quinta-feira, 13 de novembro de 2008

CAPÍTULO 22 – O RETORNO DE HERA

MAIS A FRENTE

Hyoga, Shiryu e Ikki estavam diante de mais um templo.


Templo de Hera na atualidade

Shiryu: - Este é o maior templo até o momento!
Hyoga: - Quem guarda deve possuir um grande poder!
Ikki: - Vamos! Temos de jogar o lixo fora!

Eles sobem as escalas!
E entram!
Caminhando pelo interior do templo eles percebem que seu interior possui uma beleza incrível!
As colunas no interior possuem alguns detalhes em ouro e muitas flores decoravam o local além de um tapete imenso e vermelho com detalhes em amarelo.

Hyoga
: - Estranho não sinto a presença de ninguém!
Ikki: - Exatamente o lugar está completamente morto... Mas temos de tomar cuidado!
Shiryu: - Depois que eu perdi a visão... Desenvolvi mais a audição para perceber determinados movimentos do inimigo... Mas tenho de concordar com vocês!
Ikki: - Então que não percamos tempo! Vamos em frente!
Os demais: - Sim!

Eles começam a correr para a saída!
Mas o inesperado acontece!
Os cavaleiros se chocam com uma espécie de energia que os atingem em várias partes de seus corpos!
São lançados ao alto!
E em seguida colidem com o chão!

Shiryu: - Mas o que foi isto?
Ikki: - Arg! Pegaram-nos de surpresa?

Hyoga: - Não foi possível identificar de onde foi... Quem está ai?

Uma longa gargalhada feminina se é ouvida!

Ikki levanta-se: - Apareça sua covarde!
Shiryu e Hyoga também!
Eles queimam seus cosmos!


Shiryu: - Vamos apareça e lute!
Hyoga: - ...
Uma voz feminina: - Bem vindos cavaleiros de Athena ao meu templo! Libertei-me para acabar com vocês e com o maldito que me aprisionou!
Hyoga: - Quem é você? Apareça!
Uma poderosa luz surge à frente deles!

Shiryu: - Que luz forte e que cosmo energia terrível!
Ikki: - É perceptivo o ódio neste cosmo!
Hyoga: - Não importa quem seja acabaremos com ela!

Da luz um raio é disparado e atinge Hyoga!
Ele grita e se choca contra a parede!
O raio continua a atingi-lo e a torturá-lo!

Shiryu percebe e tenta ajudar o amigo: - HYOGA! (Coloca seu escudo a frente do raio)

O cavaleiro de Cisne cai no chão!
Shiryu se protege com escudo!
Mas é arrastado para trás!

Shiryu: - Que poder incrível!
Ikki parte para o combate: - Preciso ajudar!
Mais um raio é disparado!
Ikki é atingido e choca-se com uma coluna!
O cavaleiro de dragão elevando seu cosmo mais tem dificuldades de conter o ataque!

A mulher: - Não me desafie!

A pressão do raio é mais forte e com isto Shiryu é lançado contra a parede!

A mulher: - Cavaleiros patéticos! Acabarei com vocês!

Neste momento surge à frente dos cavaleiros ela!

Shiryu: - Quem é você?

A mulher: - Sou Hera a irmã e esposa de Zeus!

Shiryu: - Hera? Mas você não tinha sido vencida e sua alma trancada por Hércules?

Hera: - Consegui me libertar cavaleiro de Athena! Sou uma deusa e estou com sede de vingança! Porém Athena se rebelou contra o Olimpo e merece ser derrotada!

Ikki: - Mas se você possui idéias que contrariam as de Zeus. Por que está do lado dele agora?

Hera: - Não estou ao lado de Zeus!

Hyoga: - Então o que pretende?

Hera: - Acabar com vocês e em seguida com Athena! E com isto... Possuirei o cosmo de Athena! (Dá uma gargalhada)

Ikki: - Isto! Nós jamais permitiremos!

O cavaleiro divino de ouro de Fênix queima seu cosmo!

Seu punho direito brilha!


Ikki arma seu ataque: - Mesmo que seja uma deusa poderosa não vai superar a coragem daqueles que servem à deusa Athena!


{{{GOLPE FANTASMA DE FÊNIX*}}}

* - (Phoenix Houou Genma Ken): Com seu punho o cavaleiro desfere uma poderosa Ilusão no cérebro do oponente, vendo esta terrível ilusão o oponente não suporta, seu sistema nervoso central é abalado e ele perde o domínio de seus movimentos. Sua autoconfiança se desfaz em migalhas.

O feixe de luz que sai do punho direito do cavaleiro de fênix e atinge o cérebro de Hera!

A deusa fica imóvel!

Só escutamos o batimento de seu coração!


Ikki com os olhos fechados: - Sigam em frente!

Hyoga: - Será que seu golpe a derrotará?

Ikki: - Assim que recebemos estas armaduras nossos ataques ficaram mais poderosos...

Shiryu: - Ok! Então partiremos para o próximo TEMPLO... Vamos Cisne!

Hyoga: - Sim!


Eles começam a correr!

A imagem se aproxima da mente de Hera!

De repente tudo fica embaçado!

E agora vemos muitas árvores!

Passando por elas vemos Hera com uma vestimenta grega branca e um pouco transparente.

Estava sentada próxima a um riacho.

Sua perna direita estava na água e segurava na mão direita uma bela flor.

A deusa parecia estar serena.

De repente uma forte luz!

Um som ensurdecedor com um forte trovão!

Ela se levanta assustada e o deslocamento do ar faz com que seus cabelos se moverem!

Com isto surge desta luz...

Hércules com uma expressão de total fúria!


Hera: - Hércules!

Hércules: - Maldita! Você se libertou!


Hera eleva seu cosmo e sua roupa é queimada!

Ela fica nua e em seguida sua vestimenta divina cobre seu corpo.


