sexta-feira, 23 de novembro de 2007

3º Capitulo: Beleza Maldita!


A mulher era da mais pura e impressionante beleza. O vento que passa faz balançar seus lindos e longos cabelos loiros. http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/127/115924352 E faziam também as rosas balançarem.

SHUN: - É uma mulher linda! Jamais vi tamanha beleza!
Os olhos do cavaleiro de Andrômeda brilhavam! E a mulher com isso se olha no espelho e diz: - Obrigada cavaleiro! Você esta diante da mais bela deusa do Olimpo... Sou Afrodite a deusa da beleza!
TODOS: AFRODITE!
AFRODITE: Já que sabem meu nome e estão esmagando com seus pés imundos e humanos carregados de pecados contra os deuses... Vocês não são dignos de entrarem no Olimpo... Posso poupar sua vidas inúteis. Deixem Athena! Pois a levarei até Zeus para que ele a castigue por se rebelar contra as ordens do deus supremo!
SHIRYU: Já que quer fazer isso terá de nos vencer primeiro!
IKKI: Jamais abandonaremos Athena com você!
HYOGA: O que você fez com a senhorita Saori?
AFRODITE: Essas rosas que estão em toda parte estão emanando um pólem do sono! (TODOS: O QUE?) Meu objetivo era atingir a todos vocês. Porém apenas Athena foi à vítima e com ela fora de combate vocês serão destruídos facilmente com meu poder... Sem Athena para interferir seus vermes os mandarei facilmente para o inferno! Se tentarem me impedir!
SEIYA: - Não compreendo! (Olha para Saori) A senhorita Saori é a deusa Athena como esse polém das rosas a atingiu e a nós chegou a fazer efeito, mas... Ainda estamos de pé!
SHUN (Lembra-se de algo) : - Seiya! A Saori antes de entrarmos no Olimpo nos banhou com seu cosmo e com isso deve tê-la enfraquecido!
Afrodite da uma gargalhada: - Jovens guerreiros essa jovem como vocês mesmos há chamam Saori não despertou ainda o poderoso cosmo de Athena. Zeus quer líquida-la antes que isso aconteça!

Seiya e os demais cavaleiros olham para Saori. Afrodite eleva mais e mais o seu cosmo.
Afrodite: - E como já disse se tentarem me impedir enfrentaram a minha fúria! Deixem o corpo dela ai e retornem a TERRA! Pois em breve toda humanidade sofrerá o castigo de ZEUS!

Ikki: Quem são vocês para julgarem os humanos? Vocês não tem em seus corações o que os humanos possuem. Se quer pegar o corpo de Athena enfrente-me!

Afrodite olha de uma forma sarcástica sem dizer uma só palavra. Mas Shun se intromete.
Shun caminha até seu irmão: - Não Ikki! Afrodite! (Segura suas correntes e com um voz enfática) Afrodite eu serei seu oponente. Ikki vá com Seiya e os outros adiante. Levem a Saori daqui enquanto cuido disso.

Ikki: - Mas Shun!
Shun (Olha para o cavaleiro de fênix) : Irmão! Mais um vez teremos de no separar pelo bem de toda humanidade... Não se preocupe comigo. Cuide de Athena! (Olha para os amigos) Seiya! Hyoga! Shiryu! Confiem em mim!

Eles movem a cabeça concordando e Ikki diz: Tenha cuidado irmão.
Shun: - Pode deixar Ikki. Não decepcionarei a confiança que me foi dada por Athena.

Afrodite: - Hum! Hum! Hum! Que belo momento de amizade entre vocês. MAS GAROTO! AQUI QUEM DÁ AS ORDENS SOU EU! OU DEIXEM ATHENA OU ACABAREI COM TODOS VOCÊS COM UM SÓ MOVIMENTO! SOU UMA DEUSA E A UMA GRANDE DIFERÊNÇA ENTRE MINHA DIVINDADE E VOCÊS!

Shun: - O que foi Afrodite tem medo de ser derrotada por mim?
Afrodite furiosa: - Ora seu moleque como ousa me desafiar!
Shun: - Não percam tempo amigos vão em frente!

Hyoga: - Sim Shun! Vamos amigos temos um longo caminho até ZEUS!
Seiya (Com Saori nos braços) : - Te aguardaremos no próximo templo amigo! VAMOS!
Shiryu olha para o amigo e seguem seu destino.

