



Kanon: - Arg! Este ventania está nos puxando!

Shion: - Não compreendo de nada a muralha está adiantando!



A pressão é tamanha eles foram lançados contra a MURALHA DE CRISTAL destruindo-a.

Vão à direção na técnica de Érebo!



Shion: - Kanon! Ele não nos vencerá! Prepare-se!



O mestre do Santuário usa sua telesinese e se tele transporta com Kanon para trás de Érebo!



Kanon: - Agora é a minha vez!

Érebo anula a sua técnica e vira-se: - Mas como vocês conseguiram?



Kanon cruza os braços e os abre!



{{{OUTRA DIMENSÃO}}}



Érebo: - O QUE?



O deus primordial é sugado pela técnica de Kanon!



Érebo: - Seus idiotas! Não vai me vencer assim! Vocês virão comigo!



Com a mão direita!



{{{MERGULHO PARA AS TREVAS*}}}

* Técnica utilizada para mandar o oponente ainda com vida a ser prisioneiro eterno pelas trevas!



Kanon e Shion são sugados para dentro da abertura e com isto as duas técnicas foram aplicadas!

Todos gritam e vários feixes de luz passam por eles!

Isto ocorre por um bom tempo!

Até que tudo escurece!

...

...

...

...

Aparecem os cavaleiros Shion e Kanon caídos no chão!

Kanon abre os olhos, assim como o amigo!



Kanon começa a levantar-se: - Você está bem Shion!

Shion: - Sim, mas o que aconteceu! (Olha espantado) Veja! Nós estamos na ARENA DO SANTUÁRIO*!

*Local em que Seiya obteve sua armadura de bronze de Pégasus!



Eles olham de um lado para outro!

Shion: - Onde está Érebo!

Érebo: - Estou aqui!



Estava no setor em que na época Shina e os soldados do Santuário observaram Seiya derrotar Cassios!



Kanon: - Vai ficar ai ou vai lutar?



Érebo: - Fizemos uma longa viagem! Sua técnica colidiu com a minha e nos mandou para cá! Mas isto não importa, pois aqui será o lugar que suas almas abandonarão seus corpos!



De repente a arena é levada para outro lugar instantaneamente!

A escuridão sombria está ao redor da arena!



Shion: - Mas o que é isto?

Érebo: - Meu poder é superior e estamos na entrada para as trevas. Assim suas almas não terão mais o trabalho de vir a escuridão! Pois os trouxe vivos...

Kanon: - Isto é um absurdo!

Érebo: - Absurdo é aquilo ali!



Apontando vemos uma triste imagem!

Em um canto da arena estavam desacordados: Marin, Shina, os cavaleiros de Bronze e os cavaleiros de Aço!

Um cosmo negro os envolvia!



Shion: - Seu covarde o que fez a eles?

Érebo: - Suas almas estão prestes a serem minhas isto é questão de tempo! Pois só me derrotando que vocês os salvarão!

Kanon: - Como foi capaz!

Érebo: - Eu? Eles me atacaram quando cheguei a este santuário! E eu os venci!



Os cavaleiros queimam seus cosmos!

Kanon e Shion estão furiosos!





Continua na 2ª parte!



Postar um comentário