Hera: - Terminarei o que comecei desde os tempos mitológicos!

Hércules: - Não vim aqui para discutir com você! Olha o que está atrás de você.


A deusa olha e vê o riacho.

Nisto Hércules queima seu cosmo e com a mão direita aplica um raio de energia na água.

E com isto ela fica toda energizada!


Hera: - NÃO!

Hércules: - Agora destruirei você completamente!


Com ambas as mãos Hércules aplica um raio em Hera!

Ela cai no riacho energizado!

Ela grita!

A cena é aterrorizante!

O rosto de Hera vai se deformando!

Hércules sorri sarcasticamente!


RETORNANDO AO COMBATE!


Hera coloca a mão na cabeça e grita bastante!

Nisto os cavaleiros de Cisne e Dragão se aproximam da saída!


Hera para de gritar e abre os olhos: - O que? Isto foi uma ilusão? Você me enganou maldito!


Furiosa ela explode seu cosmo e uma terrível pressão lança Ikki contra uma parede!

O mesmo acontece com Hyoga e Shiryu!

Só que no caso deles cada um atinge uma coluna e em seguida o chão!


Hera: - Como fui cair na ilusão do Fênix!

Ikki se levanta: - Como ela foi se recuperar de meu golpe fantasma? Imaginei que a faria sofrer as conseqüências!

Hera: - Pensou errado cavaleiro! Vá para o inferno!


Ela ergue seu básculo!

Ele brilha!

Uma forte luz é formada e uma grande energia dourada vai para cima de Ikki!


Ikki: - O QUE?


O cavaleiro de Athena é atingido e duramente castigado!


Hyoga se levanta: - IKKI! Preciso fazer algo para impedir!

Shiryu: - Ela não sofreu dano algum com a técnica de Ikki!


O cavaleiro de Cisne corre para ajudar o amigo!


Hyoga se aproxima: - Não continuará a fazer isto sua deusa diabólica!

{{{PÓ DE DIAMANTE*}}}

* - Técnica básica de congelamento criada por Camus de Aquário, ela é à base dos golpes de Hyoga. Uma rajada de cristais de gelo ataca o inimigo de frente, congelando-o e/ou paralisando-o. O golpe geralmente é disparado com um soco por Hyoga, mas no anime ele também foi utilizado com as duas mãos juntas e fechadas. Com a evolução do cosmo de Hyoga, o golpe de contenção foi suficiente para derrotar vários inimigos. É geralmente a técnica que Hyoga primeiro usa, para testar a resistência do adversário. O golpe pode sofrer variações, como a usada para refletir o golpe psíquico de Ikki de Fênix. No anime, Hyoga evoca as principais estrelas da constelação de cisne e o próprio cisne simulando uma espécie de "balé", antes de aplicar o golpe. Isso é uma clara referência à cultura russa. (já que a mãe de Hyoga era russa) Onde o balé e a música clássica são referências mundiais do seu país. O nome "Diamond Dust" (Pó de Diamante) foi tirado de um fenômeno meteorológico que ocorre geralmente em regiões polares. Com o céu limpo, uma inversão de temperatura acontecesse próxima ao solo. Nuvens muito baixas têm suas gotas de chuva congeladas em formas de cristais. Visto contra a luz, possibilitada pelo céu limpo, o cristal de gelo em forma hexagonal reflete a luz como um prisma.


O báculo de Hera é atingido pelo ar frio de Hyoga!


Hera indignada: - O que? Como se atreve seu verme?


O ataque da deusa é anulado!

Ikki fica de joelhos e depois cai de bruços!


Hyoga: - Somos cavaleiros de Athena! Não cederemos as suas ambições!

Hera: - Sofrerá pelo que fez!


Ela eleva seu cosmo e o gelo sobre seu báculo começa a rachar!


Hyoga impressionado: - Essa não!

Shiryu queima seu cosmo: - Não se desanime amigo! Vamos lutar!


O dragão surge atrás de Shiryu!


Shiryu: - A maldade não permanecerá em nosso caminho!


Com seu punho direito banhado de cosmo!

{{{DRAGÃO NASCENTE}}}


Hera: - Não seja ridículo!


A deusa impõe sua mãe esquerda!

O golpe do cavaleiro de dragão é contido pela deusa que se defende!


Shiryu: - Não posso acreditar!

Hera: - Seus vermes idiotas!


A mão esquerda de Hera brilha!

É uma cosmo energia amarela!

Da mão esquerda ela aplica uma seqüência de raios!


Shiryu: - Não! Hyoga fique próximo de mim!


O cavaleiro de Cisne rapidamente fica junto do amigo!

Shiryu elevando seu cosmo faz seu escudo criar uma poderosa defesa!

A técnica de Hera os atinge!


Shiryu: - Arg! Como ela é poderosa! (Começa a transpirar)

Hera: - Seus cavaleiros loucos! Sou uma deusa e vocês não podem comigo!


Ela aumenta seu cosmo!


Hyoga: - Shiryu ela é muito poderosa!

Shiryu: - Meu cosmo está ao máximo... Eu... Eu não vou suportar!


A defesa do dragão é quebrada!

Eles são atingidos em diversas partes de seus corpos numa seqüência rápida e fulminante!

Eles são lançados com muita força contra uma parede!

Caem no chão e ficam de bruços e desacordados!

Uma luz surge nas costas de Hera!

Ela vira-se rapidamente!

Era Ikki queimando seu cosmo!


Hera: - Como consegue estar de pé depois de receber meu golpe?

Ikki: - Sou um cavaleiro de Athena... E um cavaleiro de Athena levantará quantas vezes for necessário até derrotar o inimigo da paz! (Arma seu ataque) Hera você não tem noção de quem é seu oponente!

Hera em tom sarcástico: - E quem é este?


Ela dá um salto!

