sábado, 31 de janeiro de 2009

CAPÍTULO 28: O SENHOR DO OLIMPO

Em meio de um combate mortal entre a deusa Héstia e o cavaleiro de prata Orfeu de Lira.

Surge alguém inesperado para intervir na morte do Cavaleiro de Athena.

Ares o Deus da Guerra que se redimiu as ambições de Zeus ao perceber em Hyoga.

A determinação de lutar por aquilo que ama e acredita.

Ares já havia encontrado com Hércules!

E afirmou que estava do lado de Athena.

Pelo fato de que o Olimpo.

Assim como a humanidade estão para serem dizimados pelo Caos.



Héstia surpresa: - Não posso acreditar no que meus olhos estão vendo... Você salvou um Cavaleiro de Athena?

Ares: - Sim Héstia! E a partir de agora serei seu oponente! A não ser que deseje sair de meu caminho.

Héstia: - O que? Você... Você ficou louco? Você traiu as ordens seu pai. Por que fez isto?

Ares: - Meu pai está errado... Estamos diante de uma ameaça pior... A qual pode por fim a nossa existência!

Héstia: - Somos deuses do Olimpo! E o que pode ameaçar nossa existência?

Ares: - O Caos! O Deus Primordial que surgiu do vazio! O mais poderoso dos Primordiais... Ele pretende destruir a tudo que existe... E dar início a uma nova era!

Héstia: - Não diga tal idiotise Ares! O senhor Zeus ao destruir Athena terá poder suficiente para derrotar o Caos.

Ares: - Não acredito nisto!

Héstia: - Como?

Ares: - Os jovens cavaleiros que entraram em nosso solo sagrado junto com Athena se superaram. Eles não são humanos comuns. Determinados a lutarem ao lado de Athena para protegerem aquilo que acreditam eles conseguiram derrotar vários deuses olímpicos. E agora só restaram: Eu, você e Zeus!

Héstia: - Zeus derrotará Athena... Zeus governará a era dos DEUSES OLIMPICOS! Como pode passar para o lado de Athena num momento tão crucial?

Ares: - Não é apenas passar para o lado de Athena... Não vou ficar disperdisando energia em algo que não vale a pena... Lutar contra Athena somente iria dar mais espaço ao Caos... Nós deuses Olímpicos deveríamos nos unir em uma dura guerra contra os Deuses Primordiais!

Héstia: - O que? Jamais me unirei a Athena... Zeus Jamais concordaria com isto!

Ares: - Athena é muito mais poderosa que Zeus!

Héstia: - Isso é inadmissível!

Ares: - Ela ainda não despertou seu poder por completo... Porém aqui no Olimpo ela já esbanjou parte de seu superior cosmo... Estes rapazes apesar de serem corajosos em muitos momentos foram ajudados por Athena... Que de seu templo! Eu acredito que ela tenha de uma maneira protegido aqueles que deixou na Terra. Athena se preocupa pelo bem de muitos e esses muitos estão depositando toda sua esperança nela... E esta esperança tem fortalecido o seu cosmo e a mesma transfere com toda benevolência para seus cavaleiros... Por isto estão vencendo os deuses!

Héstia: - Ares! O que você acaba de dizer é um absurdo! Como deusa do fogo e por estar ao lado do senhor Zeus... Eu o mandarei para o inferno! (Queima seu cosmo)

Ares olha para Orfeu: - Garoto! Saia deste Templo!

Orfeu está muito ferido: - Arg! Onde... Onde o Hércules está?

Ares: - Ele seguiu pelo caminho que Hyoga e os demais foram... (Fecha os olhos) Logo que sentimos o cosmo do cavaleiro cisne ser extinto.

Orfeu: - O que? Um dos cavaleiros foi morto!

Ares: - Sim! Mas daremos fim a está guerra e iremos juntos com Athena lutar contra o Caos... VAMOS GAROTO! VÁ EM FRENTE! Atravessando uma passagem por trás do trono de Héstia. Você deverá seguir adiante... Quando imaginar que é o fim do Olimpo continue a seguir... A partir daí! Sua determinação e coragem mostrará se realmente você é um Cavaleiro de Athena!