Afrodite: SEUS IDIOTAS VOCÊS ESTÃO PISANDO EM MEU JARDIM! NÃO PERMITIREI QUE SAIAM! (A deusa prepara um movimento com a mão esquerda)
Shun: - Não permitirei seu ataque a meus amigos! {{{CORRENTE NEBULOSA}}}
A corrente de Andrômeda vai na direção de Afrodite que empoe seu espelho!
Shun (Faz uma expressão de surpreso): - O que?
A corrente de ataque é paralisada pelo espelho de Afrodite.
Shun: - Minha corrente conteve sua trajetória! Mas como isso foi possível?
Afrodite: Sou uma deusa... Cavaleiro. Apesar de você ter esse rostinho puro e angelical. Você é muito valente... Agora olhe! E veja o que faço com seus amigos.

Afrodite concentra o seu cosmo: - Ergue a mão esquerda e seus olhos brilham. {{{ROSAS VENENOSAS}}}

Um feixe de luz rosa vai na direção dos cavaleiros.
Shun (Se desespera) : - NÃO! MEUS AMIGOS! IIIKKKKKIIIIII!!!!!!!!!!!!

O ataque atinge o chão numa incrível velocidade. E as rosas soltam uma espécie de gás!

Shiryu (Tenta se proteger na hora assim como seus amigos levando as mãos ao rosto) : - O que é isso o polém das rosas esta mais forte!
Seiya: - Foi uma armadilha! Por isso ela nos deixou vir!
Ikki: - Não podemos ser vencidos!
Hyoga: - Acalmem-se amigos. Vamos elevar nossos cosmos e... “ARG! Tosse! Tosse!”

Já era tarde os cavaleiros já haviam respirado o gás venenoso das rosas.

Shun a distância grita sem poder fazer nada para salvar seus amigos e irmão. Suas lágrimas já aparecem: Meus amigos não! Athena!

Afrodite olha de uma forma fria o desespero de Shun. Os cavaleiros não suportaram o ataque surpresa de Afrodite em caem.

Afrodite (Sorri de forma sarcástica) : - Viu só Andrômeda o que acontece quando um humano não obedece as ordens dos deuses?
Shun permanece de costas para Afrodite. As lágrimas ainda estão em seus olhos. E olha para ela. A expressão do cavaleiro de Athena muda para uma forma de revolta.
- Afrodite já que você se diz ser a deusa da beleza. Infelizmente você pode ser bela por fora porem poder pó dentro.
- O que jamais receberei esse insulto de um humano! Acabarei logo com você garoto! E você sofrerá até a morte em forma de castigo por essas palavras. Alem disso sua alma sofrerá pela eternidade a dor que sentira depois deste ataque.

O cosmo de Afrodite é impressionante. De repente em grande velocidade ela de distancia de Shun.
- Mas como ela é rápida!
- Cavaleiro Shun você sabe o que essas rosas contem que podem dilacerar o seu corpo?
- O que?
- Vou lhe mostrar.

Afrodite mais uma vez ergue seu braço esquerdo.

Na posição que Shun esta ele visualiza vários objetos saindo das rosas atrás da deusa.

- Mas o que é aquilo?

Os objetos conseguem atingir uma grande altura e agora começam a cair. Shun percebe!

Eram os espinhos das rosas em grande quantidade e com o cosmo de Afrodite eles acabam crescendo em pleno ar. Transformando-se em verdadeiras espécies de flechas.

- São os espinhos tenho de me proteger! Senão serei derrotado por ela. (Faz um movimento com suas corrente) {{{DEFESA CIRCULAR}}}

Como o cavaleiro de Andrômeda esta usando sua Kamui dourada as correntes emanam uma luz dourada impressionante. Os grandes espinhos se chocam contra a defesa da corrente. São inúmeros espinhos.

Afrodite: - O que? Ele esta se defendendo dos espinhos de minhas rosas... Não pode ser. Essa técnica já foi capaz de derrotar um exército. Vou aumentar meu cosmo. CAVALEIRO VOCÊ NÃO SUPORTARÁ!

Mais e mais espinhos saem das rosas. O ataque de Afrodite é mais duro.

Shun: - Não pode ser. Ela esta aumentando o seu cosmo! Tenho de me manter firme! Não posso decepcionar a Ikki e a meus amigos.

Num instante o olho direito da deusa brilha. Ela percebe algo em Shun. E em seguida cancela o ataque.
E ao redor de Shun estavam vários espinhos destruídos e a expressão do cavaleiro de Athena era de tremendo cansaço. Pois ele também respirou anteriormente o polem das rosas.
Shun: - Ela parou o Ataque! (Com uma respiração ofegante) Estou cansado. Essas rosas são venenosas... Mas não posso ser derrotado pela Afrodite.

Afrodite: - Cavaleiro Andrômeda realmente o sistema de defesa de sua corrente é incrível mas tem uma falha. ( - O que?)