Ikki é surpreendido!

A deusa cai atrás dele!

O cavaleiro de Fênix vira-se!

A deusa com olhar maligno encosta seu báculo no cavaleiro de Athena!

O corpo de Ikki recebe uma tremenda energia!

O cavaleiro grita de dor!


Hera: - Sofrerá até a morte seu insolente! Como se atreve a falar assim com uma divindade?

Hyoga desperta: - Ikki!

Shiryu tentando se levantar: - Precisamos ajudá-lo!


DISTANTE DALI


Seiya e Shun correm rumo ao TEMPLO DE HERA!

O cavaleiro de Andrômeda sente algo e para!


Seiya: - O que foi Shun?

Shun: - Por instantes senti o cosmo de meu irmão... (Desespera-se) ELE ESTÁ SOFRENDO! MEU IRMÃO IKKI PRECISA DE NÓS! VAMOS!

Shun corre na frente!


Seiya: - Espere Shun mantenha a calma!

Shun: - Como vou me acalmar Seiya! Meu irmão precisa de mim!

Seiya: - Sabedoria Shun! Aqui todos nós estamos lutando! Lembre-se do que você enfrentou na luta anterior!

Shun: - Eu sei! Mas não estaria desta maneira se não fosse coisa séria... Vamos!

Eles seguem em frente!



RETORNANDO A LUTA


Hera continua a castigar o cavaleiro Fênix.

Mas Ikki parece resistir e segura o báculo!


Hera: - O que pretende?

Shiryu: - O que ele está fazendo?

Hyoga: - Como consegue resistir?

Ikki em pensamento: - Não vou me dar por vencido... Arg!

Hera: - Vou destruí-lo!


A deusa ergue sua mão esquerda!

Ikki é lançado ao alto!


Os amigos: - IKKI!


Fênix grita!

Colide com o teto!

Em seguida cai!

E atinge o chão danificando-o!


Hera da uma sarcástica risada: - Presenciaram o que acontece com quem se opõe a mim! Não adianta tentarem resistir! Vocês vermes não merecem continuar a existir... Por isto toda humanidade será completamente extinta!


Hyoga levanta-se queimando seu cosmo: - Como você uma deusa que deveria fazer o bem! Pode querer isto? (Aponta) Você já foi longe demais!


{{{CÍRCULO DE GELO*}}}

* - Técnica de imobilização do adversário serve apenas para impedir seus movimentos temporariamente, para que Hyoga ataque ou ganhe tempo na luta. A técnica foi capaz de imobilizar o Cavaleiro de Ouro Miro de Escorpião no início de sua luta nas 12 casas. Após a saga do santuário, o golpe foi pouco utilizado.


Do dedo indicador da mão direita do cavaleiro de Cisne sai um raio brilhoso.

A deusa é atingida.

Um ar congelante começa a rodear o corpo de Hera.


Hera surpresa e imóvel: - Mas o que é isto?

Hyoga: - Por uns instantes não conseguirá se mover... Eu Hyoga o Cavaleiro Divino de Ouro de Cisne serei seu oponente!

Shiryu: - Não Hyoga! Nós ficaremos!

Ikki: - Isto mesmo!

Hyoga olha para eles: - Não se preocupem... Ela é apenas mais um inimiga a ser vencida... Vão em frente, pois o verdadeiro inimigo é Zeus! NÃO PERCAM TEMPO! SIGAM EM FRENTE!

Hera: - Hum! Humanos... Sempre se sacrificando pelo bem de outros!

Hyoga: - Realmente! É o que faz nós humanos sermos em certos momentos mais fortes que os deuses!

Hera: - Hum! Não diga tal bobagem!


Ikki e Shiryu estão de pé!


Ikki: - Hyoga! Nós estaremos mais a frente!

Shiryu: - Chegaremos juntos ao templo de Zeus. Hyoga! Nós acreditamos em você!


Eles correm rumo à saída!


Hera ainda permanece na técnica de Cisne: - Como você é tolo! Vai ficar para morrer para beneficiar seus amigos... Como é capaz disto?

Hyoga: - Nós somos amigos desde criança. Não temos família e desde cedo precisamos lutar para podermos viver... E hoje lutamos por algo que acreditamos... Que é lutar pela paz que a humanidade merece... Não entendo porque vocês deuses são tão malvados!

Hera: - Quem é você para nos classificar como maus? Somos deuses e temos o poder de julgar e decidir o futuro de tudo o que existe!

Hyoga: - Isto não é verdade! Vocês deuses é que estão cometendo um grande erro!

Hera fica furiosa e quebra a técnica de Hyoga: - JAMAIS ERRAMOS EM NOSSAS DECISÕES! SERÁ DESTRUÍDO POR TAL BLASFÊMIA SEU MALDITO!


Ela parte para o ataque e deixa encravado seu báculo no chão!

A deusa inicia uma seqüência de golpes banhada de toda cosmo energia!

Cisne tenta se defender se esquivando!

Mas Hera é rápida e quando ele se esquivava à esquerda!

Ela surge rapidamente!

E atinge seu abdômen.

Uma grande massa de energia cobres seu corpo!

Hyoga sente!

Como isto ela começa a atingi-lo no rosto!

É uma seqüência devastadora!

Ela finaliza com um ataque com ambas as mãos!

Lançado um raio que ao atingir Hyoga o arremessa contra uma coluna!

O cavaleiro atinge o meio da mesma!

Deslizando atinge o chão de cabeça!


Hera vem caminhando: - Cavaleiro na posição em que se encontra eu arrancarei sua cabeça e a entregarei a Athena quando for destruí-la!


Seu punho direito brilha!

Ela vai atacá-lo com um raio!

Hyoga rola se esquivando!

O ataque atinge ao chão!


Hera: - Mas como?

Hyoga: - Não será fácil derrotar o Cavaleiro de Cisne!