Ares olha para Héstia: - Héstia agora o combate será somente entre nós!

Héstia: - Vá humano! Deixe-nos a sós!



Orfeu levanta-se com dificuldades!

E começa a caminhar!

Ele passa por Héstia que é puro ódio em seu olhar.

O cavaleiro de prata passa ao lado a sua direita da escadaria de acesso ao trono.

E avista mais a frente à passagem informada por Ares!



Héstia parte para combate e encrava seu báculo no chão: - VOU LEVAR SUA CABEÇA A ZEUS!


O deus da guerra faz o mesmo com seu báculo!

Héstia inicia uma seqüência de socos banhado por todo o fogo de seu cosmo!

Ares se defende!


Ares: - Você é bastante rápida!

Héstia: - Minha velocidade será o suficiente para derrotá-lo!


Ares encontra uma abertura nos ataque de Héstia!

Com a mão direita ele segura sua cabeça e a arremessa contra o solo!

Isto danifica o chão!

Mas a deusa se recupera e mesmo no chão aplica um chute certeiro no rosto de Ares.


Héstia: - Muito esperto Ares... Mas não o bastante para mim!


Ela insiste indo para cima de Ares.

Ares já se prepara para se defender.

Porém Héstia surge atrás dele.

Mas Ares é um deus e seus reflexos também são rápidos!

Ele a surpreende com um chute em seu peitoral!

Ela se desequilibra!

Ele continua com um soco com o punho direito banhando de um cosmo amarelado!

Atingindo o rosto de Héstia!

Ela atinge o chão e seu corpo é arrastado uma distância de uns deis metros!

Ares não para de atacar!

Ele corre dá um salto abrindo suas asas!

E vai aplicar mais um soco com seu punho incandescente!

Héstia percebe e rola para direita!

Ares surpreende-se com a manobra da adversária e atinge o chão!

Destruindo-o!

Criando uma abertura e nisto uma grande labareda de fogo surge atingindo Ares!

Ele grita!

Sendo lançado para o alto!

Ele cai em seguida no chão!

E está com a mão no rosto!

Héstia levanta-se sorrindo!



Héstia: - Ares você é mesmo um tolo... Não será tão simples assim me derrotar!



Ares está de joelhos!

E mesmo com a mão esquerda no rosto!

Tapando o mesmo lado do rosto!



Ares está com queimaduras nesta parte do rosto: - Não fique contente antes do tempo. Vou atacá-la até conseguir! (Levanta-se e queima seu cosmo) Estas feridas são pouco para o que há por vir!



Héstia estende sua mão direita para a labareda de fogo!

Nisto parte do fogo concentra-se em sua mão!


Héstia: - Ares... Você se arrependerá por ter traído a confiança do senhor Zeus! Vá para o inferno de chamas Ares!


Impondo sua mão direita!

Uma verdadeira rajada de fogo é lançada contra Ares!

Porém ele queima seu cosmo!

E impõe sua mão direita!

A técnica de Héstia choca-se contra esta proteção!


Héstia furiosa: - Grrr! Não adianta ficar se defendendo! (Eleva mais seu cosmo) Vou destruí-lo! (A seqüência fica cada vez mais rápida e poderosa)

Ares: - Ela está mesmo determinada a impedir meu propósito! Tenho de fazer algo!


As asas de Ares o protege!

E o deus da guerra avança!

Repelindo a técnica de Héstia que atingem as paredes do TEMPLO!

Algumas atingem duas colunas e com isto parte do teto desaba!

Ares continua à avançar!


Héstia: - Não posso acreditar!


Ela anula sua técnica!

Mas é tarde!

Ares está próximo e aplica uma técnica!


Impondo a mão direita!


{{{VÔEM ORNITHES AREIOI*}}}

* - Ornithes Areoi é uma técnica que consiste no lançamento de diversos pássaros banhados pelo cosmo de Ares. Que ao chegar próximo de seu oponente eles são desintegrados e apenas ficando suas penas que se tornam verdadeiros dardos! Logo em seguida o corpo de seu oponente é energizado!