Shun: (Em pensamento) – “Será que ela tentará o mesmo ataque que Jabú de Unicórnio utilizou contra mim na guerra galáctica? Se for isso eu a vencerei.” ( Agora diz) Me amostre como vai me derrotar!

Afrodite: - Já que quer assim. (Ela fecha os olhos)

Shun sente algo mover em baixo de seus pés: - Mas o que é isso? As rosas.

O cavaleiro é lançado cruelmente ao céu e uma rajada de espinhos grandes o atinge. Ele grita de tamanha dor. Seus amigos, seu irmão e Saori estão ali. Mas devido o veneno das rosas nada podem fazer para ajudar. Os espinhos atingem Shun nas partes em que a armadura não o protege como uma parte dos braços e nas pernas. Depois de muito sofrer ele bate no chão com muito sangramento. E parece desacordado.

A deusa da beleza da uma forte gargalhada.

Num vilarejo no Santuário da Grécia.

Várias casas simples estão ali. Alguns dos guardas conversam e devido à derrota do filho de Lúcifer Manon as pessoas retornam suas rotinas. Um grupo de soldados conversa.
SOLDADO: - O Seiya e os outros cavaleiros estão no Olimpo para enfrentarem Zeus.
SOLDADO II: - O que? Enfrentar o senhor Zeus isso é loucura!
SOLDADO III: - Mas Athena esta com eles e os cavaleiros de ouro estão no santuário.

Nesse instante Marim vem caminhando com uma espécie de embrulho. E da ordens a eles.
MARIM: O que pensam que estão fazendo? Vocês ouvirão as ordens que Athena transmitiu por Shion de Áries. É para vocês ficarem em seus postos.
SOLDADO (Abaixa a cabeça) : - Sim Marim! Já estamos indo.

Eles saem dali. E Marim continua caminhando até chegar a uma casa. A mesma que Cássios cuidou de Shina quando a mesma sofreu o ataque violento de Aioria, quando esse lutava contra Seiya. A amazona abriu a porta e tinha alguém na cama deitado. Marim coloca o embrulho sobre uma mesa e olha para a cama. (Pensando) : - “SEIYA”.

Na antiga sala do mestre. Shion estava com sua armadura dourada e olhava para toda extensão do Santuário a baixo. Num instante ele olha para o céu e parece pressentir algo. E nesse mesmo momento no Olimpo Hércules que caminhava próximo há algumas árvores parece pressentir o mesmo.
Shion (Com olhar desconfiado): Por instantes senti um cosmo poderoso deixando este mundo... Não pode ser! (O cavaleiro de Áries segue em direção ao destruído palácio de Manon)
Hércules: Senti um poderoso cosmo entrando no Olimpo... E não é um cavaleiro de Athena. Quem será? (Olha com ar de apreensão) Não importa vou me esconder nessas árvores... Quem for terá de passar por aqui. Pois este é o único caminho que existe até o templo de Afrodite.


No jardim de Afrodite.

Afrodite com ar de muita felicidade olhava no espelho: - Ó soberano Zeus. Eu a mais bela deusa do Olimpo derrotei os cavaleiros de Athena que tanto trabalho que deu. Vou pegar essa jovem ridícula que hospeda o espírito de Athena e levar até o senhor ó divindade.

Shun (Fala de uma tom muito baixo devido seus ferimentos): - A nossa luta ainda não acabou!
Afrodite: - O que? Você ainda esta vivo?
Shun (Levanta sua cabeça): - Sou um cavaleiro da esperança e enquanto eu tiver respirando terei forças para lutar.

Afrodite caminha até o cavaleiro e para próximo a ele.
- Como é! Você ainda esta vivo? (Pisa covardemente na cabeça do cavaleiro) Morra seu idiota! Para que lutar? Athena já era! Eu sou vencedora!
A deusa fica pisoteando com a perna direita a cabeça de Shun. Ela é cruel. O cavaleiro já estava muito ferido e exausto por causa do cheiro das rosas. A corrente com a ponta em forma de esfera utilizada para defesa vai rastejando por debaixo das rosas sem que Afrodite perceba. A mesma continua pisoteando Shun: - Desista seu cavaleiro imbecil! Você não é pariu para mim! Desista!

Shun (Mesmo sofrendo pensa):”Eu... Eu não posso perder para Afrodite prometi ao meu irmão e aos meus amigos que protegeria sua jornada até o próximo templo... Mas ela é uma deusa e é muito poderosa. Não estou em condições de lutar! Devo estar perdendo meus sentidos... Devo estar morrendo...