Próximo à deusa ele aplica!


{{{PÓ DE DIAMANTE}}}


Atinge a deusa no abdômen!

Ela é lançada para trás!

Mas é sagaz e dá uma pirueta no ar e cai de pé!

Hera com parte de seu corpo congelado!


Hera: - Como foi capaz de fazer isto com uma deusa?

Hyoga: - Não hesitarei em derrotá-la! Prepare-se para receber uma das técnicas mais importantes de Hyoga!

Hera: - O que?


O cavaleiro de Cisne começa a fazer uma coreografia!

Queimando seu cosmo ele lança duas rajadas de gelo para o alto!

Unindo as mãos ele concentra seu cosmo!


{{{TROVÃO AURORA... ATAQUE!*}}}

* - Aurora Thunder Attack / Kholodnyi Smerch - Técnica exclusiva de Hyoga, a mais forte desenvolvida por ele. O Trovão Aurora é um ataque de grande impacto, na qual o adversário é atingido por uma veloz onda de inúmeros cristais de gelo concentrados, cujo impacto é capaz de mandar o adversário pelos ares. Geralmente Hyoga cria uma chuva de cristais de gelo para esfriar o ambiente antes do golpe, com o objetivo de torná-lo ainda mais efetivo. A técnica é uma variação do golpe "Kholodnyi Smerch", que existe apenas no manga, onde ao invés de cristais de gelo mandar o adversário pelos ares, é um forte gancho gelado de Hyoga que o faz (este golpe pode ser visto no anime na luta contra o Cisne Negro e Milo de Escorpião).

A deusa é atingida!

Sendo lançada para trás ela se recupera novamente e cai de pé!


Hyoga: - Mas isto é impossível! Como ela consegue resistir?

Hera: - Seu tolo! Não há como me destruir! Sou superior a você! Sou uma deusa!

Hyoga: - Tem certeza?

Hera: - O que?


A deusa olha para seu corpo e está com várias partes congeladas.


Hera surpreende-se: - Mas como isto foi acontecer? Você é apenas um humano!

Hyoga: - Hera! Eu não permitirei que continue a existir... Nós humanos temos amor uns pelos outros e sim nos sacrificamos pelo bem de outros... Como nós cavaleiros de Athena que estamos lutando pelo bem de muitos inocentes!

Hera: - Palavras... Apenas palavras! Uma deusa como eu não tenho o porquê de lhe escutar! (Queima seu cosmo e o gelo se desfaz)

Hyoga: - Ela está se recuperando!

Hera: - Acabarei com você! E já que ficou aqui... MORRERÁ!

Hyoga: - Quanto ódio... Como você pode ser conhecida como uma deusa?

Hera: - O que está querendo dizer com tais palavras?

Hyoga lembra-se de sua mãe: - Quando era pequeno... Minha mãe acreditava no DEUS dos Cristãos... Ela me dizia que ele pregava o amor... O respeito ao próximo... O sim as coisas boas e o não as más! Mas hoje me deparo com deuses que servem ao mal e nada mais!

Hera: - Sua mãe? Ela era uma tola por acreditar nisto! Nós somos os verdadeiros deuses e com isto é somente a nós que devem adorar e respeitar!

Hyoga: - O QUE?

Hera: - Eu mesma destruirei a você e aos seus amigos... E em seguida arrancarei a cabeça de Athena... Zeus e os demais deuses terão de se esquivar a mim!

Hyoga: - Enquanto eu e meus amigos existirem... Você jamais tocará em Athena!


O cavaleiro de Athena queima seu cosmo!

Mas a deusa responde fazendo o mesmo!

Hyoga ergue suas mãos unidas!

Seu cosmo se propaga por toda extensão do TEMPLO!

Com isto congela a tudo!


Hera não parece se preocupar: - Hum! Acredita que baixando a temperatura me derrotará! Sou uma deusa e você um verme!

Hyoga: - Engolirá suas palavras a respeito de fé que minha mãe possuía!


PRÓXIMO DALI


Seiya e Shun já conseguem ver de longe o TEMPLO DE HERA!


Shun: - Seiya! O próximo TEMPLO está lá!

Seiya: - Vamos em frente Shun!

Shun: - Não sinto mais o cosmo de Ikki...


De repente começa a nevar!


Seiya: - Está nevando aqui? (Olha para o amigo)

Eles: - HYOGA!


Começam a correr*

* - Daquela maneira estranho com as mãos para trás!


Shun: - É o cosmo de Hyoga!

Seiya: - Sim! Deve estar lutando contra mais um dos deuses olímpicos!


RETORNANDO AO COMBATE!


A imagem da mulher com o jarro surge atrás do cavaleiro de Cisne!

Hera: - Mesmo elevando todo seu cosmo não será páreo para mim! Desista!

Hyoga: - Isto jamais eu farei! (Em voz baixa) Mestre Cristal... Mestre Camus... Athena! Todos vocês estejam comigo nesta hora! (As imagens dos mesmos aparecem)


NO SANTUÁRIO CASA DE AQUÁRIO


Camus olha para cima.


Camus: - Hyoga! Posso sentir daqui o despertar de seu cosmo chegando ao nível máximo... Coragem!

TEMPLO DE ATHENA


Athena em seu trono: - Hyoga! (Assusta-se) Não! Não pode ser! Ele está no TEMPLO de HERA! (Levanta-se! Porém cai em seguida!) Estou fraca! (Fecha os olhos e lágrimas escorrem) Não posso ajudá-lo Cisne... Seja forte!


RETORNANDO AO COMBATE


Mesmo sem a ajuda de Athena o cosmo de Hyoga é incrível!

Mas algo inesperado acontece!


Hera: - O que? Mas que cosmo é este?


O cosmo de Hyoga começa a aumentar ainda mais!