Nisto surgem inúmeros pássaros!

Eles voam em grande velocidade!

Deixando um rastro de poeira cósmica!


Héstia: - Essa não!


Os pássaros praticamente estouram próximo a deusa!

Nisto suas penas atingem Héstia em várias partes de seu corpo!

Como se fossem dardos afiados!


Héstia da um grita: - Mas o que significa isto?

Ares: - Acabou para você Héstia!


Neste momento!

Todo o corpo de Héstia é energizado!

Ela grita bastante!

A deusa está próximo das imensas labaredas de fogo!

Ela vai sendo torturada e gritando!

Mas caminha para trás!


Ares se impressiona: - Ela cairá no fogo!


Gritando a deusa cai no fogo!


Ares: - Ela caiu!


Não ouvimos mais seus gritos!


Ares: - É o fim de Héstia!


O deus da guerra se vira para seguir em frente!

...

Nisto escutamos a diabólica gargalhada de Héstia!


Ares é surpreendido: - O que? Mas esta mulher não morre!


Uma parte do chão é levantada!

Partes do solo é arremessadas para o alto!

Com isto uma imensa labareda é formada!


Ares: - Mas que cosmo poderoso!

Voz de Héstia: - Meu amigo traidor! Você terá tempo para lembrar deste dia quando chegar ao inferno!


Héstia surge da labareda!

Ares olha para cima!


Héstia: Vou incinerá-lo seu maldito!

Ares: - O que ela pretende?

Héstia: - Veja agora as esferas incandescentes caindo do céu!


Queimado seu cosmo ela destrói todo o teto do templo!

Nisto vemos surgir várias bolas de fogo do céu!

O ataque é ainda mais poderoso do que foi aplicado contra Orfeu!


Ares: - Isso é terrível! Se eu ficar aqui... Serei vencido!


{{{CHAMAS DO ARMAGEDDON}}}


As imensas bolas de fogo atingem o chão!

Ares corre para se proteger!

Uma cena impressionante!

Ele corre desvia de uma!

Caem umas três próximo a ele!

Ele se esquiva!

Mas o deus vê os degraus que dão acesso ao trono!

Ele sobe correndo!

As bolas de fogo continuam a cair!


Héstia: - Não adianta correr!Sua derrota chegou!

Ares se vira olha para Héstia e dá uma salto abrindo suas asas: - Não esteja certa disso!

Héstia: - O que?


O punho direito de Ares brilha!


Ares: - Prepare-se para uma grande queda!


{{{DORES DA GUERRA*}}}

* - Técnica a qual o oponente fica com seu corpo repleto de feridas. Uma dor insuportável se inicia. Destruindo todas as suas chances de vitória!


Um poderoso raio de cor amarela!

Sai do punho direito de Ares!

E atinge o peitoral da armadura de Héstia destruindo-o!

Ela grita!

E atinge com tamanha violência uma seqüência de quatro colunas!

Na quinta ela colide e em seguida atinge o chão!

Ela está próxima às imensas labaredas de fogo!

Ares atinge o solo e apenas observa!

Nisto Héstia começa a se mover e vai se levantando!


Héstia sente algo: - O que? Arg! O que está havendo?


Diversos hematomas e ferimentos surgem na pele da deusa.


Ares: - Este é o sofrimento causado nas vítimas de uma guerra!

Héstia: - Seu maldito! Como pôde? Sou uma deusa olímpica! Assim como você!

Ares: - Essas dores insuportáveis que agora você sente a impedirá de ficar em meu caminho!


Héstia cai e continua a gemer de dor!


Ares: - Vou para o TEMPLO DE ZEUS por fim a este confronto e me unirei a Athena contra Caos!

Héstia: - Isso não permitirei! Você não sairá daqui!

Ares: - Detenha-se!


Héstia está determinada!

E começa a elevar seu cosmo!

Ela ignora a técnica de Ares!


Ares surpreende-se: - Como ela consegue superar a minha técnica? Mas que mulher é esta? Não posso me descuidar!