Num instante!
(...) – Shun! Shun! Levante-se!
Shun: - O que? Essa... Essa é a voz de Ikki! E esta falando com meu cosmo!
(...) – Shun levante-se! Você é um cavaleiro e jurou lealdade a Athena!
Shun: - Hyoga!
(...) – Isso mesmo Shun. Você é forte!
Shun: - Shiryu!
(...) : - Isso mesmo amigo! Mesmo estando sobre o veneno das rosas de Afrodite nossos cosmos podem se unir.
Shun: - Seiya! E você mesmo! Você que sempre se sacrificou até os últimos instantes por Athena e a humanidade. E nós todos juntos chegamos a unir nossos cosmos ao seu!
(...): - Shun você é um cavaleiro da esperança! Confio em você Shun! Os cavaleiros de ouro também. Lembre-se das palavras do cavaleiro de peixes Afrodite. http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/128/98525954
Shun: - Saori! Athena! Isso mesmo não posso ser derrotado aqui! A luta apenas começou! http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/103/99104336
Saori: - Shun meu cosmo esta em você! Lembre-se disto. Você é digno de vestir uma armadura divina. Você luta pela justiça. Bilhões de inocentes em todo o mundo estão torcendo por você neste momento.

Shun agora diz: Isso mesmo Athena, irmão e leais amigos!
De uma forma surpreendente o cosmo de Shun começa a emanar. Fazendo ferver o pé direito de Afrodite.

Ela grita: AH! O que é isso que cosmo é esse você estava quase morto!(Ela se afasta impressionada) Eu... Eu não posso acreditar!

Shun ainda permanecia deitado. E a corrente de defesa de Shun continuava embaixo das rosas.

Mas ele começa levantar e diz: Afrodite você já perdeu essa luta! http://www.flogao.com.br/alessandrozanardisg/foto/112/103450437
Afrodite: O que não diga besteira! Acho que pisei demais em sua cabeça e você esta louco!
Shun: Não Afrodite! Mesmo desmaiados Athena, meu irmão e meus amigos me ajudaram a perceber que...
Afrodite (Corta a frase do cavaleiro de Andrômeda): - Não seja ridículo! Athena e os outros estão desmaiados!
Shun (Elevando seu cosmo de forma impressionante): Vocês deuses lutam com ódio dos humanos. Como isso pode ser belo ou divino? Vocês não tem o que nós temos de mais importante.
Afrodite: - O que vocês tem que os fazem tão especiais a ponto de derrotar deuses tão poderosos?
Shun: - O amor!
Afrodite: - Amor?
Shun: - Sim nós lutamos por amor em aquilo que acreditamos. A humanidade, a paz e a justiça... (Num tom imperativo) Afrodite acabarei com suas ambições malignas... Você é covarde! Utiliza do veneno dessas rosas para tirar as forças de seu oponente. Você não luta de uma forma justa. E sua vaidade faz você se vangloriar de sua beleza diabólica.
Afrodite (Eleva seu cosmo furiosa): - Seu moleque atrevido. Já que descobriu meu segredo. Vou acabar com você agora sem piedade! Eu sou a mais bela do Olimpo e serei bela para ZEUS destruindo você! (Ela se olha no espelho)


A corrente de uma forma rápida e precisa. Atinge o espelho na mão direita de Afrodite. Fazendo-o quebrar e os pedaços acabam atingindo o belo rosto da deusa. E a fere no lado direito do rosto. Abaixo do olho.
Ela grita furiosa: - Você feriu meu lindo rosto. E estragou aquilo que mais apreciava. GRRRR!!!!!
Afrodite: Dessa vez os espinhos das rosas dilaceraram o seu corpo.
Shun: -Não se eu puder evitar. Tenho de destruir todas essas rosas e salvar Athena e meus amigos.

Ela faz mais uma vez os espinhos saírem das rosas e seguem em grande velocidade até o cavaleiro de Andrômeda.

Shun cruza os braços na frente de seu corpo o seu cosmo é poderoso: - ELEVE-SE COSMO ELEVE-SE AO 9º SENTIDO IGUALANDO AO COSMO DOS DEUSES {{{TEMPESTADE NEBULOSA}}}
A tempestade é impressionante nunca antes vista. Com os cosmos de Athena e do incentivo de seus amigos. O poder de Shun faz todas as rosas serem arrancadas do chão. Os espinhos que iam em sua direção são também arrastados na direção de Afrodite.

Afrodite (Assustada e impressionada): - Não posso acreditar que técnica poderosa. (Ela tenta se defender com as mãos, mas a tempestade nebulosa a atinge violentamente) AHHHH!!!!!!