Hyoga: - O que? Conheço este cosmo que me envolve... (Os olhos de Hyoga brilham ainda mais!)


A imagem do rosto de Cavaleiro de Cristal surge à frente de Hyoga!


Hyoga: - Mestre Crista!

Cristal: - Hyoga como você está forte... Sinto-me orgulhoso de vê-lo servir a Deusa Athena ao lado de seus amigos com tamanha coragem!

Hyoga: - Mestre!

Cristal: - Seja forte Hyoga... Você é um cavaleiro que nasceu para servir a Athena e a toda humanidade!

Hera: - Vou destruí-lo! Mesmo com este cosmo que o envolve não irá me superar! Sou uma deusa e o esmagarei!

Hyoga: - NÃO SEREI VENCIDO POR VOCÊ HERA! RECEBA A TÉCNICA MAIS PODEROSA DO CISNE!

{{{EXECUÇÃO AURORA*}}}

* - Aurora Execution - Técnica máxima dos cavaleiros de gelo, foi desenvolvida por Camus de Aquário e é capaz de atingir o limite máximo do congelamento, o zero absoluto. Na luta das 12 casas, Hyoga aprendeu a técnica utilizando-a contra seu próprio mestre, depois de tê-la visto duas vezes, quando foi atingido por ela. A partir daí, passou a ser a mais poderosa técnica de Hyoga, utilizada apenas em última instância.

O poderoso golpe do cavaleiro de Cisne vai atingir a deusa!

Mas ela não se entrega e abrindo a mão direita!

O báculo que estava encravado no chão vai até ela!

A deusa ergue o báculo e o mesmo brilha!

Formando uma espécie de proteção para a deusa!

A técnica de Hyoga colide!


UMA EXPLOSÃO COSMICA É FORMADA!

A PRESSÃO LANÇA O CAVALEIRO DE ATHENA LONGE!

HYOGA GRITA!

E SE CHOCA CONTRA UMA COLUNA E CAI EM SEGUIDA NO CHÃO!

Muita poeira estava no local e tudo estava congelado!

Hyoga com dificuldades se move!

Aos poucos levanta a cabeça!


Hyoga parece estar tonto: - O que houve aqui? Arg! (Sente dor) Como isto foi acontecer? Acredito... Acredito que eu a tenha derrotado!


Da poeira podemos perceber um cosmo sendo queimado.


Hyoga surpreende-se: - O que? Isto é impossível!


Lá estava!

A poeira se dispersa mais!

A deusa Hera estava de pé!

E não sofreu nada com a poderosa técnica do cavaleiro de Cisne!


Hyoga tenta se levantar: - O que farei? Por Athena eu tenho de tentar derrotá-la! Ela... Ela não pode continuar a existir! Arg! (Levantando acaba caindo)

Hera: - Que deprimente! Não suportou a pressão da própria técnica quando colidiu com meu cosmo.

Hyoga de joelhos: - Seu cosmo?

Hera: - Sim! Através de meu cosmo criei um escudo de proteção! (Caminha para cima do cavaleiro de Athena) Você não está mais em condições de lutar Hyoga... Para que se esforçar? Aceite a morte!

Hyoga: - Jamais! Sou um cavaleiro que jurou lealdade a deusa Athena... Ela confiou em mim e em meus amigos nesta guerra contra vocês!

Hera chega próximo de Cisne: - Hum! Não o farei sofrer! (Arma o báculo) Meu poderoso báculo atravessará seu corpo e com isto não sentirá dor alguma e chegará ao inferno instantaneamente!

Hyoga: - Não! Não aceito isto! Eu vou lutar!

Hera: - Acabou!


Ela vai atacá-lo!

* Trilha sonora para o momento do combate -

http://br.youtube.com/watch?v=ImJyEwvOkCY - Pegasus Ryu Sei Ken

De repente surge a corrente de Andrômeda e se enrosca no báculo!

Hera surpresa: - O que?

Shun: - Não permitirei que mate o Hyoga!

Seiya: - Isto mesmo! Ele é nosso amigo!

Hera: - Hum! Mais vermes chegaram para serem destruídos!

Seiya: - Cale a boca! Nós temos uma missão e iremos cumprir.

Hera: - Não sejam ridículos!


A deusa faz um movimento brusco com seu báculo!

E com isto o cavaleiro de Andrômeda é puxado!


Shun: - SEIYA!

Seiya e Hyoga: - SHUN!


O cavaleiro de Athena bate com as costas no teto do templo é arrastado!

A deusa o arremessa com violência e atinge uma coluna!

Em seguida o cavaleiro choca-se com o chão!

Seiya: - Não a perdôo!


{{{METEORO DE PEGASO}}}

A deusa impõe seu báculo!

E a sua proteção é formada!

Contendo a técnica do cavaleiro de Pegaso!


Seiya surpreende-se: - O que? Ela deteve a minha técnica! (Queima seu cosmo) Vou tentar de novo!


{{{METEORO DE PEGASO}}}

A deusa se defende e vem para cima do cavaleiro de Athena!


Seiya: - Não funcionou novamente! Mas o quem é você?

Hera: - Hum! Saiba antes de morrer... Sou Hera!

* Música - http://br.youtube.com/watch?v=KohAVRmEETo - Escutem até o final enquanto acompanham a a história!


Seiya: - O que?

Ela aplica um poderoso soco no abdômen de Seiya!

O cavaleiro sente bastante!

Acaba cuspindo muito sangue na vestimenta de Hera!

Seiya colide com o solo e seu corpo é arrastado até a parede!


Hera limpando-se: - Que porcaria! O Sangue deste humano me sujou!

Hyoga tentando se levantar, mas está muito fraco: - Não é possível... Meus amigos chegaram e mesmo assim ela resiste!

Hera: - Pelo visto não irá para o inferno sozinho!