Héstia: - Uma coisa o Orfeu me ensinou! Não desistir facilmente!


As labaredas de fogo começaram a envolver o corpo de Héstia!


Ares: - Isto é impressionante! O fogo a envolve e seu cosmo é cada vez mais poderoso!

Héstia com seus olhos a brilhar devido à elevação de seu cosmo: - Ares você sentirá agora o meu imenso poder!

Isto o fará se arrepender por ter tomado a ridícula decisão de se unir a Athena!


O Deus da Guerra começa a elevar seu cosmo!


Héstia: - ADEUS TRAIDOR DO OLIMPO!


Com ambos os punhos ela aplica sua técnica devastadora!

As chamas passam em grande velocidade!

Danificando* o chão!

* - Lembrem como o cometa abriu o mar no filme: IMPACTO PROFUNDO!


Ares contra ataca da mesma maneira!

Impondo seus punhos!

E aplicando um raio!

As técnicas colidem-se!


Ares com expressão de aplicar muita força: - Nossa! Ela é bastante forte!

Héstia parece mais tranqüila: - O que foi Ares? Já vai desistir?

Ares: - Jamais! (Transpira bastante)

Ares aumenta seu cosmo e começa a empurrar a técnica de Héstia: - Um confronto entre deuses olímpicos da forma que estamos pode levar tempo!


Neste momento devido à pressão da colisão de ambos os ataques!

O chão começa a rachar!

Além dele!

As demais colunas que estavam de pé!

É um verdadeiro terremoto criado pelos cosmos dos deuses olímpicos!

Uma grande fenda é aberta!

E pela mesma uma grande labareda de fogo surge entre os deuses!


Héstia: - Ares o templo não está suportando nossos cosmos!



A rachadura vai até a escadaria!

Até pelo lado externo do templo já observamos várias rachaduras!

Eles estão com seus cosmos ao máximo!


Ares em pensamento: - Será arriscado! Mas não tenho outra chance!


O Deus da Guerra anula sua técnica!

Dando um giro com o corpo para se esquivar do ataque de Héstia!

Mas seu ombro esquerdo é atingido!

A proteção do mesmo é danificada por completo!

A técnica de Héstia atinge e destrói a estrutura de seu trono!

A tentativa de Ares foi infeliz!

Ele está de joelhos com a mão direita em seu ombro carbonizado pelas chamas!

Está ofegante o deus da Guerra.


Héstia: - Se não fosse à estrutura de sua armadura. Minha técnica o teria destruído!

Ares: - Mesmo com meu ombro assim eu posso lutar!


O deus da guerra levanta-se!

Começa a elevar seu cosmo!

Nisto surge atrás do mesmo a imagem de um guerreiro com asas!

Héstia: - Seu ombro está exposto! Basta apenas atingi-lo com minha técnica que você estará acabado!



EM OUTRA ÁREA DO OLIMPO!



Ikki e Shiryu estão correndo por uma área aberta!

Esse lugar é lindo!

Cercado de belas flores e ali estavam muitas borboletas!


Ikki: - Mais uma vez um longo caminho a ser percorrido!

Shiryu: - Jamais imaginei que o Olimpo fosse tão imenso assim!

Ikki: - Shiryu ao chegarmos ao TEMPLO DE ZEUS! Nós deveremos ficar bem atentos... Pois o mesmo não será um inimigo comum!

Shiryu: - Como foi passado pelo Hércules. Ele possui o cosmo supremo... (...) Não será uma luta fácil!


EM OUTRA PARTE


Seiya e Shun percorriam um lugar semelhante!


Shun: - Seiya!

Seiya: - Sim! Shun!

Shun: - Estou me lembrando das palavras do Hércules! Ele nos informou que seria necessário nós cinco chegarmos juntos ao TEMPLO DE ZEUS. E precisaríamos unir nossos cosmos ao de Athena para termos uma chance de conquistarmos a vitória! Mas não temos mais o Hyoga nos ajudando... O que faremos?

Seiya: - Já pensei nisto também Shun! Mas não devemos perder nossas esperanças! Vamos lutar como verdadeiros Cavaleiros de Athena!