A armadura dela completamente danificada. Seus braços e rosto são duramente feridos. Como as rosas foram arrancadas. Ela bate a cabeça violentamente no chão.
E em seguida ela olha para Shun e fala com dificuldade: - Cav... Cavaleiro você é muito poderoso! Arg! (Morre!)

Shun (Com os olhos fechados pensa): - Afrodite suas ambições erradas a fez ser destruída... Até quando teremos de lutar por buscar a paz.

Um som de tosses é ouvido. Shun olha para trás era seus amigos e seu irmão que voltavam a si. Ele corre gritando o nome de Ikki e de seus amigos. Shun chega perto.

Seiya: Ham! O que houve?
Os demais cavaleiros despertam e vêem Afrodite derrotada.
Ikki: Parabéns Shun... Você derrotou Afrodite.
Shiryu: Vejam! A Saori ainda esta adormecida!

Dessa vez Hyoga a pega nos braços: - SAORI! SAORI! ATHENA!
Nenhuma reação.

Shun: - O veneno das rosas era mesmo preparado para ela adormecer... Mas o cosmo de vocês e o de Athena falaram com o meu na minha luta contra Afrodite.
Hyoga: - Mesmo adormecida o cosmo de Athena ainda é mais forte que as ambições dos deuses.
Ikki: - Hyoga leve a Saori nos braços temos de ir em frente.
Hyoga: - Sim vamos!
Mas neste instante algo brilha a frente deles. Eles protegem seus olhos como podem. Ai que aparece o templo de Afrodite. Em ruínas apesar de estar no Olimpo. Na parte superior estavam escrito: Αφροδίτη (Afrodite) http://www.cittavivaostuni.it/images/adriana3.jpg


Seiya: - Esse é o templo de Afrodite. Esta em ruínas. E lá esta escrito em grego... AFRODITE.
Hyoga (De pé com Saori nos braços):- Acredito que com sua derrota. O templo acabou ficando neste estado.
Shiryu: - Vamos amigos!
Shun: - Espere Shiryu! (O que foi Shun? Pergunta o cavaleiro de dragão) A Saori não despertou estou preocupado como a acordaremos
Seiya: - Shun tem razão! Ela não reagiu quando Hyoga a chamou. As rosas não estão mais aqui. E também estou preocupado.
Ikki: Acalmem-se amigos! Lembre-se o que Afrodite disse e foi exatamente que MANON disse no primeiro momento que o vimos... Que tirar Athena de combate era uma forma deles nos vencer e Saori antes de entrarmos aqui. Ela nos banhou com seu cosmo.
Shiryu: - Será que ela sabia que isso ia acontecer?
Ikki: - Acredito que sim. Dohko em rozan me amostrou dentro da grande cachoeira um antigo dezenho feito numa imensa parede. Éramos nós enfrentando os deuses e lá se destacava Athena com seu cosmo nos protegendo.
Shiryu: - Por que meu mestre não me mostrou isto?
Ikki: - Não deveria ser o momento Shiryu.

Eles dão uma pausa.

Hyoga: - Amigos vamos! Temos que chagar até o templo de ZEUS. Nós não sabemos até quando Athena ficará assim.

Eles seguem em frente.

Lá no bosque.

Hércules estava atrás das árvores quando alguém aparentando alto e vestindo um manto vermelho. E sobre esse manto uma vestimenta branca, a qual cobria sua cabeça. Suas roupas estavam um pouco rasgada.

Hércules sente algo e pensa: “- Esse cosmo... Ele não é um cavaleiro de Athena... Ele é”
(Um voz forte e conhecida) : - Saia de onde esta Hércules!
Hércules se surpreende com a percepção de quem acabara de entrar no Olimpo.
O homem alto permanece de costas para Hércules.
(...): - O que você faz no Olimpo?
Hércules: - Estou aqui por ordens de nosso pai... Zeus! Mas você não estava...
(...): - MORTO? (A voz imperativa do encapuzado assunta Hércules) Estou mais vivo que nunca! (Pela expressão de surpresa de Hércules percebeu quem era, mas não acredita) E vim para me vingar de Athena e daqueles vermes humanos... Principalmente de Seiya...

De baixo do capuz brando é possível ver uma cicatriz no lado esquerdo do rosto a baixo do olho.
Hércules (Pensando) : - Ele quer se vingar de Seiya... Isso pode atrapalhar!
(...): - Porque seu cosmo esta aflito Hércules? E o que houve em seu templo? Ele esta em ruínas.
Ele se vira para Hércules.
(...) : Não parece que você lutou com eles... (Ele joga o báculo de Ártemis no chão) Hércules! Isto esta errado! O que houve com minha irmã gêmea Ártemis? Hércules responda!
Postar um comentário