Shun: - Você ainda não me venceu!

Hera: - O que?

Shun: - Você havia sido derrotada pelo Hércules e agora está de volta o que pretende nos impedindo de chegarmos a Zeus... Já que é contra as idéias dele?

Hera: - Meu desejo é me tornar a senhora do Olimpo! E com o cosmo de Athena poderei destruir o Caos!

Shun: - Jamais você derrotará Athena!

Seiya: - Nós cavaleiros daremos nossas vidas para impedir isto!

Hera: - Hum! É mesmo!


A deusa ergue e abre os braços!


{{{VENTOS MORTAIS}}}


Os cavaleiros gritam ao serem atingidos pelas fortes rajadas de ventos!

Eles colidem contra a parede!

São duramente castigados!


Hera: - Agora será o fim de vocês! Não conseguiram sair daí! Agora vão morrer e Athena não será nada diante de mim! (Dá uma sarcástica risada)

Seiya: - Arg! Como... Como sairemos daqui?

Hyoga: - Ela é muito poderosa... Não consigo elevar meu cosmo!

Shun: - Nem... Arg! Nem as minhas correntes não conseguem atravessar o ataque dela... Pois não consigo me mover!


A deusa começa a fazer um movimento com seu báculo!

Ela começa a girá-lo!

A mesma é capaz disto, pois a corrente de ar se manifesta através dela.


Hera: - Este é o ultimo momento de vocês! Uma coisa eu tenho de admirá-los! Vocês chegaram até aqui! Jamais um humano conseguiu tal proeza!

Shun: - Não podemos morrer aqui!

Seiya: - Athena precisa de nós... Não vamos nos dar por vencidos!

Hyoga: - Está difícil! Mas temos de tentar uma solução!


De repente se é ouvido o som de uma Lira!

Hera continua o ataque, mas por uns instantes para!

Os cavaleiros Athenienses caem no chão!



Hera: - De onde está vindo esta música? (Fica furiosa) Quem ousa atrapalhar a minha luta?


De trás de uma coluna surge ele... Orfeu de Lira!

E continua a tocar e está com os olhos fechados!


*- Imagens Orfeu de Lira - http://br.youtube.com/watch?v=m2fx6aSobJo


Hera: - Hum! Quem é você?

Orfeu: - Sou Orfeu de Lira! Ressurgi de meu sono eterno por ordens da deusa Athena para me unir aos cavaleiros para que a paz possa retornar a humanidade!


Ele se lembra do momento em que seu corpo estava em uma espécie de caixão de pedra!

Um cosmo dourado surge e nele a voz de Athena.


Cosmo de Athena: - Cavaleiro de Prata Orfeu de Lira! Ordeno que desperte de seu sono Eterno... Eu Athena deusa da Justiça! Preciso de vocês nesta guerra contra as ambições malígnas dos deuses!


Neste momento a tampa de pedra do caixão de abre!

O cavaleiro abre os olhos!

Está com sua armadura!


O cosmo de Athena: - Cavaleiro acompanhe Seiya e os outros! Os ajude a chegarem ao TEMPLO de ZEUS!


*Pauta do escritor: - Isto ocorreu momento antes de Athena lutar contra Éter.


Hera: - Mas o que? Hum! Não ficará na minha frente por muito tempo o destruirei primeiro!


Seiya desperta!

Observa e parece não crer!


Seiya: - Mas isto é impossível! (...) Orfeu!

Shun e Hyoga: - ORFEU!

Orfeu abre os olhos: - Não sou o mesmo cavaleiro de antes. Eu ressurgi em Giudecca mesmo local de minha morte! Seiya estava lutando contra Perséfone. Quando percebi que ele já estava com o controle da luta passei a acompanhá-lo até o momento que fosse correto aparecer.

Hera: - Athena não desiste mesmo de ajudar seus cavaleiros...

Orfeu: - O amor de Athena pelos seus cavaleiros e pela humanidade é mais poderoso que qualquer deus!

Hera: - Será extinto devido a tais palavras absurdas!


A cavaleiro de Prata começa a tocar sua Lira!

Hera: - Não me venha com esta melodia barata!

Orfeu não se intimida: - Deusa diabólica não vim apenas para lutar e sim para derrotá-la!

Hera: - O que? Como ousa!


{{{ACORDE NOTURNO*}}}

* - Golpe que emana uma poderosa rajada de cosmos em forma de som, que destroem tanto a armadura do inimigo, como o adversário física e psicologicamente, é um ataque avassalador que Orfeu usou para matar Faraó de Esfinge.


Quando o cavaleiro de Prata toca um acorde de sua Lira!

A deusa é surpreendida!

Sendo atingida de maneira incrível em várias partes de seu corpo!

Ela grita!

E cai no chão!


Hyoga: - Incrível ela a golpeou!

Seiya: - Orfeu está mais poderoso!

Shun: - Athena o enviou para nos ajudar! Obrigado Athena!

Orfeu olha para os demais: - Apresem-se! Vim aqui para que ganhem tempo! Athena me ordenou a ajudar vocês! VAMOS SIGAM EM FRENTE!

Seiya: - Mas Orfeu ela...

Orfeu: - Não insista Seiya!


Neste momento de discussão!

Hera segura seu Báculo!

E atinge com ele banhado em cosmo as costas de Orfeu que grita ao ser atacado!


Shun: - ORFEU!

Hyoga: - Sua covarde! PARE!

Hera: - Jamais permitirei que um humano me humilhe desta maneira!

Orfeu sofrendo com o ataque: - Arg! Cavaleiros! Não se preocupem sigam em frente!

Seiya: - Não podemos seguir e deixá-lo assim! Preciso reagir!

O cavaleiro de pegaso dá um salto abrindo as asas!

Seiya: - Não permitirei que continue a machucar ninguém!