TEMPLO DE ANFITRITE


Hércules está correndo por aquela ponte!


Hércules em pensamento: - Os cosmos de Hyoga... Mires... Sophitia foram extintos... Cavaleiros importantes que deram suas vidas em nome de Athena!


O filho de Zeus entra no TEMPLO cercado pelas águas.

Ele continua a correr até que avista o corpo de Hyoga!

Hércules vai caminhando lentamente até o Cavaleiro de Cisne!

Ele para olha por uns instantes o Cavaleiro de Cisne!

Em seguida se ajoelha e percebe o dano no peitoral da armadura!

Mais precisamente na altura do coração!

Onde a lança de Anfitrite atingiu Hyoga.

Mas algo chama a atenção de Hércules!

Percebe que o chão banhado no piso ao lado da piscina até o corpo do Cavaleiro Cisne.


Hércules em pensamento: - Depois que o Hyoga caiu! Alguém saiu desta água. (Percebemos seu olhar direcionando a sua direita indo na direção do trono de Anfitrite, porém continuamos a visualizar o olhar de Hércules) Mas o que é aquilo?



RETORNANDO AO COMBATE DE HÉSTIA E ARES



Héstia banhada pelas chamas.

A deusa começa a fazer vários movimentos com suas mãos!

São movimentos circulares!

Ares ergue sua mão direita!


Ares: - Héstia as guerras são capazes de devastar tudo que encontra pelo caminho! E esta minha mais poderosa técnica acabará com seu propósito de me impedir de realizar meu objetivo!

Héstia: - Hum! Você acredita que com este ombro ferido será capaz de ter hesito! Vou despachá-lo da existência!

Ares: - SEU TEMPO... (Nisto surge um clarão do céu) ACABOU!

Héstia assusta-se: -MAS O QUE É ISTO?

Ares: - É A SUA SENTENÇA!



{{{IMPACTO NUCLEAR*}}}

* - A mais poderosa e devastadora técnica de Ares! Uma luz como um imenso asteróide choca-se contra o adversário. Nisto forma um terrível cogumelo de fogo e radiação aniquilando tudo ao redor!


Héstia dá um grito!

É atingida!

Sua armadura é destruída por completo!

Seu corpo é feito em pedaços!

Tudo começa a desmoronar!

O local é consumido pelo fogo!

Pelo lado externo vemos todo o TEMPLO desabar!

O som é ensurdecedor!

O TEMPLO DE HÉSTIA não mais existe!

Vemos Ares caído ao chão uns trinta metros do local!



Ele começa a se mover!

Sua armadura está mais danificada!

Ares de joelhos começa a dar gargalhadas!

Ele chega a deitar no chão de tanto dar risadas!


Ares: - Nossa! Que pancada que eu tomei! Não imaginava que isso ocorreria! (Levanta-se)


Olhando para armadura!


Ares: - Minha armadura está bem danificada! Hum! Isso não importa! Tenho de ir em frente! (Quando se vira ele encontra sua lança encravada no chão) Eu imaginava que à tinha perdido!


A pega e começa a correr!



EM OUTRA ÁREA DO OLIMPO



Shiryu e Ikki estão diante de uma densa neblina!


Shiryu: - Mais um obstáculo!

Ikki: - Nosso destino está atrás desta neblina tenho certeza!


Ikki começa a correr!

Shiryu segue o amigo.

Eles entram na neblina e não enxergam nada!

Nem nós os conseguimos enxergar!


Shiryu: - IKKI! NÃO ESTOU LHE VENDO!

Ikki: - Isso não importa é um obstáculo para nos impedir de chegarmos ao TEMPLO DE ZEUS vamos continuar no caminho que seguíamos! Se por algum motivo mudarmos nossa direção! Nós poderemos nos perder pela eternidade!

Shiryu: - Seria nestas horas que as correntes de Shun serviriam!

Ikki: - É mesmo. Mas estou sentindo uma brisa na direção que estamos indo! Seja quem for que tenha criado isto. Foi burro não percebendo este detalhe!

