sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Mitologia - Moros deus do destino dos homens.


Moros era o deus das sortes e dos destinos, filho de Nix e do Caos. É conhecido como Destino. Representado como uma entidade cega, O Destino seria filho do Caos e de Nix, a Noite. Sem ver a quem reservava no futuro, seu caráter era o da inevitabilidade. Todos, deuses e mortais, e tudo, estava a ele subordinado.

Imaginavam-no como tendo aos pés a Terra e nas mãos as estrelas e um cetro, a demonstrar sua superioridade. Noutras alegorias, era uma roda, presa por uma corrente, sob uma rocha e com duas cornucópias - ilustrando sua inflexibilidade e sorte.

Representando a própria fatalidade, o Destino ditava os acontecimentos, e até mesmo Zeus não o poderia evitar. Suas leis encontravam-se escritas num livro, cujo acesso era possível, e mesmo assim de forma obscura, pelos oráculos.

Seu nome de verdade era Moros e o consideravem marido de Ananke e pai das Moiras (Parcas em Roma). Para representá-lo, os gregos tinham as Moiras, a quem consultavam os deuses - sem sucesso, posto que o Destino é imutável...

Postar um comentário