{{{COMETA DE PEGASO*}}}

* - Concentrando a força de 100 meteoros em seu punho, o cavaleiro se lança contra o inimigo em fração de segundos uma enorme e pulsante bola de energia que se assemelha a um cometa, detonando o corpo do adversário.


Hera é surpreendida: - O QUE?


A deusa anula a técnica contra Orfeu e tenta se defender do ataque de Seiya!

Mas desta vez ela não consegue!

É atingida em cheio!

A deusa é lançada e choca-se contra uma pilastra!

Parte do teto desaba sobre ela!


Seiya com ar de felicidade: - Conseguimos! Conseguimos!


Os demais correm até o amigo de Lira!


Shun: - Orfeu você está bem?

Hyoga: - Orfeu!

Orfeu olha para a parte onde Hera está: - Já falei! Sigam em frente!

Seiya se aproxima: - O que é isto Orfeu ela já foi vencida!

As rochas começam a ser movidas!


Orfeu: - Cavaleiros as ordens de Athena são claras... Estou aqui para ajudá-los! Vão! Não se preocupem comigo!


Neste momento o cosmo de Hera atravessa as pedras que estavam sobre a mesma!


Orfeu determinado e fica em postura de combate a frente dos demais: - Ela está se levantando! Não insistam!

Seiya: - Ok! Iremos em frente!

Hyoga: - O aguardaremos no próximo templo!

Shun: - Obrigado Orfeu por nos ajudar!


Os cavaleiros seguem para a saída!


Orfeu: - Athena! Obrigado por me trazer de volta a vida! Farei a minha parte para que os cavaleiros cumprão a missão que lhes foi dada!


A deusa explode seu cosmo!

As rochas são desintegradas!


Orfeu surpreende-se: - Que cosmo poderoso!

Hera: - O que?Onde estão os outros cavaleiros? (Olha furiosa para Orfeu) Seu desgraçado pagará por se intrometer nos caminhos de uma deusa!

Orfeu: - Seu coração transborda em ódio. Por que é assim?

Hera: - Não serei questionada por um humano!


Hera parte para o ataque!

Mas Orfeu esquiva-se!


Hera: - Seu verme! Não serei atacada mais por você!

Orfeu: - Isto é o que pensa!


Começa a tocar sua Lira!


Orfeu: - Não cometerá mais nenhuma maldade contra a humanidade!

Hera tem seus movimentos retardados: - O que está acontecendo? Estou me sentindo estranha!

Orfeu: - Seu corpo está começando a ficar cansado e logo adormecerá no sono da morte!

Hera: - Não conseguirá êxito! Sou uma deusa! Cavaleiro de Athena eu o derrotarei!

Orfeu: - Não! O mal jamais irá superar o bem!


{{{SERENATA DA VIAGEM DA MORTE*}}}

* - Com este golpe Orfeu faz o adversário dormir durante dez dias, podendo atacá-lo livremente, enquanto a alma do adversário. Vaga sem rumo em outra dimensão durante esses dez dias.


A deusa mesmo assim impõe ambas as mãos e contêm a técnica poderosa do cavaleiro de Prata!


Orfeu é surpreendido: - O que? Isto não é impossível!

Hera: - Para uma deusa nada é impossível! (Contra ataca) Receba sua técnica!

Orfeu desespera-se: - Essa não! O que farei?


A deusa contra ataca!

Mas neste instante um raio poderoso com toda energia atinge a investida de Hera contra Orfeu.

Orfeu é salvo, pois a técnica foi extinta!

* - Música - http://br.youtube.com/watch?v=mEnreRtioNo

Hera: - O que significa isto?

Orfeu: - O que aconteceu?

Alguém coloca a mão no ombro de Orfeu: - Acalme-se amigo! (A voz é conhecida)

Hera: - Você?


Hércules fica a frente de Orfeu e mais atrás lá estavam às guerreiras.


Hércules: - Mires... Solphitia... Vão em frente com Orfeu! (Aponta) Hera! Você jamais deveria ter se libertado!

Hera: - Seu maldito filho bastardo de Zeus... Sempre atrapalhando minhas ambições!

Hércules: - Não se preocupe sua deusa das trevas... Suas ambições terminarão hoje!


O filho de Zeus eleva seu cosmo!

Diversos raios caem ao redor dele!

Mires e a amiga se aproximam de Orfeu!


Mires: - Vamos meu amigo! Temos de ajudar os cavaleiros!

Orfeu: - Sim!

Hera: - Quem são elas?

Sophitia: - Somos guerreiras de Athena!

Mires: - Nós guardávamos o templo de nossa deusa enquanto ela estava na TERRA ajudando os inocentes humanos!

Hera: - Jamais saíram daqui!

Hércules: - Não se atreva!


Com a mão direita ele aplica um poderoso raio na deusa!

Ela contra ataca com o raio que sai de seu báculo!


Mires: - Vamos!


Elas seguem em frente com Orfeu!


Hera: - Seu maldito! Realmente você veio até mim!

Hércules: - Havia sentido seu cosmo!

Hera: - Mas agora será diferente!

Hércules: - Não se engane!

Hera: - Hum!


Ela faz um movimento com o báculo empurrando de maneira impressionante sua técnica contra Hércules!

Ele sem chance de se defender é atingido e cambaleia para trás!

Hera surge atrás dele!

Encosta seu báculo no filho de Zeus que ela tanto odeia!


Hera: - É a sua hora de morrer e terminarei o que comecei desde os tempos imemoriais!

Hércules com expressão de aplica muita força: - Isto! Não será concretizado!


A energia cobre todo o corpo de Hércules!

Ele se aproxima e põe as mãos nos ombros de Hera!


Hera: - O que pretende?

Hércules: - Você também possui um pouco da energia de meu pai! Mas tem um porém!

Hera: - Qual?