Shiryu: - Esse burro que você pode estar se referindo pode ser Zeus.

Ikki: - E daí! Não estou nem ai para ele!


Neste momento escutamos vozes conhecidas!


Voz de Seiya: - Ah! Shun não dá para ver nada!

Shiryu: - Seiya! Nós estamos aqui!

Seiya: - Aqui? Onde?

Ikki: - Shiryu se eu que estou perto de você não o enxergo. Imagine o débio do Seiya!

Shun: - Ikki! Onde você está?

Seiya: - Quem é débio aqui é você!

Seiya: - Quem lhe deu a liberdade de me chamar assim?

Shiryu: - Vamos parar com esse bate-boca desnecessário! Seiya! Shun! Continuem na direção em que vocês entraram na neblina!

Shun: - Chiiii!(...) Complicou! Assim que escutei as vozes de vocês eu mudei minha direção!

Ikki: - Vocês estão sentindo uma pequena brisa?

Shun: - Sim meu irmão! Estou! E você Seiya!

Seiya: - Depois a gente conversa sobre essa história de débio está bem! Ikki!

Shun: - SEIYA! RESPONDA-ME!

Seiya: - Shun eu não sou surdo! Sim estou sentindo!

Shiryu: - Vocês! Guiem-se por ela!


Passa uns instantes!


Seiya: - Nossa estou neste lugar andando e andando sem rumo! Essa brisa não está nos levando para lugar nenhum!

Shun: - Pare de reclamar Seiya! Todos nós estamos na mesma situação!


Os cavaleiros surgem!

Agora podemos vê-los!

O solo é todo em pedras do mesmo material dos TEMPLOS.


Seiya: - Até que enfim estou enxergando alguma coisa!

Shiryu aponta surpreso: - Vejam!


Ikki, Seiya e Shun olham admirados!

Lá estava um imenso TEMPLO!

Sobre o mesmo um céu noturno e estralado!

Vários e contínuos relâmpagos cruzavam o céu!

O som dos trovões são ensurdecedores.

Ikki com expressão bem séria: - Chegamos!

Shiryu: - Amigos! Infelizmente nosso amigo Hyoga não esta conosco fisicamente! Mas estará em nossos cosmos!

Shun: - Isso mesmo Shiryu!

Seiya: - Vamos terminar o que começamos! POR ATHENA! (Impõe seu punho direito)

Os demais contribuem com o gesto: - POR ATHENA!



Os cavaleiros correm!

Naquele estilo meio estanho!

Vão se aproximando!

Chegam à pequena escadaria de uns quatro degraus!

Entram no TEMPLO!

E se deparam com algo inimaginável!

Todas as colunas do TEMPLO eram douradas!

O piso era esverdeado!

Mas também com detalhes dourados!

Assim como a imensa estátua de Zeus!

A frente de mesma um trono.

Os quatro vem caminhando e suas expressões são sérias!

Zeus está sentado e os observa!


A voz do Senhor do Olimpo soa como um trovão: - HUMANOS ENTÃO VOCÊS CONSEGUIRAM CHEGAR ATÉ AQUI! O QUE ESPERAM DE MINHA RECEPTIVIDADE!

Ikki queima seu cosmo: - Da sua eu não sei. Mas eu vim aqui para dar um chute em seu traseiro divino!

Zeus se enfurece e dois raios atinge o chão próximos a ele em ambos os lados: - O QUE? JAMAIS ACEITAREI TAL INSULTO! SOU O DEUS DOS DEUSES E EXIJO RESPEITO!


Zeus impõe sua mão esquerda!

Já que a direita segura seu báculo*!

* - Assim como Athena! Zeus tem Nike à deusa da vitória em sua mão direita!


Ikki prepara sua técnica!


Ikki: - Receba o poder de um cavaleiro determinado a acabar com sua diabólica ambição!

{{{AVÊ...}}}


Zeus aplica um raio que atinge Ikki em grande velocidade!

O cavaleiro grita de dor!

Fênix é lançado com grandiosa violência contra uma coluna!

Choca-se contra a mesma!

Caindo em seguida desacordado!