Hércules: - Não sabe dominar como eu!

Hera: - O que?


Hércules de forma incrível começa a energizar seu corpo!

A energia atinge Hera!

A deusa começa a gritar!

O filho de Zeus inverte a situação!


Hera: - Arg! Eu não serei vencida por você!

Hércules: - Hera o ódio e a ganância em seu coração sempre foram os responsáveis por suas derrotas! E o mesmo acorrerá agora!

Hera ainda presa na energia de seu oponente: - Jamais! Hoje as coisas serão diferentes... Você é um filho de uma mortal não é um deus completo!

Hércules: - Eu não sou mais um deus. Meu pai tirou-me este direito!

Hera: - O que? Então como está conseguindo me enfrentar?

Hércules: - Porque agora estou ao lado de Athena... Ter fé naquilo que nós humanos acreditamos nos faz sermos mais fortes que os deuses!

Hera: - Isto é um absurdo?

Hércules: - Não é! Os humanos são poderosos demais! Mas isto se torna real quando eles passam a crer na conquista do objetivo e principalmente quando se esforçam em prol de outro... Hera desta vez eu não trancarei sua alma no jarro... Destruirei você para sempre!

Hera: - Não fale o impossível!


Hércules anula os raios!

Dá um salto com cambalhota para trás!


Hércules: - Hera que sua maldade pare de existir!


O filho de Zeus soca com seu punho direito incandescente de cosmo o chão!


{{{PELA FORÇA DOS DEUSES}}}


Diversos feixes de luz como a ESCALIBUR de Shura!

São desferidos contra a deusa!

Hera não se intimida com isto!


Hera: - Não serei derrotada por você!


A deusa impõe ambas as mãos!

A técnica de Hércules simplesmente passa a desviar de Hera!

Ela começa a dar uma gargalhada.


Hércules percebe o fato: - Não pode ser! Como ela foi capaz de fazer isto estando diante da derrota?

Hera sorrindo sarcasticamente: - O que houve? Está surpreso de eu superar sua técnica! (Aponta) Acabarei com você!


A deusa parte para cima!

Seus punhos estão brilhando!

E seu corpo banhado de todo o cosmo!

Neste momento Hércules apresenta um olhar indefeso!

Mas ele de repente passa a fixar um olhar determinado!

Olha para o céu!

Olha para Hera que vem determinada a atacá-lo!

Ergue sua mão esquerda!

E impõe a direita na direção de sua oponente!


Hércules em voz baixa: - Não posso ser vencido por você... Athena e os cavaleiros precisam de mim... Jamais usei esta técnica... Aprendi com meu pai!


Elevando seu cosmo!

Vários raios surgem!

O som dos trovões são absurdamente ensurdecedores!

Um poderoso relâmpago atinge o braço esquerdo de Hércules!

Seu braço e em seguida seu corpo é completamente energizado!

A energia chega a sua mão direita!

Sendo concentrada!


Hércules: - ESTA É A PRIMEIRA VEZ QUE UTILIZO ESTE GOLPE! DEIXE DE EXISTIR HERA!


{{{RELÂMPAGO OLIMPICO*}}}

* - Relâmpago Olímpico é uma técnica que Hércules aprendeu com o pai logo após ter derrotado Hera. Diferente do TEMPESTADE DOS DEUSES. Este espalha a energia por todo o campo de batalhas. Já o Relâmpago Olímpico concentra a energia em um só alvo!

Sem defesa Hera é atingida do peito!

A técnica de Hércules atravessa seu corpo!

A deusa para!


Hera em voz baixa: - Hércules! Desde que você surgiu a minha alegria de existir foi destruída! (Aperta seu punho direito) Eu falhei! Mas seu destino e de tudo que existe... Caminha para a extinção!


Cai morta!

Hércules fica parado e pensativo!


Hércules: - Esta guerra entre os deuses e nós mortais está longe de terminar... Quem será o Caos! Ele é tão poderoso assim?

Surge alguém com uma armadura vermelha e dourada: - Ele é muito poderoso!

Hércules: - O que? Você?


Ares o deusa da Guerra surge à frente de Hércules!

Ares: - Sim Hercules! Não se preocupe sou um aliado! O cavaleiro Hyoga me mostrou o fator real desta Guerra... Nosso pai está errado! Precisamos nos unir contra o Caos!

Hércules: - Ares! Você um aliado? Realmente! Somente com a determinação e a coragem dos cavaleiros de Athena para convencer logo à você disto!

Ares: - Não temos tempo a perder! Athena em breve seguirá ao templo de nosso pai para um importante acontecimento nesta guerra. Precisamos abrir caminho para ela. Vamos!


Eles começam a correr rumo à saída do templo de Hera.


Hércules: - Os cavaleiros estão à frente!

Ares: - Sim! Mas precisamos chegar a tempo... Pois se for necessário somente os cosmos deles unidos com o de Athena serão capazes de parar as ambições erradas de nosso pai.


SANTUÁRIO DE ATHENA

CASA DE AQUÁRIO


Aqueles deuses que passaram por Shura estão diante da CASA DE AQUÁRIO!

Moros: - Vamos entrar logo e acabar com o cavaleiro de Athena que guarda esta casa!

Moros - Deus do destino dos homens - Crédito da foto: Alessandro Ferreira

A deusa: - Sim!


Eles entram correndo!

E param ao se depararem com o interior da CASA DE AQUÁRIO completamente congelado!


A deusa: - Mas o que é isto?

Moros: - Está tudo congelado!

A deusa: - Cavaleiro de Athena! Somos deuses e isto não nos assusta!

Moros: - Verme de Athena apareça!


Escutamos passos!

Vemos os pés do cavaleiro de ouro!

Suas pernas!

Cintura!

Peitoral!

Camus de Aquário aparece elevando seu cosmo!

Continua!

Postar um comentário