Shun: - IKKI! (Olha para Zeus) Não ficarei olhando parado você fazer isto ao meu irmão!

Zeus em tom sarcástico: - Hum! É seu irmão! Então o que você fará contra mim?

Seiya: - Vamos atacá-lo Shun!


{{{CORRENTE NEBULOSA}}}


Zeus segura a corrente com a mão esquerda!

E puxa o Cavaleiro de Andrômeda que grita!


Seiya: - SOLTE NOSSO AMIGO!


{{{METEORO DE PEGASO}}}


Os meteoros atingem Zeus!

Enquanto Shun choca-se com cerca de cinco colunas sem destruí-las!

Apenas causando um pequeno dano!

Ele atinge com violência àquela parede ao lado do acesso mencionado por Hércules em capítulos anteriores.

Shun atinge o chão desacordado!

Os meteoros de Seiya de nada adiantaram contra o senhor do Olimpo!


Seiya: - Não é possível eu os lancei elevando meu cosmo ao máximo! Não posso acreditar!

Zeus: - Seiya de Pegaso (Levanta-se do trono.) Seus crimes contra os deuses termina aqui!


Com a mão direita!

Ele aplica cinco raios saindo de cada um de seus dedos!

Seiya fecha os olhos!

O som do impacto!

Escutamos o grito de Shiryu!


Seiya surpreende-se: - Ah! Shiryu!


O escudo poderoso da armadura dourada divina de dragão foi destruído!

O Cavaleiro de Dragão é atingido!

Ele colide-se com Seiya e ambos são lançados ao chão!


Shiryu geme de dor: - Mas ele é muito poderoso!


Seiya levanta-se e vai até o amigo!

Com o escudo destruído!

O braço de Shiryu está sangrando!


Seiya: - Shiryu! O seu braço!

Shiryu: Ah! Ele... Acho que ele está quebrado!

Seiya: - Essa não!

Zeus com seu cosmo representado por diversos raios que atingem o chão próximo a ele: - Humanos fracos e insuportáveis! Pagaram pelo que fizeram aos meus filhos e aos demais deuses que estavam do meu lado!

Seiya: - Pagaremos pelo que fizemos a eles? Eles que eram obcecados pelo errado assim como você!


(Queimando seu cosmo)


Shiryu, Ikki e Shun despertaram: - SEIYA!


A imagem do pégaso surge atrás do cavaleiro!


{{{COMETA DE PÉGASO}}}


A técnica de Seiya vai atingir o deus dos deuses!

Zeus é atingido!

Um imenso clarão!

Shiryu, Shun e Ikki na expectativa!

Seiya com os olhos bem atentos!


Zeus estava lá intacto: - Jamais levante sua mão contra mim!

Seiya: - Ah! O que? Isso não pode estar acontecendo!


Elevando seu cosmo!

Zeus energiza todo interior do templo atingindo os cavaleiros de Athena!

Eles gritam devido tamanho sofrimento!


Zeus: - Acreditam que por estarem com estas armaduras e por estarem banhados pelo cosmo de Athena que sinto em vocês... Podem comigo? Mostrarei-lhes agora o que é um desejo do deus dos deuses!


As armaduras começam a rachar!

Os cavaleiros continuam a gritar!


AS ARMADURAS SÃO DESTRUÍDAS!

AS PODEROSAS ARMADURAS DOURADAS DIVINAS DE: PÉGASO, DRAGÃO, ANDRÔMEDA E FÊNIX!

FORAM DESTRUÍDAS COMPLETAMENTE!


Os cavaleiros atingem o chão danificando-o!

Trajando suas tradicionais vestimentas!

Seiya e os demais estão muito machucados!


Zeus: - Humanos! Entendam! Diferente dos demais deuses que enfrentaram! Existe uma grande diferença para comigo... Eu sou Zeus o senhor do Olimpo! O deus dos deuses!

Seiya sentindo muitas dores: - Como isso foi acontecer? Nossas poderosas armaduras foram destruídas!

Shiryu: - Nós... Nós percorremos um longo caminho até aqui! Não é justo acabarmos assim!

Ikki: - Arg! Ele nos atingiu de uma forma em que não foi possível enxergar seu movimento!

Shun: - Não... Não é à toa... Arg! Que é o deus dos deuses!


Zeus vai caminhando até o centro de seu TEMPLO.


Zeus: - Isso mesmo medíocre humano! Por causa de vocês tive de sujar com esse sangue imundo o meu TEMPLO!

Shun: - Não somos como você acaba de dizer nós temos sim valor!

Zeus se enfurece com o Cavaleiro de Andrômeda: - Não me questione maldito!


Atinge Shun desprotegido!

O pobre cavaleiro é arrastado e choca-se contra a parede!


Os cavaleiros: - SHUN!



SANTUÁRIO DE ATHENA – GRECIA

CASA DE PEIXES


Vemos a expressão assustada de Afrodite!

Com sua armadura em pedaços.


Afrodite: - Quem são vocês?


As três poderosas névoas cósmicas estão diante do Cavaleiro de Peixes!


Afrodite busca forças e levantar-se: - O que pretendem no Santuário da Deusa Athena!

O cosmo da direita: - Somos Deuses Primordiais e estamos aqui para aniquilar todos aqueles que se colocarem no caminho do senhor Caos!

Afrodite: - Mesmo estando no estado em que me encontro! Eu buscarei forças para enfrentá-los!

O cosmo à esquerda: - Humano não cometa uma tolice dessas! Deixe-nos passar? É para seu próprio bem!

Afrodite: - Meu próprio bem é impedir a permanência de vocês no Santuário! (Queima seu cosmo) Eu entrego minha vida neste combate em nome da Deusa Athena!

O cosmo central: - Rapaz vocês não nos deixa alternativa!

Afrodite: - Esses cosmos... (Transpira bastante e seus ferimentos continuam a sangrar)


Eles aparecem!

O da direita:

Usando uma armadura onde o marrom predomina!

Com detalhes em verde no peitoral, ombros, joelhos e pés.

Seus cabelos não longos como os de Saga.

Só que de cor verde.


Ele diz: - Sou ÓREAS DEUS PRIMORDIAL que personidifica as montanhas!




O do centro:

Com uma armadura branca, mas muito brilhante!

Mas o que se destaca na mesma são as belas e imensas asas!

Elas são de com azul e muito brilhante também!

Este azul nós encontramos nas proteções dos: Ombros, Peitoral, Cintura, Joelhos e pés!

Seus cabelos também eram longos.

De cor branca!


Ele diz: Sou URANO DEUS PRIMORDIAL que personidifica o céu!



O da esquerda:

Possui uma armadura em que predomina o azul escuro!

Nas partes como: Peitoral, Ombros, Joelhos e pés predominam um tom bem cristalino!

Seus cabelos também eram longos!

Porém castanhos claro!


Ele se apresenta: - Sou PONTO DEUS PROMORDIAL que personidifica os mares da TERRA!

Urano: - Nós somos irmãos e filhos de Gaia!

Afrodite em pensamento: - Já ouvi falar deles! Seus cosmos demonstram o absurdo poder de cada um... Sim não há dúvida são os DEUSES PRIMORDIAIS! Porém estou aqui para dar minha vida em nome de Athena... Mas contra estes três...



Urano começa a caminhar para próximo de Afrodite!

Que está receoso devido suas condições físicas!

E está recuando!


Urano: - Cavaleiro de Athena! Quero que saiba! Quem nem mesmo Zeus pode me derrotar!
Afrodite: - Que bom que você se referiu a Zeus... Pois não sou ele! Sou um Cavaleiro de Athena! E nós Cavaleiros através de nossa determinação podemos realizar verdadeiros milagres! Não temo a vocês... DEUSES PRIMORDIAIS!

Urano com os olhos fechados: - Já que é o que deseja!



VEMOS O LADO EXTERNO DA CASA DE PEIXES!

UM SOM CARACTERÍSTCO!

O GRITO DE AFRODITE!


Continua


CAPÍTULO 29: IRMÃOS PRIMORDIAIS

Postar um comentário